Entrevista com escritor Marcos de Sousa

Olá meus leitores!O Monólogo de Julieta traz entrevista com o autor Marcos de Sousa, que escreveu Coração de Vidro. Abaixo vocês podem conhecer um pouco mais sobre o escritor e também o livro.Vamos conferir?

Sobre o livro
No livro Coração de vidro, Marcos de Sousa demonstra a metamorfose de um coração após ser tocado pelas sutilezas do amor. O próprio poeta proclama: Se nos charcos pode nascer uma rosa / Ou um lírio, quem sabe, / Não pode nascer um coração de diamante / Dos destroços de um coração de vidro?

Marcos de Sousa, em seu livro de estreia, emociona corações apaixonados e encanta os descrentes da existência do amor.

Monólogo de Julieta-Como surgiu o desejo de lançar um livro?
Marcos de Sousa-O desejo surgiu juntamente com o de escrever. Quando me apaixonei pelos livros, resolvi que também queria escrever, que queria iluminar a alma das pessoas com palavras.  

Monólogo de Julieta-Ser poeta é?
Marcos de Sousa-Transformar um coração em versos.

Monólogo de Julieta-Essa é sua primeira obra publicada?
Marcos de Sousa-É meu primeiro livro sim. Ele é o meu coração batendo no ritmo das palavras. Há muitas poesias ficcionais no livro, mas também há diversas outras que escorreram da alma e se alastraram pelo papel. O livro é a metamorfose de um coração de vidro em um coração de diamante. Mostro como um coração inundado pelo sofrimento e agonia pode se transformar em algo precioso e belo através do toque do amor.

Monólogo de Julieta-Quanto tempo levou para escrever Coração de vidro?
Marcos de Sousa-O tempo da criação do livro é impreciso. Existem textos bem antigos e outros que surgiram quando resolvi transformar as palavras desconexas em um livro. Mas quando eu decidi transformar o “Coração de Vidro” naquilo que ele é hoje, demorei uns dois meses para concretizar.

Monólogo de Julieta-Como surgiu a escolha do nome do livro?
Marcos de Sousa-A escolha do nome veio da ideia de um coração quebradiço e o vidro é muito fácil de ser triturado. O título é totalmente relacionado com a metamorfose que as poesias exemplificam.

Monólogo de Julieta-Para você, qual a importância do papel dos parceiros blogueiros na literatura?
Marcos de Sousa-Em qualquer lugar do mundo, o blogueiro tem um papel especial na literatura. Mas, no Brasil, especificamente, ele é essencial. Estamos rompendo o estigma de “o brasileiro não lê”. Isso, em grande parte, é obra dos inúmeros blogueiros literários que enchem nosso dia a dia com os mais diferentes estilos de textos.

Monólogo de Julieta-Qual a maior dificuldade que enfrentou para publicar seu livro? Como superou essa situação?
Marcos de Sousa-A maior dificuldade no escritor iniciante é encontrar uma editora que aposte em seu trabalho e talento. Comigo não foi diferente. Isso, infelizmente, acaba fazendo com que muitos bons autores desistam de publicar seus textos.Felizmente, eu encontrei uma editora que apostou no meu potencial e sou muito grato a ela. A editora “Biblioteca 24 Horas” proporcionou a realização do meu sonho.

Monólogo de Julieta-Quem confeccionou a capa do seu livro?
Marcos de Sousa-A capa do meu livro foi elaborada pelo Designer Raul Sena da Agência Diphatus. Ele fez um trabalho incrível e teve toda paciência do mundo comigo. Confesso que fui muito exigente e ele se superou.

Monólogo de Julieta-Como busca inspiração para escrever?
Marcos de Sousa-Minha inspiração vem de diversos lugares, depende sobre o que eu escreverei. Se você prestar atenção, o mundo é muito inspirador. Mas a minha musa inspiradora para tudo em que há amor é a minha noiva, Natalia Araújo.

