Entrevista com escritora Renata Silva Pinto

Olá meus leitores! Estou trazendo para vocês entrevista com a escritora Renata Silva Pinto, autora do livro Verbet-O Início? Ele já foi enviado pela Editora Pulp, que é parceira do Jornalismo na Alma e quem quiser conferir a resenha é só clicar AQUI! Vamos conferir essa super entrevista?





Jornalismo na Alma-Como surgiu o desejo de lançar um livro?
Renata Silva Pinto- Bom, é uma história meio longa, mas posso resumir. Primeiramente, uma amiga minha escrevia pequenos contos sobre os personagens dela e eu gostei da ideia, escrevi uma vez uns capítulos da história de um personagem (que é um dos filhos de Zodder) e na oitava série transformei em um conto para uma atividade do colégio, a qual a professora destacou que poderia ser transformada em um livro. Enfim, não lembro bem por que decidi escrever a história de Zodder, talvez por ser um dos meus personagens mais antigos e desenvolvidos. 

Jornalismo na Alma-Como surgiu a ideia da criação do Kranton?
Renata Silva Pinto- Nossa, essa é antiga. Quando comecei a conversar na internet em um chat que usavamos personagens para se relacionar e interagindo, como se tivessem vida. O meu primeiro personagem era baseado na história do super-homem, eu o seriado Smallville tinha acabado de começar e eu o assistia assiduamente, assim Kranton é o lar do meu personagem que foi mandado a Terra depois que o planeta foi destruído. 


Jornalismo na Alma-Vërbet é uma série?
Renata Silva Pinto-Sim, claro. Em um primeiro momento, organizei para ser uma trilogia. Porém, nunca se sabe quanto vou me empolgar na escrita dos próximos livros. 


Jornalismo na Alma-Como foi feita a escolha da capa?
Renata Silva Pinto-Assim que terminei eu e um grupo de amigas do colégio viajamos bastante na ideia da capa. Era semana de recuperação do colégio e digamos que não tinha muito o que fazer. A minha amiga Sarah Zattar, que desenhou a capa atual, não queria na época fazer o desenho de olhos que eu queria, pois iria parecer um livro esotérico, ou lago do gênero, segundo ela. Então eu fiz um esquema no word com a capa preta e um tipo de pergaminho vermelho atrás do título. E até esse ano ficou para ser assim, quando resolvemos fazer algo diferente, que chamasse a atenção, pois o título não é explicativo. 
Então me dirigi novamente à Sarah e ela topou o trabalho, com algum incentivo é claro (Risos). A ideia de ter Zodder acorrentado é minha, mas Sarah achou mais interessante dar essa aproximação mostrando a expressão da personagem e apenas um braço acorrentado. 
Já a diagramação da capa foi ideia da Pulp editora, que me deu quatro opções e no blog do livro (www.verbet.blogspot.com) coloquei para as pessoas escolherem, quem diser der uma olhada ainda estão lá. A mais votada foi essa com a faixa vermelha, só que um comentário anônimo, que por contestar o comentário da minha mãe o meu amigo decidiu colocar como tal, sugeriu algumas mudanças que em conversa com a Pulp acatamos e ficou assim.


Jornalismo na Alma-Quanto tempo levou para escrever a obra?
Renata Silva Pinto-No meu caderno em que escrevi todo ele, a data de início é 1º/09/09 e o fim é 02/12/09, em um outro caderno. Sendo um período de quatro meses de trabalho, mas vale ressaltar que foram muitos anos de interação com os personagens das minhas amigas no site e mais no ano passado quando praticamente o reescrevi com a ajuda da Giovana Madalosso, revendo alguns pontos. 


Jornalismo na Alma-Como surgiu a escolha do nome do livro?
Renata Silva Pinto- Foi também na semana de recuperação com as minhas amigas. Elas sugeriram eu usar a primeira magia forte que Zodder utiliza no livro. Então fiquei entre Vërbet e Harikan, e por uma questão de sonoridade e gosto, escolhemos Vërbet.

