Não é importante

O que há de mais importante no mundo? Já que o mundo não é mais importante. O sofrimento de quem ainda sofre não é mais levado em conta, agora se conta apenas dinheiro. O que as balas podem fazer além de seguir o seu curso até a morte de mais um? E já que é apenas mais um, um número imutável, insignificante, não terá importância para as balas, nem para o dedo que apertou o gatilho. Por tanto, o que há de importante nesse mundo miserável?

“Apenas”, essa pode ser uma palavra que transforma uma vida em nada mais que uma vida. Afinal, o que uma criança poderia fazer diante de uma arma? Apenas pensar nos “apenas” que poderia ter. Apenas um emprego, apenas uma família, apenas momentos que, talvez, transformariam o mundo em algo mais relevante para a vida. São os momentos simples que fazem nós: humanos. E ainda se perguntam: que falta faria a vida de uma criança diante de milhões? E que falta fariam milhões diante de uma criança?
Hoje, ler não é importante, pensar não é importante; amar, cantar, atuar, dançar, celebrar o que chamamos de arte, terá ainda relevância na mente das pessoas? Se a arte imita a vida, o que seria da vida sem a arte? E apesar de tudo, ainda acredito, nos poucos que mantêm a luz acesa, nos poucos que veem, com um pingo de clareza, o que é ser humano. Procurar entender, procurar saber o que é importante (...) viver! Sabendo que não é apenas está vivo.
Só há uma coisa que pode nos salvar. Apenas uma resposta pode nos libertar da falsa liberdade, aquela que chamamos de felicidade e só faz nos afastar dela. Apenas uma resposta poderá fazer o pai voltar a ter fé em seus filhos, se é que um dia ele perdeu. Pois a única coisa que pode parar aquela bala é uma resposta. Você daria sua vida para salvar a de uma criança? Você abriria mão de seu futuro por um futuro incerto? E qual futuro é certo?
O que há de importante na humanidade? Por que estão aqui? Eles não se encaixam, só destroem, construindo. Ás vezes a única jogada certa a se fazer numa emboscada da vida, é simplesmente não se mexer, e esperar, esperar... Pois enfim, no fim, o fim nos atingirá, e reze para que isso seja importante.

8 comentários:

  1. Adorei, acho que as pessoas hoje andam ando prioridade para coisas que não tem importância alguma, enquanto o que ele devia ligar está se perdendo
    beijos

    ResponderExcluir
  2. Olá, ídolo! :)
    Adorei o texto, como sempre é totalmente análogo pra mim, tento trazer pra minha realidade, ou ao menos a realidade mundana.
    Esse garoto tem futuro, eu já disse isso.

    Beijinhos pra vcs!

    Clicando Livros
    Beijinhos *-*

    ResponderExcluir
  3. Own! Ficaria triste senão fosse algo que eu realmente adoro *0*
    AH! Sei que é uma paixonite minha, mas estou fanática por distopias e boas distopias *-* Então a crônica ficou muito legal e adorei ter lido porque hoje aqui na cidade tô com aquela cara de "chove ou não chove"(Nublado) que dá aquela asas a minha imaginação para coisas mais "obscuras".
    Enfim, obrigada pela atenção (Y)
    http://romances-para-te-fazer-feliz.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  4. Jadson!
    Seu ponto de vista é bem relevante e verdadeiro, parabéns pelo texto.

    cheirinhos
    Rudy

    ResponderExcluir
  5. Ótimo texto, super bem escrito, adorei!
    www.espacegirl.com

    ResponderExcluir
  6. Adorei o texto, tem post novo lá no blog.

    Xx
    overdosederosa.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  7. Adorei o texto. Pra falar a verdade amo quando o blog abre espaço para alguém de fora falar!

    Beijos, @_RayPereira
    http://porredelivros.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  8. Nossa querido que texto forte!
    Na verdade, hoje em dia, nada mais tem importância pras pessoas. O mundo está super desumano e a vida sendo cada vez mais banalizada. Lendo seu texto fiquei pensando nisso...
    Como pode as coisas terem mudado tanto a ponto de um gatilho ter o poder de mudar a vida, não apenas de uma, mas de muitas pessoas...
    Gostei de mais do post, bjus...

    www.lerepensar.com

    ResponderExcluir

Tecnologia do Blogger.