Entrevista com escritor Maurício Gomyde

Olá Amados leitores! Estou trazendo para vocês entrevista com o escritor Maurício Gomyde, parceiro do Jornalismo na Alma. Ele é autor dos livros "Ainda não te disse nada" e"O Mundo de vidro".Vamos conferir essa super entrevista?
Jornalismo na Alma-Como surgiu o desejo de lançar um livro?
Maurício Gomyde-Acho que vem desde a infância. Sempre fui contador de piadas nas festas de família...(Risos). Os tios faziam uma roda e eu contava cada piada suja que era uma beleza! (Risos) E como li muito, e ainda leio, acabou que apareceu a vontade de colocar no papel as histórias que eu vivo, que eu teria vontade de viver. É um vício, um prazer enorme fazer isso.

Jornalismo na Alma-Como você configurou os personagens do livro? 
Maurício Gomyde-Eu planejei bem a Marina, que é a protagonista. Os outros personagens foram aparecendo aos poucos, conforme a necessidade da história. São sempre pessoas que eu conheço, ou com características de um, o jeito de outro, etc.

Jornalismo na Alma-Quanto tempo levou para escrever Ainda não te disse nada?
Maurício Gomyde-Levei  sete meses contando tudo. Desde a primeira linha até o dia em que mandei pra gráfica e disse "Seja o que Deus quiser"...

Jornalismo na Alma-Como surgiu a escolha do nome do livro?
Maurício Gomyde-Como é uma história de amor entre uma brasileira e um português, eu escutei muita canção portuguesa para "entrar no clima". Daí, me deparei com a canção que tem um trechinho que dá nome ao livro. Ela se chama "Se eu fosse um dia o teu olhar", do Pedro Abrunhosa. Gosto bastante, e virei um admirador da música portuguesa.

Jornalismo na Alma-Você acha que as cartas perderam força depois da popularização do e-mail?
Maurício Gomyde-Ah, isso sim. O e-mail é mais rápido, mais direto, mais condizente com a velocidade da informação nos dias de hoje. Isso não significa que eu ache o e-mail melhor, e nem que fosse abandoná-lo para só escrever cartas. Para cada momento, para cada pessoa em especial, há a escolha a ser feita.  Há pessoas com as quais só troco cartas. Engraçado, mas é uma nostalgia legal. O fato é: com tanta gente que acabamos conhecendo hoje, seria impossível trocar cartas com todos. Então, escolhemos um ou outro e estes se tornam especiais.

Jornalismo na Alma-Vi que o livro O mundo de vidro trata de sobre uma paixão avassaladora. Como surgiu a ideia de escrever sobre o tema?
Maurício Gomyde-Gosto demais das comédias-românticas do cinema. Então optei por escrever uma, e assim foi. As paixões sempre são avassaladoras, na verdade. E que bom que sejam assim! São as histórias da nossa vida que ficam pra sempre.

Jornalismo na Alma-Como foi feita a escolha da capa de cada livro?
Maurício Gomyde- Quem faz as capas é meu irmão, o Pedro Fernando Porto. Ele é muito bom, é da área de publicidade, mora em Vitória-ES. A gente vai se falando, eu passo a ideia, ele me manda opções, vamos refinando. Confio muito no trabalho dele. Além de profissional, é gente boa e é meu irmão! (Risos)

Jornalismo na Alma-Sobre qual tema escreveria um outro livro?
Maurício Gomyde-Estou escrevendo outro já. É outra comédia-romântica. Vamos ver no que vai dar...




Jornalismo na Alma-Qual a maior dificuldade que enfrentou para publicar seus livros? Como  superou essa situação?
Maurício Gomyde-Eu trabalhei até hoje de forma independente. Escrevo, reviso, ajeito capa, um amigo faz a diagramação, levo pra gráfica e vamo que vamo. (Risos) Por enquanto tem dado certo, é muito gostoso de fazer. Um trabalhão, mas eu gosto de encarar. Quem sabe numa próxima faço por editora. Mas tem que ser uma editora legal, comprometida com o trabalho. Se não, prefiro fazer eu mesmo, sem  problemas. A internet e os blogs são aliados maravilhosos neste processo.

