Entrevista com a escritora Karine Ribeiro



Olá morangos! Estou trazendo para vocês entrevista com a escritora Karine Ribeiro, parceira do Jornalismo na Alma. Ela é autora do livro No outro lado do Mar, que será lançado no próximo dia 13 de Março. Em breve, eu trago mais informações para vocês sobre a obra. Vamos conferir essa super entrevista? 




Jornalismo na Alma-Como surgiu o desejo de lançar um livro?

Karine Ribeiro- Da vontade de mostrar meu trabalho para as pessoas. Chega uma hora na vida do escritor que ele tem que se lançar ao público. Ao menos para mim, além de estar realizando um sonho, queria sentir a reação das pessoas quanto ao conteúdo e qualidade do que escrevo.  Receber a crítica externa dos leitores para o aprimoramento do que estou me propondo a fazer em literatura. Já tinha algumas crônicas e poemas publicados em antologia e periódicos, e já tinha o objetivo de lançar um livro reunindo meus poemas. Mas, quando surgiu a estória do romance, decidi que ele nasceria primeiro.

Jornalismo na Alma-Como você configurou os personagens do livro? 
Karine Ribeiro-A partir do cenário principal: a Noruega, o personagem principal foi se delineando em minha mente. No livro, falo da sua trajetória, enquanto filho de um oficial respeitado na Marinha Real Norueguesa, buscando seus maiores sonhos, em meio ao enfrentamento do autoritarismo paterno. Os demais personagens foram, intuitivamente, surgindo, para angariar a estória; através de muita pesquisa, embora a estória seja fictícia. Fiz questão de descrever lugares e fatos reais da História Norueguesa e brasileira, na época em que a estória se desenvolve: entre a Segunda Guerra Mundial e a década de 70. Há uma curiosidade sobre os personagens do livro: O nome da maioria deles foi emprestado de uma lista que registrou os noruegueses da segunda barca que aportou em São Francisco-SC em 1851 e se instalaram na antiga Colônia Dona Francisca (atual cidade de Joinville). Utilizar estes nomes foi uma forma de homenagear os bravos noruegueses que muito contribuíram para o crescimento e desenvolvimento do estado em que eu nasci e também do Brasil.

Jornalismo na Alma-Quanto tempo levou para escrever sua obra?
Karine Ribeiro-A contar do poema que abre o livro (consta no prólogo) teriam sido 5 anos, pois foi daquele poema escrito em 2006 que a estória nasceu. Mas eu prefiro contar a partir estória efetiva: o cerne do livro levou cerca de um ano e meio para ser escrito.

Jornalismo na Alma-Como surgiu a escolha do nome do livro?
Karine Ribeiro-Na minha cabeça, não poderia ser outro: O poema de onde a estória nasceu traz a frase no primeiro verso: “No outro lado do mar...” E também pelo simbolismo inerente à esta frase, pois o livro trata da travessia que todos nós fazemos rumo à realização de nossos sonhos. Num caminho particular, que nos faz batalhar muito, para chegar no outro lado do mar de nós mesmos.

Jornalismo na Alma-Sobre qual tema escreveria um outro livro?
Karine Ribeiro-Talvez uma continuação deste primeiro romance...Gostei muito do tema marítimo, e as pessoas que já leram estão me pedindo isto. Mas, também estou com idéias novas na minha cabeça para um terceiro livro. Mas quanto ao tema, prefiro deixar na expectativa. Posso dizer apenas, que terá suspense, aventura e muita poesia, com uma estória leve, mas profunda de sentimentos.

Jornalismo na Alma-Qual a maior dificuldade que enfrentou para publicar seus livros? Como superou essa situação?
Karine Ribeiro-Nada foi fácil, escrever num tempo muito escasso, pois, tenho um outro trabalho (sou servidora pública) e uma filha (na época com 6 anos); fazer cada centímetro de todo o caminho para de lançar um livro, praticamente sozinha: conseguir ajuda financeira para a impressão, achar um bom revisor, fazer a divulgação, a impressão, conseguir lugares apropriados para os lançamentos... A capa (fiz o desenho que está inserido nela).... Mas não penso nas dificuldades, porque estou realizando um sonho, com esforço, verdade e integridade. Por isso, acredito que as coisas foram se encaixando e ainda se encaixam, graças ao meu esforço, sempre seguindo em frente, sem olhar para traz e à ajuda Divina. Só tenho a agradecer, mesmo nas maiores dificuldades que tive, porque isto me fez crescer, fortalecer as minhas certezas como escritora, definir meu caminho a percorrer.

