Resenha- Adeus à Inocência- Drusilla Campbell

CAMPBELL, Drusilla. Adeus à Inocência/ Drusilla Campbell; tradução Robson Falcheti Peixoto.- 1.ed.- Ribeirão Preto, SP: Novo Conceito Editora, 2013.

O que a vida espera da gente é um pouco de coragem...

Madora tinha 17 anos quando Willis a “;resgatou”;. Distante da família e dos amigos, eles fugiram juntos e, por cinco anos, viveram sozinhos, em quase total isolamento, no meio do deserto da Califórnia. Até que ele sequestrou e aprisionou uma adolescente, não muito diferente do que Madora mesmo era, há alguns anos... Então, quando todas as crenças e esperanças de Madora pareciam sem sentido — e o pavor de estar vivendo ao lado de um maníaco começava a fazê-la acordar —, Django, um garoto solitário, que não tinha mais nada a perder depois da morte trágica de seus pais, entrou em sua vida para trazê-la de volta à realidade. Quem sabe, juntos, Django, Madora e seu cachorro Foo consigam vislumbrar alguma cor por trás do vasto deserto que ajudou a apagar suas vidas? *Cortesia: Editora Novo Conceito.



Ficha Técnica
Autores: DRUSILLA CAMPBELL
Título: Adeus à Inocência
ISBN: 9788581632766
Selo: NOVO CONCEITO
Ano: 2014
Edição: 1
Número de páginas: 272
Formato/Acabamento: 16x23x1,8
Peso: 0.40 kg
Preço Sugerido: R$ 29.90
Área Principal: FICÇÃO
Assuntos: DRAMA
Compra: AQUI

Notas 
Capa: 06/10
Conteúdo:08/10
Diagramação: 09/10
Conceito Geral:90/100


Choque de realidade
Por Paloma Viricio 1

Visão Geral

Garotas de sorte não tinham pais que mudavam de felizes para tristes, de tranquilos para furiosos ao extremo, no intervalo de uma hora, trancavam-se no galpão e golpeavam coisas com um martelo. Nenhuma garota de sorte já teve um pai que foi para o deserto e meteu uma bala na cabeça”, p.09. Foi com esse choque de realidade que a inocência de Madora começou a ser abalada, mas ela ainda iria passar por grandes dificuldade e nem sonhava em imaginar o quanto essas poderiam mudar sua vida.

Após passar por um turbilhão familiar, Madora, buscou consolo nos braços de um anjo que encontrou durante uma festa no deserto onde quase acabou morrendo após usar drogas. Willis acolheu Madora, ele era o único que conseguia entendê-la e acabaram morando juntos depois que ela completou 18 anos. Willis, almejando bastante dinheiro, acaba envolvendo-a em um caso de polícia, mas inicialmente ela não consegue compreender que fazendo parte de tudo aquilo é cúmplice do companheiro. “Django trouxera o mundo, emoldurado em sua personalidade peculiar, para dentro da vida limitada dela. Seus pais famosos, sua escola supermaneira e os países exóticos que ele visitara: Madora não sabia quanto daquilo era verdade, quanto era fantasia. Nem se importava. Ele era um entretenimento bem-vindo”,p.100. A realidade de Madora começa á mudar quando ela, por acaso, conhece um adolescente muito esperto chamado Django e torna-se amiga dele.  É através da visão de mundo desse rapaz órfão que Madora passa á conhecer sensação de liberdade e á desejar independência.

A obra é bastante acolhedora. A escrita de Campbell é rica, descritiva e prende o leitor do começo ao fim, mesmo tendo um final previsível. Willis é um verme, dá nojo das atitudes dele. Apesar de ser um vilão a autora tenta passar ao leitor uma espécie de “explicação” do porque ele ter tornado-se tão ruim assim e isso ficou um tanto quanto brega. Maldades sofridas não justificam outras cometidas com pessoas que não tem nada que ver com isso, certo? É um livro bom, sem grandes impactos, mas que proporciona leitura agradável para entreter uma tarde. “Madora olhou dentro dos olhos dele e soube que fora ludibriada, enganada. Ela perdera a inocência e traíra a si mesma.Mas ela não sabia nada das coisas. E, tão claramente quanto enxergava isso, ela não sentia raiva alguma”,p. 191