Jornalismo na Alma-Com sente-se com a receptividade das pessoas que leram as obras?
Maurício Gomyde-A grande maioria gostou, e eu agradeço imensamente àqueles que se dispuseram a mandar e-mails, a comentar, a resenhar. Claro, há os que não gostam. Mas... bom, não vamos agradar a todos nunca, né? (Risos) Eu recebo as críticas sempre de forma positiva, como um aprendizado. Vou refinando o jeito de escrever e espero conseguir corresponder às expectativas dos meus leitores sempre com histórias leves e divertidas.


Jornalismo na Alma-
Tem planos para 2012 no universo da literatura?
Maurício Gomyde-Sim, claro! Eu continuo na luta. Pretendo lançar o livro novo em novembro.  Devo participar de alguns eventos, lançar o livro em outras cidades. Vamos ver como andarão as coisas. Em breve lançarei nova promoção para divulgar um pouco mais meu trabalho.

Jornalismo na Alma-Diga um autor preferido no Brasil? Por quê?
Maurício Gomyde-Sempre gostei do Luis Fernando Veríssimo. Ele escreve de forma leve, percebe os detalhes engraçados da vida. É um baita observador do ser humano.

Jornalismo na Alma-Diga um autor estrangeiro preferido? Por quê?
Maurício Gomyde-Gosto do Nick Hornby. Outro que conta histórias que eu gostaria de escrever.

Jornalismo na Alma-Qual a dica que você daria para futuros escritores?
Maurício Gomyde-Sempre se fala muito naquele esquema do "escreva com a alma, seja verdadeiro, etc.". Na verdade, acho que isso já está implícito. O que eu diria é: "aprendam as técnicas, planejem, leiam o que os  grandes escreveram e... escrevam com a alma, sejam verdadeiros"...(Risos)

Jornalismo na Alma-Para encerrar gostaria de fazer um bate e volta com você.
Maurício Gomyde-Uma pessoa: Minha mulher.
Um desejo: Levar para sempre a vida que levo.
Um livro: O Mundo de Vidro.
Uma música: A que eu estou escutando neste exato momento: "Nada é maior que o amor", do Alma Djem. Essa música é demais! Procurem no  youtube que vale a pena!
Uma comida: Arroz, feijão, carne moída, ovo e banana (tudo junto...Risos)
Uma bebida: Coca-Cola.
Uma frase: "Não faça aos outros aquilo que você não gostaria que fizessem com você"
Animal de estimação: Não tenho tempo nem habilidade para cuidar de um. (Risos)
Filhos: A razão da minha vida.
Dinheiro: Não se vive sem, mas seria bom se fosse ao contrário.
Felicidade: O Santo-Graal do ser humano.
Fama:  Muita gente quer ter e, quando consegue, esquece de quem esteve ao lado nos momentos de anonimato. Triste isso!
Religião: Cada um deve ser feliz na sua. O que pega é que tem gente que briga por causa disso, contrariando toda a lógica do processo.
Blogueiros: Sem eles, eu não estaria aqui.
Falsidade: Todo mundo tem um pouco, faz parte da alma. Só não pode prejudicar ninguém com isso. (Risos)

(Maurício Gomyde)

Contato

Quem quiser saber mais sobre o autor e os livros pode conferir em uma postagem que já fiz aqui no Jornalismo na Alma. Basta clicar AQUI!

18 comentários:

  1. nossa,qe legal a entrevista flor :) gostei bastante
    da pra ver que ele é puro independente !
    bjokas!
    www.chatofbeauty.blogspot.com

    ResponderExcluir
  2. Nossa que interessante*--*
    Gostei mais na parte de bate e volta;p
    lindo aqui:)
    http://garootavenenoo.blogspot.com/

    ResponderExcluir
  3. Ah gostei da entrevista e me interessei pelo livro, muito legal o bate e volta respostas inteligentes rs
    http://estiloromantica.blogspot.com

