Resenha- Cabra Cega- Sheila Ribeiro Mendonça

Clara e Gustavo se conhecem em um clube de Curitiba quando ela estava pensando em viajar, antes de começar a faculdade, e então se apaixonam e casam. Assim, a vida de Clara muda rapidamente. A mudança é radical, pois Gustavo se revela um homem agressivo, ciumento, possessivo, violento, ardiloso e perspicaz, com isso transformando a vida dela numa constante surpresa e esconde-esconde. Não somente de comportamentos, como também de cidades. Com o intuito de não criar laços com ninguém e, principalmente, de não deixar que a família de Clara saiba onde ela está, você vai acompanhar Cabra Cega sem ter a certeza de até quando aquela cidade fará parte dos planos de Gustavo. Em Cabra Cega acompanhamos os escondidos. *Cortesia: Autora.


Ficha Técnica 
Número de páginas: 140 
Edição: 1(2010) 
Formato: A5 148x210 
Coloração: Preto e branco 
Acabamento: Brochura c/ orelha 
Tipo de papel: Offset 75g
Compra: AQUI
Book Trailer: AQUI


Notas 
Capa: 10/10
Conteúdo:08/10
Diagramação: 10/10
Conceito Geral:80/100



Desilusão amorosa e tragédia
Por Paloma Viricio 1
Visão Geral
“Ele era extremamente ciumento e não suportava vê-la conversando com as pessoas. O ideal de vida a dois para Gustavo era somente um viver para o outro sem terem amigos ou família por perto”, p.08. E assim vivia Clara, uma jovem que descobriu ao lado do homem que amava o caminho para as trevas e infelicidade.

Clara era uma jovem que alimentava diversos sonhos. Tinha uma vida comum e morava na cidade de Curitiba. Entretanto viu sua vida mudar completamente quando se casou com Gustavo. O sonho virou pesadelo, o pior era que a jovem não se dava conta do temperamento possessivo...vivia na ilusão como ‘Cabra Cega’.“Uma vez instalados em Minas Gerais tudo corria, na medida do possível, dentro do normal até Clara começar a demonstrar que não aguentava mais aquela rotina e que desejava estudar ou trabalhar. Gustavo era extremamente avesso a essa ideia, não queria  correr o risco de ter Clara em convívio social,ele achava que a única pessoa que ela  poderia se relacionar, além de sua própria sombra, era com ele”, p. 20.

Estava muito ansiosa para ler Cabra Cega, desde que conheci a autora Sheila Ribeiro Mendonça. O livro me chamou bastante atenção e queria conhecer a história de Clara e Gustavo mais de perto. Gostei bastante, li o livro em um dia...comecei logo quando acordei e fui até umas 15h...pronto já tinha terminado. Isso porque não conseguia parar de ler, cada vez mais a trama me convidava e virava página atrás de página loucamente. Desejava saber que rumo a vida daquelas pessoas iria tomar e não sosseguei até virar a última página do livro. A autora sabe realmente como prender o leitor. É uma obra que trata de algo muito delicado, a violência doméstica, que ainda assola muitas mulheres brasileiras, se tornando o cenário real de muitas casas aqui no nosso país. “Clara não acreditou no que estava acontecendo, parecia que ela tinha dado um passo à frente e naquele instante dois passos para trás. Iria ficar de novo na mira daquele maluco. Foi empurrada para dentro do carro e Gustavo deu a partida, então seguiram sem que ninguém percebesse nada”, p.79.

O livro é maravilhoso, não me arrependo de ter lido, mas tenho alguns pontos negativos que gostaria de ressaltar também. A história é narrada em terceira pessoa e parece um grande conto. O detalhe é que o leitor não encontra diálogos dos personagens, somente o que a autora transcreve em terceira pessoa e isso me incomodou um pouco porque achei muito estranho não encontrar as falas diretas dos personagens, nunca tinha lido um livro assim. Outro ponto que me incomodou muito foram as atitudes de alguns personagens...tinha coisa que era inacreditável, em vários momentos pensei: “Gente, por que não chamam a polícia e acabam com a fanfarra desse louco?” (Risos) Mas até entendo que pode ter sido uma tática para empurrar a trama e o leitor  continuar lendo cegamente como aconteceu comigo. Principalmente Clara me irritou, infelizmente tem mulheres que realmente são como ela...submissas. Entretanto é um bom livro, quem se interessar pode ler sem medo. Só que Gustavo superou todos os personagens quando o assunto era ser mala. A frieza do cara é algo que não vale nem comentários...completamente insano.“Passou a mão em uma faca e raspou no braço de Gustavo. Com a dor e o sangue Gustavo se afastou e foi o tempo de Clara tentar correr, mas a ira do seu marido era muito maior, a alcançou. Gustavo com toda a sua força lhe deu um soco fazendo com que Clara desmaiasse”, p.104.

