Lançamentos- Editora Planeta



Você se sente culpada pelo fato de sua última dieta não ter dado certo? Na verdade, quem falhou foi a dieta em si, não você! Depois de ler Seis semanas para UAU, você aprenderá a desconsiderar todos aqueles mitos e clichês e começará a seguir orientações muito mais eficazes, como:
Pular o café da manhã; comer apenas três refeições durante o dia; beber uma xícara de café antes de fazer exercícios; tomar Coca-Cola se você tiver vontade (sim, basta controlar a quantidade de carboidratos na sua comida!).

A verdade é que você pode emagrecer – qualquer pessoa pode! E o método proposto neste livro é tão simples que com o tempo você se esquecerá de que está fazendo dieta. Afinal, quem disse que dieta precisa ser algo complicado?

Venice A. Fulton é formado em Ciências do Esporte, uma disciplina que estuda como conseguir que o corpo funcione com o máximo rendimento. Utilizando uma mistura atrevida de ciência, psicologia e bom senso, ele tem ajudado muitas pessoas a emagrecer rapidamente. Foi redator da revista Celebrity Bodies e sabe tudo sobre a importância da velocidade no processo de transformação. Seu livro, publicado nos Estados Unidos e no Reino Unido como Six weeks to OMG, teve grande sucesso de vendas e enorme repercussão na mídia desses países.

O trabalho temporário de Lucy Delacourt não é o emprego dos sonhos, mas paga suas contas. O momento alto de seu dia é andar de elevador com um atraente desconhecido. Tudo muda no dia em que o desconhecido a seduz. Completamente fora de si, ela se entrega sem nenhuma resistência, mas não imagina que aqueles momentos de delírio com um homem que ela nem sabe o nome irão mudar sua vida para sempre. Isso porque o rapaz sexy é ninguém menos do que Jeremiah Hamilton, um bilionário executivo que não se contenta com uma noite para satisfazer seu prazer. Conforme o endinheirado envolve Lucy em seu mundo de ambiciosos negócios e audaciosas aquisições, ele exige nada menos que sua total rendição.
Sara Fawkes é a autora best-seller listada pelo USA Today. Sua influência romântica veio de suas leituras escondidas dos livros de Johanna Lindsay, que sua mãe tinha na gaveta da penteadeira. Amante de viagens e motociclista aventureira, seu sonho é vender tudo que tem e conhecer o mundo sobre duas rodas, escrevendo nos cafés de cada país que ela visitar. Enquanto isso, ela mora na Califórnia com seus animais de estimação e, quando não está escrevendo, adora reformar motocicletas velhas e carros e tocar sua rabeca.


Em mais uma cativante obra da bem-sucedida série Osho – Questões Essenciais, o autor aborda importantes questões sobre poder, corrupção, política, rebeldia e vontade de mudanças. Ao refutar a ideia convencional de que “o poder corrompe”, ele propõe, ao contrário, que aqueles que buscam o poder já são corrompidos: assim que atingem seu objetivo, a corrupção, que já estava dentro deles como uma semente, só ganha espaço para brotar. Osho também faz uma interessante análise de onde vem a “vontade de poder” e como ela se expressa não apenas nas instituições políticas, mas também em todos os nossos relacionamentos diários.
Osho é um dos mais provocativos e inspiradores professores espirituais do século XX. É conhecido por suas revolucionárias contribuições para a ciência das transformações internas, e a influência de seus ensinamentos continua a crescer, atingindo leitores de todas as idades em inúmeros países do mundo.


Em A descoberta do novo mundo, a historiadora Mary Del Priore convida os leitores a embarcarem numa viagem mágica, capaz de levá-los de volta ao passado da História do Brasil nos seus primeiros tempos.
Os personagens vivem experiências e situações que retratam a realidade de muitas crianças do nosso passado, num cenário que foi o dos primeiros tempos da nossa história.
Neste livro, o azul se impõe em cada uma de suas páginas, numa síntese entre céu e mar, onde o que predomina e realmente importa é o prazer que a leitura destas histórias entrelaçadas proporciona aos leitores.

Mary Del Priore ex-professora de história da USP e da PUC/RJ, pós-doutorada na École des Hautes Études en Sciences Sociales, de Paris, tem 29 livros de história publicados, entre eles Histórias íntimas e Uma breve história do Brasil, lançados pela Planeta. É vencedora de vários prêmios literários nacionais e internacionais, como Jabuti, Casa Grande & Senzala, APCA, Ars Latina, entre outros. Atualmente, leciona na pós-graduação de história da Universidade Salgado de Oliveira.


