Entrevista com a autora Licínia Ramizete

Olá queridos docinhos! Estou trazendo para vocês entrevista com a escritora Licínia Ramizete, parceira do Jornalismo na Alma. Ela escreveu o livro O Vampiro da Internet, que ainda não li, mas logo de cara amei a ideia principal da obra.  Vamos conferir essa super entrevista?


Jornalismo na Alma-Como surgiu o desejo de lançar um livro?
Licínia Ramizete-Após ver vários textos engavetados e muitos amigos dizendo que eram muito bons para serem guardados, me senti motivada a tentar uma publicação.

Jornalismo na Alma-Como você configurou os personagens do livro? 
Licínia Ramizete-Como um patchwork. Todos os personagens foram inspirados em pessoas do cotidiano; seja uma pessoa que conheci casualmente num consultório médico, numa ida ao mercado, até mesmo de alguém mais próximo, que me serviram de inspiração em alguns detalhes marcantes. Reunindo-os fui constituindo novas personalidades. Também emprestei aos personagens Marília e Gustavo, algumas observações, frases e pensamentos meus.

Jornalismo na Alma-Quanto tempo levou para escrever O Vampiro da Internet?
Licínia Ramizete-Pouco tempo. Em menos de três meses fiz a revisão de um conto que coloquei num site e que teve ótima aceitação. Acrescentei alguns detalhes, explicações etc. e O Vampiro estava pronto. O final diferenciado foi a pedido da editora e da equipe dela, que viu no vampiro (inicialmente um personagem secundário) uma figura forte e marcante e daí, solicitaram-me um final que sugerisse um possível retorno, num segundo livro.

Jornalismo na Alma-Como surgiu a escolha do nome do livro?
Licínia Ramizete-Quando a história surgiu, a primeira coisa que pensei foi no título e “O Vampiro da Internet” era um título que já informava ao leitor, o ambiente e o tema que estaria por vir. Achei-o ideal.

Jornalismo na Alma-Sobre qual tema escreveria outro livro?
Licínia Ramizete-Policial, suspense, mistério e fantasia. Se possível, todos juntos num só livro.

Jornalismo na Alma-Com sente-se com a receptividade das pessoas que leram a obra?
Licínia Ramizete-Muito feliz! É uma enorme emoção que sinto, quando vejo um comentário legal, uma resenha, ou uma adaptação para web novela. Os comentários “não muito legais” são úteis para que eu escreva melhor, preste maior atenção a detalhes, etc. Gosto quando o leitor me questiona e eu posso explicar alguma parte que não tenha ficado muito clara para ele. Não acho legal quando julgam e criticam sem nem mesmo saber se, porventura, foi ele quem não entendeu determinado ponto.

Jornalismo na Alma-Têm planos para 2012 no universo da literatura?
Licínia Ramizete-Sim, claro! O Vampiro da Internet abre expectativa para um segundo livro, e este já se encontra escrito em forma de rascunho, faltando passar por uma revisão minha e também da editora, caso ela tenha interesse em publicá-lo. Já tenho também ideias para outros livros, saindo da linha “vampiro”, mas mantendo sempre o mistério, o suspense e a fantasia.


Jornalismo na Alma-O que acha do incentivo da arte e cultura no Brasil?
Licínia Ramizete-Poderia ser bem maior, principalmente na Região Nordeste. Infelizmente tenho que admitir que o brasileiro não gosta muito de livros, mas acredito que não adianta colocar isso como um bordão e cruzar os braços. Precisamos descobrir o porquê dele não gostar... Talvez precisássemos passar por uma “reforma cultural”, sei lá... As editoras, livreiros, ONG´s e todo pessoal ligado à literatura, poderiam buscar meios de fazer com que ela fosse mais aceita, inserindo nos eventos culturais, atividades que estão em alta, fazendo eventos dinâmicos que desperte o interesse do público jovem.

Jornalismo na Alma-Diga um autor preferido no Brasil? Por quê?
Licínia Ramizete-Paulo Coelho. Apesar de conhecer muita gente que não gosta do estilo dele, gosto das mensagens que ele transmite.

Jornalismo na Alma-Diga um autor estrangeiro preferido? Por quê?
Licínia Ramizete-Tenho vários: Agatha Christie, Sidney Sheldon, Stephen King, Anne Rice, mas se tiver que destacar somente um, fico com o estilo literário do Sidney Sheldon. Agrada-me a forma como ele consegue nos envolver, contando a história do fim para o início.

