Entrevista com banda CrashRoom

Olá leitores! Hoje venho trazendo uma entrevista um pouquinho diferente das que estão habituados. O tema da vez é música...o bom rock! Tive o prazer de bater um papo com o pessoal da banda CrashRoom e o resultado dessa conversa vocês conferem agora. 

(Fotos: Arquivo pessoal da banda)

Jornalismo na Alma-Conte como surgiu a banda,quem teve a ideia e como os integrantes se conheceram.Essa é a 1ª formação da banda?

Banda CrashRoom- Julia: A minha vida toda eu quis ter uma banda,mas sempre fui tímida demais.Até que alguns amigos meus da escola falaram comigo sobre formar uma banda, eu na hora me empolguei, mas logo depois de 2 ensaios todos eles caíram fora e me deixaram na mão.Então criei coragem e fui atrás de músicos em um grupo do Facebook,e lá o Tarcísio fez contato comigo e logo depois começamos a ensaiar com uns amigos dele, mas nenhum deles continuaram na banda.Depois disso convidei o Mauricio pra ser nosso baterista e ele topou na hora,e logo depois entrou a Gaby no baixo.Tivemos um outro guitarrista que ficou por menos de 2 meses na banda,então convidamos o Matheus que é o guitarrista atual.
Jornalismo na Alma-Quem escolheu o nome da banda?Porquê? Oque ele significa?
Banda CrashRoom-Julia: O Tarcísio chegou pra mim e disse que tínhamos que arrumar um nome pra banda, então começamos a trocar ideias.Mil nomes passaram pela minha cabeça e fui falando pra ele todos,inclusive Crashroom. Ele curtiu bastante esse nome,e outras pessoas curtiram também. No começo não tinha significado nenhum até chegar um ensaio nosso.O estúdio em que fomos era horrível  a bateria era muito próxima de todos os outros instrumentos, dava microfonia o tempo todo, não tinha nenhum retorno e os microfones fediam (risos).Percebemos que isso tinha tudo a ver com o nome da banda, Crashroom.
Jornalismo na Alma-Como fazem para conciliar a banda com trabalho,escola,faculdade e etc?

Banda CrashRoom- Gaby: Nós colocamos como prioridade a escola e o trabalho antes da banda, temos consciência que não podemos viver através de sonhos e acabarmos deixando de lado nossas responsabilidades, devido a isso, sempre ensaiamos em dias e horários que não atrapalhe o trabalho e os estudos de ninguém.

Julia: Pra mim a banda não é apenas um sonho, é o meu objetivo, é a minha prioridade.Mas claro que não vou deixar a escola de lado por causa disso,trato ambos como minhas maiores responsabilidades.
Jornalismo na Alma-Como definiriam o momento atual:relacionando a banda com a vida de vocês?

Banda CrashRoom- Gaby: A banda surgiu no momento certo na minha vida, as coisas não andavam muito bem para mim devido a diversos assuntos pessoais, logo que surgiu o convite do Tarcísio para tocar com eles, fiquei meio indecisa, mas aceitei fazer um teste. O primeiro ensaio acabou me cativando de verdade, gostei de todos na banda e gostei ainda mais de presenciar o quanto cada um era talentoso naquilo que fazia. Desde então, a Crashroom tornou uma espécie de solução pra tudo aquilo que me fazia mal. A banda, a música, foi a resposta pra muita coisa na minha vida.
Julia: Estou a 2 anos morando aqui em Florianópolis e tinha apenas dois amigos, eu praticamente nem saía de casa. A banda mudou muita coisa na minha vida,fiz grandes amizades com o pessoal da banda,aquela terrível e enorme timidez que eu tinha está aos poucos desaparecendo, me sinto realizada agora,o que eu sempre quis está se tornando realidade, isso é incrível.
Jornalismo na Alma-Vocês compõem...do que geralmente falam as músicas?