Harper só queria ter uma vida normal. Quando Gemma desaparece no oceano com Penn, Lexi e Thea, as lindas e perigosas garotas que surgiram na região, tudo muda. Prometendo a si mesma trazer a irmã mais nova de volta, Harper terá de enfrentar perigos e poderes nunca imaginados. Nessa jornada, contará com a ajuda do charmoso Daniel, que felizmente é imune aos poderes das destemidas garotas. Enquanto Harper a procura, Gemma tenta se ajustar à nova vida. Seus poderes estão crescendo a cada dia e, quanto mais ela vive com suas novas “irmãs”, mais difícil fica resistir àquele mundo mágico... Tudo o que Gemma quer é voltar para sua família e para o mundo mortal, mas como pode fazer isso quando se tornou algo totalmente diferente? Depois que todos conhecerem a verdade, será que ainda vão amá-la?

Prepare-se para cair sob o feitiço de Canção do mar, o segundo livro da série Watersong, da autora fenômeno Amanda Hocking.

Amanda Hocking é um fenômeno internacional. Com apenas 26 anos de idade, foi a primeira autora a vender 1 milhão de livros independentemente em formato de e-book. Suas obras são todas destinadas ao público jovem, sempre com temas místicos e sobrenaturais em meio a muita ação e romance.





Brasil do século XIX, rico em matizes, paleta de furta cor. Flores, frutos, deuses, pássaros, pedras, instrumentos, tecidos. E rituais, canções e crenças tanto indígenas quanto africanas. Nesse cenário, dois personagens – Júlia (ex-escrava) e Ararê (índio) – partem numa longa jornada em busca de um paraíso mítico dos índios guaranis (‘’para onde se pode ir sem precisar morrer’’).
Durante a viagem os personagens, de muitas formas, adquirem conhecimentos, refinam os sentidos, educam o espírito e desenvolvem potencialidades, tornando-se mais sábios e senhores de seu destino.
Em Terra sem mal, o escritor Jacy do Prado Barbosa Neto convida o leitor a navegar num mundo de mitos, magia e sobretudo de muitas descobertas de um Brasil que se reflete e se reconhece através da história de personagens como Júlia e Ararê.

Jacy do Prado Barbosa Neto é médico e mora em São Paulo há muito tempo. É no seu consultório – entre um paciente e outro – que ele escreve. E é de lá também que vem muito de sua inspiração, fonte e matéria-prima para suas criações literárias. Além de Terra sem mal, ele já escreveu outros dois romances ainda não publicados.

Se você gosta de cinema e está também interessado em aprender um pouco de filosofia, O que Sócrates diria a Woody Allen é o livro ideal: uma introdução ao mesmo tempo profunda e leve a algumas das principais questões éticas do nosso tempo e de todos os tempos: o amor, a felicidade, a morte, a maldade, o acaso... Além destes, o livro trata de outros temas menos conhecidos, mas que certamente merecem destaque: a tentação do bem, a formação do gosto moral e as agruras da escolha racional. Ao longo das páginas deste volume, você encontrará tanto filósofos já bem conhecidos quanto outros mais atuais e que têm coisas bem interessantes a dizer. Além disso, os exemplos usados na reflexão filosófica são extraídos de clássicos do cinema, como Cidadão Kane, Laranja mecânica, entre outros. A combinação dos filmes com a reflexão filosófica ajuda não apenas a entender melhor a filosofia, como também a amar mais profundamente o cinema.

Juan Antonio Rivera é catedrático de Filosofia no IES, em Barcelona, e obteve sua licenciatura pela Universidade Complutense de Madri. Colabora com a revista espanhola Claves de Razón Practica e escreveu também para as revistas Isegoría, Cuadernos del Sur, Revista de Occidente, La Página, Fetasa, Ágora e Er. Já assinou também artigos publicados nos jornais La Gaceta de Canárias e El País.


