Sonhadores


Sonhadores
Por J. L. Ribeiro
Durante todo esse tempo, o tempo nos fez aprender, o sol nos trouxe para a vida, e a vida nos ensinou a morrer. Nós somos aqueles reis e rainhas de nossos sonhos, crescemos e nos tornamos fracos, talvez esperando um Deus que tenha nos esquecido e nos deixado pra morrer.


Em nosso mundo a dor nos ensina a superar, a solidão nos ajuda a entender: a batalha só terminará quando o sol deixar de nascer. E enquanto pudermos levantar, caminharemos. Nós defenderemos nossos sonhos, pois é a única coisa que nos resta, nós guerrearemos todos os dias nas ruas, elevaremos nossas cabeças para o sol, e caminharemos.
Levanta guerreiro! Levanta pra enfrentar a realidade. Levanta pra morrer lentamente. Seus sonhos lhes esperarão depois que a noite lhes cobrir para dormir. Nós não descansaremos, somos os reis e rainhas de tantos sonhos! E estaremos de pé, até que a escuridão seja eterna em nossos olhos, e a luz brilhe na imensidão do nosso infinito.
A poesia está nas ruas, o poder dela se mostra nos trabalhadores, nos que buscando seus sonhos. Aqueles que não podem mais alcançá-los, apenas esperam o dia que não sofrerão mais com sua batalha pessoal. Eles esperam, ansiosos, o dia em que o mundo será varrido pelo fim, e todos eles poderão descansar em sua própria eternidade. Todos poderão viver em seus sonhos. Assim, seremos reis e rainhas, caminhando para um novo começo.
Se procura definições, desculpe, não tenho nenhuma, carrego comigo apenas algumas especulações: divertido, engraçado, criativo, desleixado, alguns dizem até metido, mas sempre adorável. Meu nome é Jadson, tenho 18 anos, e me tornei o Senhor das noites para levar a cada um que queira pensar sobre a vida e suas desventuras, um ótimo conteúdo.
   

12 comentários:

  1. Poesia bacana, só descordo do fato de morrermos lentamente (risos)
    e descordo quando diz que Deus nos abandona, ele jamais desampara um filho seu
    e tem um versículo que diz "Aquele que crê, ainda que esteja morto, viverá."
    Disse-lhe Jesus: Eu sou a ressurreição e a vida; quem crê em mim, ainda que esteja morto, viverá; João 11:25
    Mas em um todo a poesia é linda. Parabéns rs
    beijinhos

    ResponderExcluir
  2. Muito legal essa postagem. Adoro mensagens que trazem alguma reflexão.

    Beijos

    ResponderExcluir
  3. Este texto é uma injeção de ânimo hein!!!!

    Adorei.

    Beijão, Van - Blog do Balaio
    balaiodelivros.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  4. Adorei o texto! PArabéns ao Jadson.
    Bjs
    Adriana

    ResponderExcluir
  5. Gostei muito do texto! Essa parte "A poesia está nas ruas, o poder dela se mostra nos trabalhadores, nos que buscando seus sonhos. " foi minha favorita ^^

    ResponderExcluir
  6. Olá! Tenho gostado muito desse mundo de posts e lindos textos dos blogs dos mais variados temas. Por isso criei um, chama-se LIMBO, LIMBO MEU. Gostaria que, se possível, quem puder e estiver interessado em me ajudar passasse por lá. Adoro escrever e quero saber se tenho algum potencial. O que você acha? O endereço é: http://limbomeu.blogspot.com.br/ Por favor! Estou começando e não quero interromper o que acabo de iniciar. Obrigado!

    ResponderExcluir
  7. Olá Jadson e Paloma,

    Parabéns pelo excelente texto...ótimas mensagens.....belo post...abraços.

    devoradordeletras.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  8. Gostei bastante do texto, perfeito.
    beijos.

    ResponderExcluir
  9. Nunca podemos deixar de ficar sem nossos sonhos.,
    beijos e queijo cumadre.

    ResponderExcluir
  10. Texto muito triste. Mas a vida é assim.
    beijos.

    ResponderExcluir
  11. Oi Paloma!

    Belo texto! Bom para refletir...
    Voltarei para me inscrever no sorteio.

    Abraços, Iris

    ResponderExcluir
  12. Jadson!
    Ótimo texto.
    A poesia está no ar sempre...
    cheirinhos
    Rudy

    ResponderExcluir

Tecnologia do Blogger.