Resenha- Coração de Vidro- Marcos de Sousa

 

Um coração em mil pedaços iguais

Hoje em dia é difícil ver livros poéticos de qualidade, talvez uma poesia ou outra seja de bom nível, mas encontrar uma obra que te faz pensar sobre tudo, e te impressione a cada verso, isso é bem raro. Eu esperava algo parecido do livro “Coração de vidro”, porém me decepcionei.
O livro não é nem um pouco interessante, e ao prometer encantar os descrentes da existência do amor, ele erra, erra feio. Com certeza se alguém que não acredita no amor ler esse livro, ele só vai ter um reforço ao dizer: “o amor é uma ilusão”. Lógicamente, meus caros, eu, como poeta e escritor, acredito plenamente no poder que um amor pode ter, e sei que esse tema pode causar infinitas jóias literárias. Porém, o autor Marcos de Souza, em seu primeiro livro, é repetitivo, e totalmente melódico.
É bom ressaltar que o livro não é todo ruim, uma poesia ou outra são muito boas, entretanto, elas não salvam as outras, que quase me fizeram parar de ler. A sorte de Marcos, é que eu sou o critico perfeito para esse livro, já que sou um amante de poesia, e conhecedor desse tema.
Fazendo uma análise do estilo de escrita de Marcos de Souza, pude perceber que ele não se apega a métrica ou rima, o que não é ruim, pois ao descrever suas aflições e suas alegrias ele põe a rima subentendida. Toda via, as poesias não são nem um pouco interessantes, pois se tornam repetitivas e cansativas. Em algumas poesias que há rimas, Marcos não se sai bem, fazendo rimas pobres e pouco criativas, lógico que não em todas.
O livro pode até agradar a alguns leitores, principalmente os que gostam daquelas obras melosas e pouco intensas. Tenho certeza que num futuro não muito distante, Marcos se aperfeiçoará, e se tornará um poeta melhor, assim como eu tento a cada ano. Desejo boa sorte a ele, e meus parabéns pela sua publicação.


DESIGN E DIAGRAMAÇÃO

Notas:

CAPA: 8,9
DIAGRAMAÇÃO: 7,8
MARCADORES: 8,8
DESIGN TOTAL: 8,5

A capa é simples mas é bem bonita. Gostei dos efeitos, principalmente o da luz.
A diagramação já deixa a desejar, até por ser um livro de poesia.
Os marcadores são "legaisinhos", mas nada de mais.
Eu gostei do design justamente por ser simples e elegante.

Até a próxima noturnos do meu blog Senhor das Noites e os meus leitores do Monólogo de Julieta. Abração.

Postagem feita por:
Se procura definições, desculpe, não tenho nenhuma, carrego comigo apenas algumas especulações: divertido, engraçado, criativo, desleixado, alguns dizem até metido, mas sempre adorável. Meu nome é Jadson, tenho 18 anos, e me tornei o Senhor das noites para levar a cada um que queira pensar sobre a vida e suas desventuras, um ótimo conteúdo.
   

17 comentários:

  1. Não conhecia a obra e sua resenha não me deixou com vontade de ler. rs

    www.iasmincruz.com

    ResponderExcluir
  2. Resenha ótima, mas acho que nem quero ler, pelo que você falou.
    Beijos

    Jéssica
    Fashion Jacket - www.fashionjacket.com.br

    ResponderExcluir
  3. Nossa me desanimou sobre o livro. A capa realmente é bonita!

    ResponderExcluir
  4. Eu adoro resenhas sinceras, eu confesso que poesia não me agrada muito, já gostei mais, hoje em dia leio bem pouco, acho amor um tema que deve ser usado com cautela, clichês acaba tornando a leitura bem maçante!

    Estandy Books - A Estante Da Andy

    ResponderExcluir
  5. Ótima resenha! Não sou muito fã do gênero, então o livro não me interessaria, mas gostei da forma como você soube ser sincero e não ofender o livro.

    diamantesdeumagarota.blogspot.com

    ResponderExcluir
  6. Que pena que o livro não foi uma leitura boa, vou procurar ele pra ler.
    beijos

    ResponderExcluir
  7. É a primeira vez que ouço falar desse livro e é uma pena ele não ser bom!
    Mesmo assim a resenha valeu a pena.

    Páginas em Preto

    Beijos

    ResponderExcluir
  8. Já tinha lido um pouco sobre este livro, mas confesso que nunca me interessei muito.
    Parte disto se dá pela capa que não me agradou, mas não estou querendo ler livros melosos no momento.

    memorias-de-leitura.blogspot.com

    ResponderExcluir
  9. Que pena que não te agradou tanto. Eu gostei bastante da capa, mas não é um livro que eu leria. Prefiro livros de ficção.

    Blog Prefácio

    ResponderExcluir
  10. Parece um livro bacana,não conhecia.. gostei da dica! =) beijos

    ResponderExcluir
  11. Uma pena não ter curtido, não sei o que achar do livro.
    Abração

    ResponderExcluir
  12. Acho que não tem nada a ver essa coisa de poesia rimada, cada um mostra a arte do jeito que quer e além do mais é bom inovar e seguir o próprio caminho.
    Beijos e queijos.

    ResponderExcluir
  13. Até gosto de poesia e leria mas não curti a capa.
    Xoxo

    ResponderExcluir
  14. Amei a capa e mesmo com a crítica eu amei a sinopse que pesquisei do livro.Leria.
    Bjks!

    ResponderExcluir
  15. Dou d+ em todas as suas postagens ,mas nessa não quis dar. Não li o livro e não posso opinar de todo mas achei interessante. Só que achei muito grosseiro da parte do seu colunista falar que sorte do Marcos por eu ser um crítico prefeito para esse tipo de livro. No minimo egocentrico, esse modo de falar que é perfeito para criticar uma obra foi soberbo. Me desculpe dizer mas ninguém é perfeito em nada nesse mundo.
    beijos

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Aprenda a interpretar textos antes de falar algo que te deixe mal, eu disse que sou o critico perfeito para esse livro, por que entendo de poesia e gosto do assunto, se alguém que não gostasse de poesia criticar esse livro, ia xingar o livro todo. E com perfeito, eu não quero dizer "perfeito absoluta" só quero dizer que sou o cara certo. Ainda assim, obrigado pelo seu comentário.

      Excluir
  16. O Jadson não gostou mas eu leria o livro a capa e linda xará.
    Beijocas.

    ResponderExcluir

Tecnologia do Blogger.