A filosofia é muitas vezes considerada uma área complexa e de difícil entendimento, mas, na verdade, ela pode ser muito mais simples e divertida do que parece. Em Carta aberta de Woody Allen para Platão, o professor Juan Antonio Rivera usa a sala de cinema para apresentá-la, e o resultado é um livro bem interessante de ler.
A cada capítulo, os conceitos filosóficos vão se misturando ao charme de filmes clássicos e recentes, como Lili, FormiguinhaZ, Loucuras de Milionário, O Voo do Fênix, Rapa Nui, entre muitos outros, e as discussões tornam-se tão agradáveis quanto um faroeste de Howard Hawks ou uma comédia de Woody Allen. A ideia é chegar a reflexões profundas, porém de forma extremamente natural, por conta do inestimável auxílio desses longas-metragens tão relevantes. Assim como em seu livro anterior, O que Sócrates diria a Woody Allen, Juan Antonio Rivera consegue unir conhecimento e entretenimento. Prepare a pipoca. Acenda as luzes. A sessão vai começar.
Juan Antonio Rivera é catedrático de Filosofia no IES, em Barcelona, e obteve sua licenciatura pela Universidade Complutense de Madri. Colabora com a revista espanhola Claves de Razón Practica e escreveu também para as revistas Isegoría, Cuadernos del Sur, Revista de Occidente, La Página, Fetasa, Ágora e Er. Já assinou também artigos publicados nos jornais La Gaceta de Canárias e El País.






15 comentários:

  1. Bom, esse não é o gênero que costumo ler, mas para quem gosta é um prato cheio :)

    Rafa
    Blog Melody
    http://rafaacarvalho.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  2. Oláaa! A editora Planeta está com bons lançamentos heeim! Dentre elas, a minha tão aguardada e esperada Canção do mar *.*
    Estou louca para ler a continuação de Despertar :D :D :D

    Suuuper beijo!
    http://estoulendoo.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  3. Quero os livros sobre o Woody. Eu amo o Woody Allen e quero sempre ler qualquer coisa que tem ele no meio.

    Carissa
    http://artearoundtheworld.blogspot.com

    ResponderExcluir
  4. Vizinha, que 'avalanche' deliciosa de lançamentos!
    Atenção especial para 'Seis semanas para UAU' pois estou no peso perfeito, mas é uma luta diária p manter (anos 'inta' filhaaaaa kkkkkk) e 'O que você quiser', pois é bem o tipo de trama que adoro ler!
    Amore, estou passando pra contar que você está em 'Minha Amiga Blogueira', espero que goste!
    http://www.divatododia.com.br/2013/02/m-a-b-paloma-viricio.html
    Bjinhoo, querida!
    Alê

    ResponderExcluir
  5. Curti muito "Canções do mar", tem uma boa história. O primeiro livro deve ser bem legal. Eu só não gostei muito de "O que você quiser" porque é mais um erótico inspirado nos Cinquenta tons e outras obras do gênero. Pelo menos a princípio foi a minha impressao ^^

    desconstruindoaspalavras.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  6. Mesmo não tendo gostado do primeiro, fiquei interessada em saber que vai lançar a continuação, então canção do Mar é um que quero ler.

    Beijos ;*
    Pepper Lipstick

    ResponderExcluir
  7. adorei esse 6 semanas,preciso(nunca consigo seguir uma dieta kkkk)
    bom final de semana
    bjs
    http://www.viviass.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  8. Cara, adorei esse "o que socrates diria a Woody Allen" *-* fiquei louca pra ler kkkkkk

    ResponderExcluir
  9. Oi Paloma
    Ainda não tinha visto esses lançamentos e adorei a premissa de ambos do autor Juan Antonio Vieira. Vou tentar ler pelo menos um deles.
    Abraço
    www.alemdacontracapa.blogspot.com

    ResponderExcluir
  10. Não são de gêneros literários que me agradem muito, mas parecem ser bons livros.. gostei de algumas capas e títulos, alguns são interessantes! :) beijos, ótimo final de semana..

    ResponderExcluir
  11. Nossa, quantas novidades. Achei a capa de 'O que você quiser' muito bonita, mas se for a mesma coisa que 'Cinquenta Tons', eu nem vou começar. Depois de ver o vídeo do Felipe Neto falando sobre o livro, eu desanimei completamente.

    Um beijo,
    Emily Swan
    livro-apaixonado.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  12. O livro que mais me interessou foi Canção do Mar, já vou adicionar na minha lista de livros *-*

    xoxo
    lepetit-mari.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  13. Boa tarde Paloma,

    Não conhecia nenhum, mas poucos me interessaram...abçs.


    http://devoradordeletras.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  14. Quero ler O que você quiser, é mais um desses romances, mas eu gosto do gênero. Agora a serie Watersong só vejo gente falando mal, não gosto de sereias então...

    Bjs, @dnisin
    www.seja-cult.com

    ResponderExcluir

Tecnologia do Blogger.