Banda CrashRoom- Gaby: Cada integrante compõe individualmente e as músicas falam de diversos assuntos sociais ou pessoais, mas as músicas da Crashroom estão sendo escritas em conjunto, o que acaba expondo um pouquinho do lado de cada um. Não existe uma definição certa, mas temos certeza de que vocês irão gostar!
Jornalismo na Alma-Vocês acham que a música é uma forma de comunicação?Por quê?
Banda CrashRoom-Gaby: Não acho que é uma forma de comunicação, não estamos tentando passar nenhuma verdade ou mentira, muito menos de conversar com as pessoas. Música é arte e arte existe para expressar sentimentos e ideias, mas sem discutir ou conversar sobre aquilo, independente se o artista esta certo ou errado, ele não esta tentando se comunicar, ele esta tentando se expressar.
Jornalismo na Alma-Qual música vocês fariam uma regravação?Por quê?

Banda CrashRoom- Gaby: Provavelmente alguma música do Foo Fighters, o timbre da voz da Julia da uma outra emoção nas músicas deles.
Jornalismo na Alma-Vocês se inspiram em alguma banda ou cantor?Qual?Por quê?Almejam a fama?

Banda CrashRoom-Gaby: Cada um tem sua inspiração pessoal, mas não temos nada do tipo "queremos ser tal banda", procuramos originalidade, juntar o estilo de cada membro pra criar a identidade da Crashroom.
Eu particularmente não almejo a fama, desde que as pessoas gostem, se identifiquem com a minha música e que ela ajude a pessoa de alguma forma, pra mim estará mais do que suficiente, acredito que existe fama e dinheiro no mundo que supere essa sensação de trabalho bem feito a pessoa de alguma forma, pra mim estará mais do que suficiente, acredito que não existe fama e dinheiro no mundo que supere essa sensação de trabalho bem feito.
Julia: Como a Gaby disse, procuramos sempre originalidade,fazer uma junção do que cada um da banda curte e fazer algo novo.Sobre a fama,a fama chega se a banda fazer um ótimo um trabalho,ter um bom entrosamento, e fazer algo que o pessoal realmente curta.Então pra mim, não seria nada mau viajar pelo mundo tocando nossas musicas para milhões de pessoas.
Jornalismo na Alma-Qual a visão que vocês tem da fama?Ela pode mudar as pessoas?

Banda CrashRoom-Gaby: Fama é um consequência de trabalho bem feito. Acredito que a fama muda as pessoas sim e isso é inevitável, é uma grande mudança na sua vida, mas isso não significa que mudará o caráter da pessoa, a não ser que o caráter da pessoa seja fraca e que a pessoa seja do tipo de se deixar levar facilmente pelos outros.
Jornalismo na Alma-Qual o maior sonho de vocês como banda?

Banda CrashRoom-Gaby: Que se identifiquem com a minha música, que ela acabe fazendo algum bem para elas e que as ajude de alguma forma nas suas vidas. Gosto de fazer diferença na vida das pessoas.
Jornalismo na Alma-Qual a maior dificuldade que já enfrentaram?Como superaram?

Banda CrashRoom- Gaby: Todos os dias enfrentamos dificuldades, seja na vida pessoal ou na banda. Damos um passo de cada vez e tudo sempre se resolve e se ajeita no lugar. Eu particularmente passei por várias dificuldades, mas não posso dizer qual foi a maior, já que cada uma foi difícil de alguma forma diferente da outra.
Jornalismo na Alma-Já pensaram em se desfazer da banda?(sem sim)Quando?Por quê?
Banda CrashRoom-Gaby: Eu já pensei, por motivos pessoais e por ter prioridades maior que a Crashroom, mas a Julia foi fundamental para eu permanecer na banda, ela me mostrou o quanto esse sonho é importante não apenas para mim, mas para todos nós.
Jornalismo na Alma-Vocês já tiveram algum show marcante?Qual?Onde?

Banda CrashRoom- Gaby:WTFestival um ótimo evento que tocamos, aqui mesmo na grande Florianópolis. Em dois meses de banda conseguimos tocar lá e isso foi marcante para cada um de nós.
Jornalismo na Alma-Como vocês se preparam para um show?