Jornalismo na Alma-Com sente-se com a receptividade das pessoas que leram as obras?
Karine Ribeiro-Estou muito feliz, porque todos, até agora gostaram e elogiaram. E isto é o meu maior incentivo como escritora.

Jornalismo na Alma-Qual livro daria de presente para um inimigo oculto?
Karine Ribeiro- Procuro viver de uma forma livre de inimigos, simplesmente porque não os quero ter. Mas respeito àqueles que possam não “ir com a minha cara”. Certa vez, Gandhi disse que, se um dia nada restasse no mundo, quanto aos ensinamentos de Jesus Cristo, a não ser, as bem-aventuranças, isto bastaria à humanidade. Então, eu presentearia a àquela pessoa que, por ventura, não goste de mim, com elas.

Jornalismo na Alma-Como busca inspiração para escrever?
Karine Ribeiro-Na observação contínua das pessoas, seus hábitos, sentimentos, dificuldades, erros, acertos, na divina natureza, sabiamente construída. Nas minhas memórias pessoais e vivências, etc. Tudo isto forma um vapor de coisas ao meu redor, sinto-as e as faço renascer em palavras.

Jornalismo na Alma-A internet está matando os livros? Por quê?
Karine Ribeiro- Não exatamente. Todos que lêem livros são unânimes em dizer que não há nada como folhear um livro, sentir o seu cheiro, e a expectativa de ir até a última página. Esta paixão não permitirá que o livro impresso se acabe. E se ainda assim há aqueles que preferem e-books, talves a minha teoria esteja errada; mas afinal, o que importa é não matarmos a Literatura, mesmo que morra o papel.

Jornalismo na Alma-Diga um autor preferido no Brasil? Por quê?
Karine Ribeiro-São tantos preferidos, que é difícil escolher, como minha alma é essencialmente de poetisa, elejo Castro Alves: escrever em pleno período da escravatura no Brasil um poema como “O navio negreiro”, com rimas e metáforas magníficas. Falar de um tema tão sério e profundo com a propriedade e a beleza com que ele fez, foi perfeito... Ele foi destemido e genial, em criar um verdadeiro canto em prol da liberdade humana.

Jornalismo na Alma-Diga um autor estrangeiro preferido? Por quê?
Karine Ribeiro-Shakespeare, porque fez com que seus versos vivessem eternamente, escritos ou encenados. Porque ele é uma das lendas da literatura mundial, faz qualquer escritor render-se a sua magnitude.

Jornalismo na Alma-Qual a dica que você daria para futuros escritores?
Karine Ribeiro-Escutem aquilo que seus corações dizem. Escrevam e escrevam...Quando sentirem que não cabem mais tantas palavras e idéias dentro de vocês, publiquem, através de uma grande ou pequena editora, não importa. Literatura é arte e a arte foi feita para ser apreciada.


Jornalismo na Alma-Para encerrar gostaria de fazer um bate e volta com você.
Karine Ribeiro- 
Uma pessoa: Minha mãe - Aprendi a amar com minha filha, mas lembrando tudo o que minha mãe fez e ainda faz por mim e meus irmãos, é que pude entender porque este amor é o mais verdadeiro.

Um desejo: Continuar a escrever.

Um livro: O retrato de Dorian Gray – de Oscar Wilde.

Uma música: Águas de Março (Tom Jobim).

Uma comida: feijão (feito por minha mãe).

Uma bebida: Suco de frutas brasileiras: saudáveis e deliciosos.

Uma frase: O essencial é invisível aos olhos. (Antoine de Saint-Exupéry)

Animal de estimação: Cavalos.

Filhos: Nossa razão de viver.

Dinheiro: Necessário.

Felicidade: Sentir o amor para com os outros e para conosco.

Fama: Perigoso.

Religião: Nasceu no coração do homem desde os primórdios da humanidade. É um alento, um consolo, força, segurança, esperança necessárias.

Blogueiros: Gente que quer que o mundo veja o seu coração. Apesar da impessoalidade da Internet, os blogs possibilitam a interação humana, de informações e conhecimento.

Falsidade: Todo mundo tem o direito de elaborar seu próprio rótulo. Eu prefiro fazer o meu com verdade.


(Karine Ribeiro)

Gostaram? Super amei...respostas excelentes! Quem quiser conferir mais sobre a autora e o livro basta clicar AQUI!

11 comentários:

  1. Arrasou na entrevista!! Nunca tinha ouvido falar dela, mas me parece que ela é bem legal :D
    www.viverserfeliz-renata.blogspot.com

    ResponderExcluir
  2. Adorei a entrevista! ;)
    Não tinha ouvido falar dela...