O livro trás reflexões sobre assuntos importantes como violência doméstica, ganância, drogas e relação encarcerado e sequestrador. Madora é uma personagem bastante sensível, um pouco burra ás vezes, mas que mostra a realidade de muitas pessoas solitárias que são facilmente manipuladas por sociopatas.“Django agora pensando claramente, tomou um minuto para olhar a mancha sépia de um hematoma ao redor do olho e da maçã do rosto de Madora. Virou-se e chutou Willis com força nas costelas, porque um homem que batia em mulher era a forma mais baixa de vida no universo de Django”, p.221. 

De acordo com a Organização Mundial da Saúde (OMS), quase metade das mulheres assassinadas são mortas pelo marido, namorado ou atual companheiro.Por isso, ainda há grande preocupação em reverter ou pelo menos diminuir estas estatísticas A sociedade tem que mudar a forma cultural como vê a mulher e desacelerar esse tipo de situação que cresce a cada dia. Pode ser um assunto muitas vezes considerado antigo, porém é necessário bater na mesma tecla até que a situação mude. A luta em defesa aos direitos femininos é grande e deve ser intensificada a cada dia, focando a importância da informação e orientação, já que, 60% das brasileiras continuam sofrendo algum tipo de agressão, de acordo com a 4º edição do Relatório TemáticoDossiê Mulher,realizado pelo Instituto de Segurança Pública (ISP) do Rio de Janeiro.


Por isso, é importante a denúncia no caso de qualquer tipo de agressão contra a figura feminina. A vítima deve procurar uma Delegacia Especializada de Atendimento à Mulher ou qualquer outra próxima a sua residência, fazer o Registro de Ocorrência, fornecendo a polícia o maior número de informações sobre o crime que sofreu, realizar o exame de corpo delito e comparecer também aos órgãos que integram a rede de serviços de enfrentamento contra a violência feminina.

Design e Diagramação
A capa do livro é bonita, mas nada muito espetacular... está mediana. As folhas são em material pólen com letras e espaçamentos bem confortáveis á visão. Nessa questão não há muito que se falar. É possível encontrar uma ou duas palavras escritas de forma errada.


Sobre a autora
Drusilla Campbell é autora de 16 romances e vencedora dos prêmios Theodor S. Geisel – Best of the Best e Best Contemporary Fiction de San Diego. Nascida na Austrália, hoje vive em San Diego, na Califórnia, com o marido, dois cachorros resgatados e três cavalos. Fonte: Editora Novo Conceito.

Licença Creative Commons
O trabalho Choque de Realidade de Paloma Viricio foi licenciado com uma Licença Creative Commons - Atribuição - NãoComercial - SemDerivados 3.0 Brasil.

Obs.: Todos os textos produzidos neste blog são da minha autoria e estão registrados. Se utilizá-los, por favor lembre-se dos créditos.  

19 comentários:

  1. Olá.
    Acho que é a primeira resenha que leio do livro...
    Não gosto muito do tipo desta leitura, mas me chamou atenção.
    Estas personagens burras, são as que mais me irritam, mas sem elas o livro nem teria tantas páginas, fico com aquelas que não precisam de mocinhos para nada kkkk
    Super certa, 60% é um número grande, mas existem aquelas que adoram sofrer e até mesmo aquelas cegas em vários pontos...
    ótima resenha e apontamento.

    Beijocas
    De tudo um pouco da Thá

    ResponderExcluir
  2. Tenho esse livro (recebi de parceria), mas ainda vou ler esse ler, Paloma. Mas, de cara, já posso dizer que vai ser uma leitura bem perturbadora. Livros assim mexem com a gente, né? É um tema muito delicado, um real problema que devemos combater e/ou aniquilar o mais rápido possível.

    Um abraço. ;)

    Sacudindo Palavras

    ResponderExcluir
  3. Olha, me parece ser um livro forte, mas só lendo os trechos que vc citou esse Django já ganhou meu coração!