Banda CrashRoom-Gaby: Eu durmo o dia inteiro, quando acordo eu coloco uma música animada e uma roupa que me faça sentir bem comigo mesma e prometo para mim que darei o melhor de mim e que não me cobrarei caso eu erre ou faça alguma coisa de errado na hora. Vou pro show com o objetivo de me divertir e tentar divertir os outros. Antes de sair de casa tenho mania de me soltar bastante com as músicas do repertório e a caminho do show sempre repasso mentalmente os ensaios da banda.
Jornalismo na Alma-Vocês tem alguma mania antes de cada apresentação?
Banda CrashRoom-Gaby: Eu ando criando mania de colocar as músicas do nosso repertório pra vizinhança inteira escutar junto comigo. Acabo me soltando, ficando a vontade e isso sempre me ajuda com o nervosismo.
Jornalismo na Alma-O que vocês acham do incentivo da arte e cultura no Brasil?

Banda CrashRoom- Gaby: Bem fraca, não é atoa que estamos sempre divulgando e pedindo divulgação para nossos amigos pela internet. Nada cai do céu e nos esforçamos dia após dia pra alcançar cada objetivo e eu particularmente não culpo bandas brasileiras de cantarem suas músicas próprias em um idioma diferente, as pessoas sempre costumam valorizar as bandas lá de fora mais do que as bandas nacionais.
Jornalismo na Alma-Qual o recado que vocês deixariam para as pessoas que pretendem montar uma banda?

Banda CrashRoom- Gaby: Não se deixem levar apenas pelo talento de cada integrante que você pretende montar uma banda, não fique apenas focado em deixar cada música impecável, se esforce também para conhecer e se relacionar bem com os outros integrantes da banda, isso é essencial e a chave do segredo para que bandas iniciantes não desistam facilmente a cada dificuldade que surgir. Transforme seus "colegas de trabalho" em amigos, assim você terá mais chance de ir mais longe. Um apoiando o outro, um ajudando o outro. Aprender a confiar em cada um da banda, conhecer cada um e aprender que o sonho não depende só de você, mas do conjunto inteiro.

Integrantes

Contato
twitter: @crashroom
È autor ou tem um blog e quer ser entrevistado pelo Jornalismo na Alma? Basta enviar um mensagem pela página Contato através do formulário. 

26 comentários:

  1. Oi, Lominha.

    Que legal, mais uma novidade no blog. =) Eu ainda não tinha ouvido falar da banda. Os integrantes são bem novinhos, né? Desejo muita sorte e sucesso para eles!

    Beijos,

    Isie Fernandes - de Dai para Isie

    ResponderExcluir
  2. nossa bem legal essa banda, super curti! http://anavidadeestilista.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  3. Simplesmente amei!
    É sempre bom conhecer bandas novas, e adorei o estilo deles rs.
    Curti muito a entrevista, deve repetir mais vezes.
    Escolhido Pelos Leitores #12
    Confere lá!
    Manuscrito de Cabeceira
    Beijos.

    ResponderExcluir
  4. Acho muito legal quando tem meninas em banda de rock *-*
    Adorei as respostas das garotas, principalmente aqui no fim dizendo que tem que confiar nos demais integrantes, porque só assim eles conseguirão se apoiar e levar o sonho adiante!
    Desejo muita sorte para a banda!

    Ótima entrevista^^

    Beijos
    Visita? livrosebatons.blogspot.com.b/

    ResponderExcluir
  5. Aim que show, conhecer a banda!! Adorei a entrevista!! *---*
    e muito obrigada viu, graças a Deus, veio mais encomendas *---*
    Bom final de semana pra vc!!
    Beeijo, beijo!!

    http://www.delicadinhah.com.br/

    ResponderExcluir
  6. não conhecia essa banda. Parece ser muito boa.

    http://juhhrabelo.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  7. Gostei da entrevista!
    Não conhecia a banda...
    Beijos

    cocacolaecupcake.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  8. Uia, olha minha xará arrebentando nas paradas!! Dá hora heim, não curto rock, mas essa interação é super importante, tanto para o blog, como para a banda, e também aos leitores que aprendem mais e mais com seus posts.