    ResponderExcluir
  4. Eu adorei a entrevista! Que legal que ele começou a gostar de música portuguesa e até deu o nome do livro com um trechinho :)

    Beijos
    http://brilhodealuguel.blogspot.com/

    ResponderExcluir
  5. Gostei, adorei o fato de ele mesmo fazer tudo, todo o processo, guerreiro ! assim não tem aquela dificuldade de uma editora ficar de lenga lenga, o que e triste !

    www.julianaleiteg.blogspot.com

    ResponderExcluir
  6. adorei a entrevista, muito boa flor :D' Ótimo Final de Semana ♥
    http://dezahoffmannmoda.blogspot.com/2012/01/inspiracoes-pro-final-de-semana_13.html

    *Flor o meu blog está realizando um sorteio de 1 ano de blog, (meu primeiro sorteio) Participa por favor?! E se puder me ajuda a divulgar, (tem chances extras!) beijos!!! ♥

    ResponderExcluir
  7. Ótima entrevista flor tu arrasou! Parabéns! *-*
    Mil Beijos!
    http://pensamentosdeumageminiana.blogspot.com/

    ResponderExcluir
  8. Ele está certíssimo, para poder escrever primeiro é preciso ler e ser verdadeiro, costumo usufruir muito desses dois conselhos quando escrevo alguma coisa, e claro, sempre costumo dizer que me inspiro nos meus próprios sentimento quando escrevo. Paloma, gostei muito do seu desabafo no meu blog, você está com toda a razão, aquelas coisa tbm me deixam maluca rsrs, bjinhos.
    http://blogdaingridzinha.blogspot.com/

    ResponderExcluir
  9. oi querida, adorei seu blog e ja estou seguindo, obrigada pela visitinha.
    beijos

    www.tracasebaratas.blogspot.com

    ResponderExcluir
  10. amei a entrevistaa simplesmenteeee ele fala cada coisa shuashauhsa !

    tem lay novo ve lá ecomenta se puder !

    http://garotoonerd.blogspot.com

    ResponderExcluir
  11. Oi minha linda!
    Vim agradecer seu carinho em meu Blog ;) obrigada viu!
    Vim também te conhecer de pertinho, já estou seguindo!
    Eu ainda não conhecia o Maurício mas já quero conhecer algumas de suas obras ;) achei super bacana essas entrevistas que você faz pois agente conhece melhor pessoas e se encanta.

    Um super beijo minha linda, bom final de semana.
    Luh

    http://luanaflordemulher.blogspot.com

    ResponderExcluir
  12. ooi dear !

    Eugosti much ta entrevista viu ?!!

    ><'

    Seguiindo o bloog!!

    Segue ?

    www.Teenhere.blogspot.com

    ResponderExcluir
  13. Que clic vc ja ta ensaiando né? adora intrevistar! ahaha gostei, ele parece ser legal!! *O*

    Rawar -> World Girl
    http://ianapaulinhaaaa.blogspot.com/

    ResponderExcluir
  14. Nossa muito lindo seu blog, e super interessante ^^
    Obrigada pela visita no meu blog.. Já estou seguindo de volta viiu!!

    www.selofeminino.blogspot.com

    Beijos ;**

    ResponderExcluir
  15. Retribuindo a visitinha e estou te seguindo...

    Adorei o blog!!!As dicas de livros são maravilhosos!!!!!
    Essa entrevista está ótima!!!!

    Beijinhos....

    gigievariados.blogspot.com

    ResponderExcluir
  16. Já viu a promoção que ta rolando solta no blog O Leitor?
    Ainda não?
    Então corre, que até o dia 05 de Fevereiro você ainda pode concorrer a um dos 6 livros que estão sendo sorteados.
    Beijos e espero você lá,

    Pamela.

    ResponderExcluir
  17. Gostei muito dessa entrevista, gosto muito da autor, ele é atencioso e escreve super bem. Gostei muito de ler Ainda não te disse nada, achei uma bela história. Foi bom conhecer mais desse autor nesse ótima entrevista.

    Abraços
    Caique Fortunato - Entre páginas de livros / Twitter

    ResponderExcluir

Tecnologia do Blogger.