Jornalismo na Alma-Sobre qual tema escreveria um outro livro?
Renata Silva Pinto-Difícil pensar sobre isso quanto estou com a cabeça tanto assim na história de Verbet, mas tive um sonho, acho que ano passado, sobre uma garota numa fazenda que ao caminhar na floresta encontra um grupo de indios que gostam do colar dela e a capturam para um ritual. Neste ritual ela descobre que é a reencarnação de uma deusa exilada e têm uma missão. Depois do sonho comecei a escrevê-lo, mas parei, para não misturar as coisas.  


Jornalismo na Alma-Qual a maior dificuldade que enfrentou para publicar seu livro? Como  superou essa situação?
Renata Silva Pinto-Falsas promessas, tentativa de publicar o livro e receber um não. Ou também ter que bancar toda a publicação. Mas acho que não foi nada muito pesado. Talvez a maior dificuldade fosse o empenho para ir atrás.

Jornalismo na Alma-Qual livro está na sua lista de desejos?
Renata Silva Pinto-O sexto da série do Game of Thrones (Guerra dos Tronos), que estou lendo em inglês e tem previsão só para 2014. 

Jornalismo na Alma-Qual livro você trancaria num baú e nunca mais abriria? Por quê?
Renata Silva Pinto- Além do livro da disciplina de radiojornalismo que consegui ir apenas até a metade. A biografia de Steve Jobs, muito chato... Infelizmente não tive empenho suficiente para ler por inteiro, mas empaquei já no começo.


Jornalismo na Alma-Diga um autor preferido no Brasil? Por quê?
Renata Silva Pinto- Eduardo Sophor, li "A batalha do Apocalipse" e Filhos do Éden" e não me arrependo. O modo que ele usa a ficção baseada nas histórias da bíblia com a realidade é impressionante, principalmente para alguém como eu que até agora não desenvolvi esse vínculo de misturar a ficção com a realidade.


Jornalismo na Alma-Diga um autor estrangeiro preferido? Por quê?
Renata Silva Pinto-Sophi Kinzella,  li todas suas publicações, menos aquele livro que virou filme e todos os que têm relação com ele (quando saio era meio contra a modinhas, Risos). Acho muito bom o modo que ela nos mantém "grudados" na história do livro e o raciocínio dela para criar histórias cotidianas. 


Jornalismo na Alma-Qual a dica que você daria para futuros escritores?
Renata Silva Pinto-Escrevam, não importa se irão publicar ou não. Só se chega a algum lugar com a prática.

Jornalismo na Alma-Para encerrar gostaria de fazer um bate e volta com você.
Renata Silva Pinto-
Uma pessoa: Meu namorado
Um desejo: Sucesso da série de Vërbet
Um livro: Em Chamas, 2º livro de Jogos Vorazes (estou lendo no momento)
Uma música: Time Waits for No One, Black Label Society
Uma comida: Macarrão a bolonhesa
Uma bebida: Matte Leão Limão
Uma frase: "Mantenha seus amigos perto, mas seus inimigos, mais perto ainda"
Animal de estimação: Bidu, Cocker Spainel Inglês 
Filhos: Nenhum
Dinheiro: Suficiente
Felicidade: Amigos
Fama: Não necessito
Religião: Algo para se pensar. Mas por fora: Católica
Blogueiros: 
Falsidade: Imperdoável
(Renata Silva Pinto)

Contato



20 comentários:

  1. Gostei da entrevista com a autora. Que fofa ela!! O livro dela deve ser bom. Beijão <3

    ResponderExcluir
  2. Gostei bastante da entrevista com a autora. Principalmente por ver q ela teve o estímulo de escrever desde muito jovem. Beijos
    http://meuspreciosospes.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  3. Hola Paloma! Llego hasta tu sitio por un comentario tuyo en el blog de Nathy Avelar.
    Precioso sitio, si me permites te sigo!
    Abrazos enormes desde Uruguay.
    http://perfumederosas-cristina.blogspot.com/

    ResponderExcluir
  4. Gostei da entrevista. Estou com o livro dela aqui em casa, e é um dos próximos que vou ler.