    Beijos,
    theplugados.blogspot.com

    ResponderExcluir
  3. Arrasou na entrevista, e estou ansiosa pelo lançamento do livro

    http://www.perfeitinhablog.com/
    http://thaisr-encomendas.blogspot.com/

    ResponderExcluir
  4. Adoreiiiiiiiiiiiiiiiiiii.

    to precisando arrumar tempinho p ler mais.

    Bjocas
    Gi

    www.emporiokafashion.blogspot.com

    ResponderExcluir
  5. Comentei no post de resposta as perguntas, e você com mais uma entrevista super interessante em que me faz pensar em aumentar minha pequena estante...

    Amei!!!

    www.deysejoyce.com

    Bjins

    ResponderExcluir
  6. Acho tão bacana isso, entrevista com novos escritores ou não tão conhecidos.

    @wendyelmb
    http://tecido-doce.blogspot.com/
    http://cerejadeneve.wordpress.com/

    ResponderExcluir
  7. Olá a todos!

    Já havia falado a você, Paloma, que gostei muito de responder essa entrevista! Ter a chance divulgar o meu trabalho para os leitores do seu blog. Como é bom receber o carinho de pessoas que ainda nem conheço e se dispoem a falar algo ao meu respeito. Vou deixar o lançamento para que você divulgue oportunamente, mas quero que saibam todos que o convite é especial para vocês! Abraço grande, obrigado!

    ResponderExcluir
  8. No outro lada do mar é um livro envolvente desde o início, que não deixa dar vontade de pausar a leitura por um instante sequer. Uma leitura leve, agradável, escrita com naturalidade tamanha que me fez esquecer que se tratava do primeiro livro da Karine, por isso desejo todo sucesso do mundo, pois capacidade e força para continuar nos presenteando com Romances e Poemas ela tem de sobra.

    Somente quem esta perto pode saber a dificuldade que é fazer a divulgação de uma obra, principalmente quando se trata do primeiro trabalho, em momento algum, mesmo em meio a tantas adversidade a Karine se deixou abalar, por isso que para mim ela ja é uma vencedora.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Gabriel!

      Você foi uma das primeiras pessoas a ler : "No outro lado do mar". Como fico feliz em saber que tenha apreciado realmente o meu primeiro trabalho! Foi uma preocupação grande que tive, em tornar a estória interessante o suficiente para incentivar o leitor a lê-la até o fim, com prazer e envolvimento. Quando se começa em Literatura, é importantíssimo ter o apoio e admiração de pessoas como você. Que além de ser um leitor inveterado, é essa pessoa extraordináriamente boa e amiga!
      A sua opinião, vai me incentivar sempre, querido! Obrigado!

      Grande abraço!

      Excluir
  9. arine é uma poeta talentosa e além de ser uma mulher linda. Tem um dom inspirado pelo universo, seus poemas encantam e sua escrita é refinada e doce, reflexiva e apaixonante, deixando evidente os seus traços literários. Tenho certeza de seu caminho brilhante na literatura, e do sucesso de seu primeiro romance, uma obra fascinante contendo todo o encanto e pureza de seu coração. Escritores que enxergam além da alma humana exercem uma fascinação no público, Karine consegue essa proeza, deixando nas páginas um pouco de si e de suas experiências e principalmente de sua imaginação. Existe muita luz em seu caminho, forças trabalhando no ritmo de seu coração e no compasso de sua alma. Suba garota nas alturas, mais continue sendo esse doce de pessoa, inteligente e capaz de desvendar o mundo com uma caneta e um papel.

    ResponderExcluir
  10. arine é uma poeta talentosa e além de ser uma mulher linda. Tem um dom inspirado pelo universo, seus poemas encantam e sua escrita é refinada e doce, reflexiva e apaixonante, deixando evidente os seus traços literários. Tenho certeza de seu caminho brilhante na literatura, e do sucesso de seu primeiro romance, uma obra fascinante contendo todo o encanto e pureza de seu coração. Escritores que enxergam além da alma humana exercem uma fascinação no público, Karine consegue essa proeza, deixando nas páginas um pouco de si e de suas experiências e principalmente de sua imaginação. Existe muita luz em seu caminho, forças trabalhando no ritmo de seu coração e no compasso de sua alma. Suba garota nas alturas, mais continue sendo esse doce de pessoa, inteligente e capaz de desvendar o mundo com uma caneta e um papel.

    ResponderExcluir

Tecnologia do Blogger.