Monólogo de Julieta-Com sente-se com a receptividade das pessoas que leram a obra?
Marcos de Sousa-Sinceramente, eu fiquei surpreso e maravilhado. Não esperava tanto, pois o livro é uma antologia poética e, infelizmente, o gênero poético não é tão apreciado no Brasil. Mas a aceitação me deu forças a continuar e hoje eu estou construindo outros dois trabalhos. Uma antologia de crônicas e o meu primeiro romance. Este último deve sair em 2014.

Monólogo de Julieta-Se o mundo estivesse em um cenário distópico e tivesse que salvar um livro, qual seria? Por quê?
Marcos de Sousa-Essa pergunta é muito complicada. Mas eu salvaria o livro “O Outro Lado de Mim”, uma autobiografia de Sidney Sheldon. Já li diversos livros, sou fã de muitos autores, mas nunca um livro me tocou tanto como este.

Monólogo de Julieta-Sobre qual tema escreveria um outro livro?
Marcos de Sousa-O romance que estou trabalhando se passa em uma guerra de nível mundial. Nele eu retrato a ganância, o ódio, a agonia, mas, também, a centelha do amor que sempre sobrevive nos momentos mais adversos.

Monólogo de Julieta-Diga um autor preferido no Brasil? Por quê?
Marcos de Sousa-Dos clássicos é impossível escolher apenas um. Todos são meus preferidos. Mas, dos autores modernos, Eduardo Spohr é, de longe, o meu favorito. Sou fã de fantasia e ele aborda esse tema como ninguém mais no Brasil.

Monólogo de Julieta-Diga um autor estrangeiro preferido? Por quê?
Marcos de Sousa-Nos estrangeiros acontece a mesma coisa que com os nacionais. Dos clássicos existe Jane Austen, Maiakovski, Neruda, Shakespeare... É impossível escolher um.
Meu autor contemporâneo moderno é o Dan Brown. O homem é um gênio. Não existe ninguém no gênero suspense que consiga se quer chegar aos pés dele.  

Monólogo de Julieta-Qual a dica que você daria para futuros escritores?
Marcos de Sousa-Escrevam com a alma e nunca desistam do sonho de tornar-se escritor. São os sonhos que nos movem.

Monólogo de Julieta-Para encerrar gostaria de fazer um bate e volta com você.
Marcos de Sousa-Uma pessoa: Minha noiva
Um desejo: Nobel de Literatura (Sonho baixo, né? Eu sei. Rsrs)
Um livro: O outro lado de mim
Uma música: Outras frequências – Engenheiros do Hawaii
Uma comida: Lasanha
Uma bebida: Suco de uva
Uma frase: “A resposta certa, não importa nada: o essencial é que as perguntas estejam certas.”
Animal de estimação: No meu condomínio são proibidos animais. Mas eu amo cachorros.
Filhos: Quero ter. Deve ser um dos momentos mais felizes da vida de um casal.
Dinheiro: Prefiro o amor.
Felicidade: Estar com quem se ama.
Fama: Vem com trabalho, muito trabalho.
Religião: Aquela que nos faz sentir completo. 
Blogueiros: Aliados na difusão das palavras.
Falsidade: O pior mal do ser humano.
Poesia: O alimento da alma.

Sobre o autor
Eu sou tudo aquilo que não se define. Sou o brilho no olhar de um apaixonado, o amanhecer e o entardecer. Sou brisa e ventania. Sou o sol e o mar. Sou a completude daquilo que não se completa. A perdição de uma certeza. Sou o verso e poeta. A lua e o conhaque. Às vezes só lua, outras, só conhaque. Outras, até mesmo, sou simplesmente o nada que faz tudo fazer sentido. Eu sou o seu grande delírio e a sua maior rejeição. Sou aquele que roubará o seu coração. Fonte: Blog do autor.
Contato
http://www.omundosobomeuolhar.com.br/

È autor ou tem um blog e quer ser entrevistado pelo Monólogo de Julieta? Basta enviar um mensagem pela página Contato através do formulário. 