Jornalismo na Alma-Qual a dica que você daria para futuros escritores?
Licínia Ramizete-Estudem, pesquisem, observem com os mestres. Um bom escritor tem que seguir seu instinto e ser fiel à sua veia literária, mas essencialmente tem que ter um bom material, conhecer sobre o que escreve, consciente de que a sua história será de conhecimento público e precisa ser transmitida com veracidade.

Jornalismo na Alma-Para Finalizar gostaria de fazer um bate e volta com você.
Licínia Ramizete-Uma pessoa: Minha mãe. Exemplo de dedicação e perseverança.
Um desejo: Voar... (Risos).  Sério: Publicar meu segundo livro, ainda este ano.
Um livro: O Outro Lado da Meia Noite  – Sidney Sheldon
Uma música: O Que É O Que É ?  – Gonzaguinha. A letra é fantástica!
Uma comida: Culinária típica baiana.
Uma bebida: Vinho tinto.
Uma frase: “Uma Vontade Encontra Um Meio”.  Meu lema de vida se resume nesta frase.
Animal de estimação: Garu. Um cãozinho dachshund, que é o xodó da família!
Filhos: Devo aos meus filhos a pessoa que sou. Com eles errei, aprendi e aprendo até hoje!
Dinheiro: Necessário, mas não imprescindível. Material feito para nos servir, mas muitos o utilizam de forma contrária...
Felicidade: Ver meus pequenos sonhos se realizando, ao longo dos anos.
Fama: Reconhecimento de um bom trabalho.
Religião: Essencial ao homem ter Deus em seu coração e seguir Seus mandamentos.
Blogueiros: Parceiros, amigos! Idealizadores criativos e ferramenta indispensável à cultura, de modo geral.
Falsidade: Um mal que permeia a humanidade há séculos e não perde a sua força, mesmo em nossa sociedade civilizada. Beijos a todos os seguidores e leitores!
(Licínia Ramizete)
Confira mais sobre a obra e a escritora clicando AQUI!

11 comentários:

  1. Nossa seria um sonho publicar um livro , mas não faço ideia de como fazer rs
    http://perfeitinha-blog.blogspot.com/
    http://thaisr-encomendas.blogspot.com/

    ResponderExcluir
  2. Adorei a entrevista e o livro deve ser ótimo... A Licinia aparenta ser ótima autora. Beijos
    http://meuspreciosospes.blogspot.com/

    ResponderExcluir
  3. Ah, que legal a entrevista :D
    http://www.senhoritaliberdade.com/

    ResponderExcluir
  4. Oi Flor...

    Ah que pena que você não conhece!!! Você não fala de livros técnicos aqui não? Parabens pelos 2 aninhos viu.. ficou fofo seu layout rosinha!!

    Valeu a visitinha e comentário no meu cantinho flor!

    Ótimo sabadex!

    Beijinhos e fique com Deus

    www.universoglam.com

    ResponderExcluir
  5. Own, obrigada por comentar no Embalaço e ainda em um post tão polêmico, enfim...

    Sem comentarios, esse livro deve ser o máximo *><*


    Ah, visite o novo post, vai morrer de rir:
    http://www.embalaco.blogspot.com/2012/02/como-nasceu-o-sapato-alto.html

    ResponderExcluir
  6. adorei a entrevista *-* sonho em publicar meus livros, mas antes tenho que terminar de escrever né haha

    http://himi-tsu.blogspot.com/

    ResponderExcluir
  7. O livro parece ótimo!
    Tenho vontade de publicar um livro, mas não sou criativo o bastante para escrever um livro rsrs

    Beijos,
    theplugados.blogspot.com

    ResponderExcluir
  8. Tem selinhos para você lá no blog.
    Beijinhos.

    ResponderExcluir
  9. Oii. Adoro ler suas entrevistas com escritores iniciantes. Bom para eles, para você e para os leitores. Serve até como motivação para quem está começando a escrever. :)
    O título chama bastante a atenção para a obra. E a capa também.

    Bjs.
    Anna
    http://castanhadechocolate.blogspot.com

    ResponderExcluir
  10. Bem legal a entrevista, parabéns Paloma.
    Já li esse livro, a capa foi o que me chamou atenção. O livro é fino e li bem rápido.

    Beijos :D

    ResponderExcluir
  11. adoro esses tipos de livro assim com vampiros >< ADORO

    http://garotoonerd.blogspot.com.br

    ResponderExcluir

Tecnologia do Blogger.