    Beijos,

    Carissa
    http://artearoundtheworld.blogspot.com

    ResponderExcluir
  5. Adorei a entrevista, achei ela super simpatica, nunca li o livro dela, mas um dia eu pretendo ler.

    ** Te convido á participar do sorteio que está rolando no meu blog.**

    Beijos; @Raah_Castroo
    http://vidaadegarotaa-vdg.blogspot.com.br/2012/05/sorteio-em-parceria-com-butterfly.html

    ResponderExcluir
  6. Oi Paloma!
    Não conhecia este livro. Ela não demorou muito em escrever e as amigas teve importante papel nesse processo..

    Beijos :D

    ResponderExcluir
  7. Ôi! Como está você? Fazia tempinho.... Muito interessante e reveladora a entrevista.... Bjãozão! Ótima quarta-feira!
    Elaine Averbuch Neves
    http://elaine-dedentroprafora.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  8. gente, eu adoro Radiojornalismo e devorei o livro (não sei se é o mesmo, lógico hahaha), muito boa a entrevista
    ;)


    No post de hoje do Fashion Jacket, os principais destaques do primeiro dia do Fashion Rio: http://migre.me/9bI43

    Beijos

    Nathália - Fashion Jacket
    http://fashionjacket.blogspot.com.br

    FacebookTwitterTumblr

    ResponderExcluir
  9. gente, ela conseguiu ler game of thrones rsss eu comecei, também em inglês, mas foi difícil!!! rsss o moço escreve muitoooo mal... rss prefiro a série rs :D

    adorei a entrevista ;)

    http://theredlilshoes.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  10. Muito boa a entrevista, se a autora já é assim tão simpática e legal, imagina o livro?!
    Gostei.
    Um excelente dia para vc.
    Bjus
    Rafaelando

    ResponderExcluir
  11. oi
    otima entrevista, gostei.
    não a conhecia.

    http://lostgirlygirl.blogspot.com.br/

    bjos

    ResponderExcluir
  12. Adoreei a entrevista dela!
    Parabéns pelo livro!!

    Beijaaao
    larysilvestre.blogspot.com

    ResponderExcluir
  13. Que demais a entrevista (:
    Ain adoorei o blog, aqui é demais, muito liindo
    Beeijo
    It Girl

    ResponderExcluir
  14. eu acho super levar escritores brasileiros, com histórias legais e titúlos interessantes
    *-*


    http://fugindodarotina.com/

    ResponderExcluir
  15. Olá, Paloma! Ótima entrevista. Andam falando tanto desse livro, e foi ótimo saber mais da autora.
    eu gostaria de saber como anda o processo do projeto daquele livro que iamos escrever. É até Setembro, né? Já estou escrevendo, mas gostaria de saber sobre os outros autores, para que a história não ficasse parecida nem nada assim :D
    Perdão pelo incomodo .
    beijos.
    Amanda - Doce Diário

    ResponderExcluir
  16. Gostei da entrevista
    É bom saber oq ue a autira estava pensando quando escreveu o livro

    Beijos
    @pocketlibro
    http://pocketlibro.blogspot.com

    ResponderExcluir
  17. Parabéns pela entrevista! É muito bom saber um pouco mais sobre a autora. Eu também adoro os livros da Sophie Kinsella.

    Bjinho,
    Pri.

    ResponderExcluir
  18. ai eu tinah visto a resenha e adorei . e a entrevista fico muito bacana, lá vem mais um livro para a minha lista hahaha

    http://garotoonerd.blogspot.com.br

    ResponderExcluir

Tecnologia do Blogger.