22 comentários:

  1. adorei a entrevista ele é adorável
    seu livro é muito bom,parabéns pela entrevista
    beijos
    http://pinagirlscris.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  2. Não conhecia o autor nem o livro dele,
    adorei a entrevista,gostei de conhecê-lo vou dar uma pesquisada
    em algumas impressões a respeito do livro dele.

    http://soubibliofila.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  3. Que escritor simpático. Ele parece ser um homem romântico.
    Beijos

    ResponderExcluir
  4. Bem legal a entrevista e ainda por cima é meu xará.

    ResponderExcluir
  5. Gosto muito de poesia. Vou comprar o livro dele.
    Xoxo

    ResponderExcluir
  6. Não conheço a obra, mas ótima entrevista .

    www.iasmincruz.com

    ResponderExcluir
  7. O mundo é inspirador mesmo ainda mais quando estamos apaixonados.
    Bjus

    ResponderExcluir
  8. Achei lindo quando ele disse que ser poeta é transformar corações em versos. Lindo, como sempre ótimas entrevistas minha comadre.
    Beijos e queijos

    ResponderExcluir
  9. Conheci o Marcos antes de ele ter publicado o "Coração de Vidro". Sempre gostei do poetizar dele. Versos muito tocantes e bonitos.
    Felicidades, Marcos, na sua carreira como escritor, mas, sobretudo, no amor, ao lado da Natália.

    P.s.: aaai, eu quero ser entrevistada! hahaha

    Beijo, Paloma!

    Sacudindo Palavras

    ResponderExcluir
  10. Paloma, muito obrigado pela oportunidade. Adorei conceder essa entrevista. Espero que você também goste da leitura do livro.

    mlucas92@hotmail.com

    ResponderExcluir
  11. O livro dele parece ser bom... gostei dele como pessoa. Parabéns pela entrevista. beijinhos

    ResponderExcluir
  12. Belíssima entrevista com o autor.
    Parabéns pelo trabalho de vocês dois, uma ótima entrevista e um entrevistado muito simpático e prestativo. Tem talento :D

    ResponderExcluir
  13. Gostei da entrevista, bem feita. E fico pensando que o autor foi bem corajoso de publicar uma antologia poética, não acho que seja comum pessoas lerem muita poesia no Brasil.

    Thoughts-little-princess.blogspot.com

    ResponderExcluir
  14. Não conhecia o Marcos de Souza, mas achei bacana conhecer.
    Até mais. http://realidadecaotica.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  15. Adoro suas entrevias (e todos os seus posts Paloma), mais um escritor que não conhecia... Adorei conhecê-lo... O bate e volta ficou muito legal ;)

    Paloma, muito obrigada pelo carinho, incentivo e atenção lá no blog!!! De coração!!

    Beijão e uma linda semana para vc!

    Nanda

    ResponderExcluir
  16. Oi,
    Eu ainda não conhecia esse escritor,mais eu gostei bastante da entrevista.

    Páginas em Preto

    Beijos

    ResponderExcluir
  17. Adorei o entrevistado da vez, como sempre perguntas bem genias. Adorei saber mais.. beijo. Ótima semana!! Blog atualizado, passa lá!

    ResponderExcluir
  18. arrasando na entrevista como sempre, paloma! adorei conhecer mais sobre o autor.

    Beijos
    Nathália
    www.fashionjacket.com.br

    ResponderExcluir
  19. Oi, Flor.

    Já vi sobre o livro dele, mas ainda não li.
    Gostei da entrevista e fiquei ainda mais curiosa pelo livro.

    Beijos
    http://fernandabizerra.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  20. Ooown, gente! Que entrevista maravilhosa!
    Adorei o "transformar coração em versos" <3.

    memorias-de-leitura.blogspot.com

    ResponderExcluir
  21. Olá, Paloma. Gostei muito da entrevista, assim como da capa desse livro. Ficou ótima!
    Agora fiquei curioso pelo livro do Sidney Sheldon que ele mencionou na entrevista. Se ele o salvaria, é porque deve ser mesmo bom.

    Beijos!!!

    Muito sucesso ao Marcos.

    http://ymaia.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir

Tecnologia do Blogger.