    Bye da Pah
    Livros Estrelas

    ResponderExcluir
  9. Muito boa a entrevista, Paloma. É muito bom conhecer, além de escritores e leitores, músicos. Fantástica a entrevista.

    Um beijo,
    Emily Swan
    livro-apaixonado.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  10. Gostei bastante da entrevista!! Vou ouvir algumas músicas deles agora :D

    Beijos,
    www.deliriosdegarota.com

    ResponderExcluir
  11. Adorei a entrevista e curti a banda! ^^
    beijos

    Marina Alessandra do blog Maior de Idade
    @mariinaale

    ResponderExcluir
  12. Hey, não conhecia a banda >< A entrevista ficou bem legal, os integrantes me pareceram bem simpáticos ;}

    Beijos

    ResponderExcluir
  13. Oiiii Paloma, não conheço a banda mas parabéns pela entrevista.
    Grata pela sua visita, seja sempre muito bem vinda!
    BjoBjo;)
    Celina Alves
    Luxos e Luxos

    ResponderExcluir
  14. Oie Paloma
    como amante do rock, assim que terminei a leitura da entrevista, fui correndo conferir o som deles, e gostei bastante.
    Na minha adolescência eu sonhava em ter uma banda, e até cheguei a ensaiar com meu marido (então namorado e guitarrista na época), e outros amigos na igreja, para formar uma banda, só que não deu certo rs
    Muito bacana a entrevista.
    bjos

    ResponderExcluir
  15. Muitíssimo obrigada por todos os comentários pessoal! Isso é MUITO estimulante para nós da banda! Quem puder curtir nossa página e continuar nos apoiando e acompanhando, iremos agradecer demais! Muito obrigada mesmo!

    ResponderExcluir
  16. Ótima entrevista.
    Ótimas perguntas e ótimas respostas.
    Tudo lindo.
    Gaby sempre mostrando ser super cabeça em todas as respostas e Julia provando ser pé no chão e bem madura, apesar da "pouca" idade.
    Fico feliz em ter sido uma das primeiras a conhecer a banda e ver as proporções que está tomando.
    Parabéns pela iniciativa do blog.
    E parabéns pra Crashroom. Que continuem crescendo e alcançando seus objetivos.
    Go go, Crashers! \m/

    ResponderExcluir
  17. Adoro essa banda, eles são lindos mesmo e super simpáticos! *-*

    ResponderExcluir
  18. Gente, eles são demais! São super simpáticos! *-* beijos

    ResponderExcluir
  19. Oi Paloma, tudo bem flor?
    Gostei da entrevista e achei a banda super interessante. Espero que a banda cresça e fique muito conhecida e que eles não percam essa essência.
    Abraços,
    Amanda Almeida

    ResponderExcluir
  20. Paloma, nunca ouvi falar dessa banda, vou pesquisar mais sobre ela e escutar algumas musicas para ver se gosto. Gostei do post, achei diferente... ;)

    Beijokas :*

    Blog da Mylloka

    ResponderExcluir
  21. Q show ^^, não conhecia a banda ainda =D gostei da entrevista {=
    fashion em cores (com)

    ResponderExcluir
  22. Eu não conhecia essa banda, mais ela parece ser muito boa. Amei a entrevista. Beijos!

    brechodeconteudo.blogspot.com

    ResponderExcluir
  23. nao conhecia a banda
    bem simpaticos né

    ResponderExcluir
  24. Gostei bastante da entrevista. Não conhecia a banda
    Bjos

    ResponderExcluir
  25. Que bacana essa divulgação
    Eu não os conhecia, mas agora vou procurar mais

    Beijos
    @pocketlibro
    pocketlibro.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  26. Conheço alguns deles de vista, ja estudaram na mesma escola que eu e até moram perto da minha casa.. um deles é namorado da minha amiga Fê! rs.. gosto do som da banda, é super bacana.. ficou ótima sua entrevista. Ah amiga, o Jeremias não teve nenhum contato comigo, então não sei se enviou algo, mas não chegou nada pra mim ainda :(((

    beijos:**

    ResponderExcluir

Tecnologia do Blogger.