    Bjs, Michele

    ResponderExcluir
  4. Oi Paloma

    Amei a resenha, adoro livros com tematicas de polemicas e infelizmente ainda é assustador o numero de violêcia contra a mulher é assustador mas infelizmente muitas ainda tem medo da denúncia pois a policia de fato ainda não esta preparada para lidar com toda essa situação e outra parte ainda acha que o parceiro tem salvação , gosto de livros que abordam esses temas para abrir os olhos de quem sofre com esse tipo de situação.

    Beijos

    www.livrosechocolatequente.com.br

    ResponderExcluir
  5. Olá:)
    Esse livro parece ser bem interessante e bem forte também!!! Envolve vários assuntos pesados. Achei a capa bonita.
    Beijinhos
    www.my--bookshelf.blogspot.com

    ResponderExcluir
  6. Nossa, gostei da abordagem do livro, com um conteúdo bom, mas nada muito radical. Sobre os personagens, hora você os entendem, hora dá vontade de esganá-los kkkkkk..

    Bjinhos ;*
    Pâm

    ResponderExcluir
  7. UAU! Parece ser um livro incrível. E olha que não é nem meu estilo de leitura favorito.

    Beijos,
    biblioteca-de-resenhas.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  8. Bem bacana a história, achei bem diferente e bem criativa! A capa achei mediana também.. mas adorei a trama, parece bom demais!!!! Quero ler,

    ResponderExcluir
  9. Oi Paloma!
    Achei a capa delicada, gosto de tons quentes e pela história parece que tem um pouco haver com o livro então me agradou, detesto capa genética. Adorei o post e os dados levantados, é uma realidade bem triste né? As vezes, conversando com as pessoas, trocando confidencias e histórias, sinto que toda mulher passa ao menos por algum tipo de abuso, seja na infância ou na adolescência, podemos estar dominando o mundo, mas ainda somos frágeis e delicadas não é mesmo? Gostei do enredo do livro, apesar das lições, parece agradável de ler. Espero gostar ♥
    Bjus bjus!
    Pan
    Pan's Mind - [Pitaco Literário #09] - De Repente, o Destino - Série Wild Ride To Love!

    ResponderExcluir
  10. Boa tarde querida Paloma.. o livro parece abordar uma sequencia de fatos que acontecem em muitos lares.. e que pena quando a inocência é perdida de maneiras grosseiras né... beijos e um lindo dia até sempre

    ResponderExcluir
  11. Resenha bem completa. Gostei do livro mesmo não sendo perfeito.
    beijos

    ResponderExcluir
  12. Definitivamente esse não é um livro que me atrai.
    Bjus

    ResponderExcluir
  13. Parece um livro legal cumadre, quero comprar e lê
    Beijos

    ResponderExcluir
  14. Voc~e só postam resenhas de livros bons asssim ficarei falida.
    Beijos

    ResponderExcluir
  15. Parece ser muito bom esse livro kkk quero ler
    xoxo

    ResponderExcluir
  16. boa a resenha e o livro também eu tenho.
    bjs

    ResponderExcluir
  17. Parabéns pela sua resenha. Gostei muito. Já ouvi muitas críticas negativas sobre esse livro, mas eu confesso que o enredo me conquistou. Eu gostaria de lê-lo. Achei muito bacana também o fato de você ter feito essa "campanha", com base em dados sólidos. Aplausos! Violência contra a mulher, NÃO!!!

    Beijos!

    http://ymaia.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  18. Oi adorei sua resenha!.. muito obrigado, me fez se interessar pelo livro....mas vc já leu o livro reverso escrito pelo autor Darlei... se trata de um livro arrebatador...ele coloca em cheque os maiores dogmas religiosos de todos os tempos.....e ainda inverte de forma brutal as teorias cientificas usando dilemas fantásticos; Além de revelar verdades sobre Jesus jamais mencionados na história.....acesse o link da livraria cultura e digite reverso...a capa do livro é linda ela traz o universo de fundo..abraços. www.livrariacultura.com.br/scripts/resenha/resenha.asp?

    ResponderExcluir

Tecnologia do Blogger.