Design e Diagramação
 A capa do livro é muito bonita, representa perfeitamente a história contada. O miolo é confeccionado em papel branco e possui letra, espaçamento bem agradáveis. Gostei...bastante. Não tenho nada que reclamar nesse quesito.

Sobre a autora
Sou jornalista faz quase 15 anos e, justamente, escolhi esta profissão por conta da minha enorme paixão pela escrita. Tudo, desde pequena, me inspira, claro que com o passar dos anos fui evoluindo com as palavras e sensações. E foi assim que no início da idade adulta escrevi o meu primeiro romance.  Cabra Cega é pura ficção, embora algumas pessoas possam se ver na história, mas a intenção da obra é somente fictícia. Cabra Cega ficou guardado na gaveta por muitos anos e somente aos 35 anos me senti verdadeiramente preparada para a publicação e a realização deste sonho. Certamente é somente o primeiro de muitos outros que virão.

A escrita definitivamente é o ar que eu respiro. Algo que me move, e muitas vezes até maior do que eu mesma, assim fazendo com que em qualquer lugar e situação que eu me encontre pegue um papel e caneta deixando a inspiração que chega fluir em palavras, e sem a pretensão de transformar num texto perfeito, apenas escrevo e sinto um enorme prazer com isso. Escrevo com o coração e com a inspiração que Deus me dá. E foi assim que escrevi o meu primeiro romance na certeza de que sigo no caminho da arte de escrever.Fonte: Arquivo pessoal da autora.



Licença Creative Commons
O trabalho Desilusão amoras e tragédia de Paloma Viricio foi licenciado com uma Licença Creative Commons - Atribuição - NãoComercial - SemDerivados 3.0 Brasil.

Obs.: Todos os textos produzidos neste blog são da minha autoria e estão registrados. Se utilizá-los, por favor lembre-se dos créditos.  

12 comentários:

  1. Romance tenso!! Amiga , espero q tenha tido uma Páscoa abençoada. Bjs e boa semaninha pra vc <3

    ResponderExcluir
  2. O livro tem um fundo interessante, gostei da resenha

    ResponderExcluir
  3. Adorei a capa desse livro, parece muito bom viu?
    Bjus

    ResponderExcluir
  4. Olá amore. Nunca tinha ouvido falar nesse livro,mas parece bem interessante.
    Beijos e queijos

    ResponderExcluir
  5. Achei bem interessante a resenha xará. Acho que vou querer ler mas não ter dialogo é algo bem complicado mesmo.
    bjks

    ResponderExcluir
  6. Apesar dos lados ruins parece um livro muito bom
    xoxo

    ResponderExcluir
  7. Adorei a resenha de Cabra cega, não conhecia mas parece um livro bem interessante.
    òtima resenha por sinal
    beijos

    ResponderExcluir
  8. Parece um livro e tanto!! Eu também acho que leria sem parar igual você, isso aconteceu quando li Para Sempre, que também praticamente não tinha diálogos (coincidência?) haha

    ResponderExcluir
  9. Paloma,
    Eu já li o livro e amei. E também como vc, li em um dia! Não consegui parar de ler. E olha, tem mulheres como a Clara, que tem medo de denunciar, tem medo da sociedade saber que ela foi uma vitima. Ela prefere então ficar calada! Até entendo que o vc ache um absurdo não chamarem logo a policia, mas é um assunto tão delicado que várias pessoas não aceitam denunciar.
    Beijos
    Adriana

    ResponderExcluir
  10. Oi minha querida! Primeiramente eu quero agradecer pela paciência na espera do livro e também pelo carinho que sempre teve comigo. Eu estava muito curiosa com o seu feedback porque simplesmente amo suas resenhas e com o meu filho-livro não foi diferente, adorei todos os pontos tratados. Em breve livro novo saindo... ;)
    Beijo, beijoooooooo!
    She

    ResponderExcluir
  11. Sigo o blog da Sheila [como Pandora] e lembro quando o livro foi lançando... sempre que leio as resenhas sobre ele me impressiono com a abordagem dela do problema... Atualmente a literatura erótica vem abordando muito os caras dominadores, fazendo deles mocinhos angustiados inspirados em 50 tons, mas a realidade é bem diferente e a Sheila aborda isso com muita assertividade.

    Adorei a resenha... :) Cheros, Pandora.

    ResponderExcluir
  12. Excelente capa e o livro deve ser maravilhoso.
    Beijo Lisette.

    ResponderExcluir

Tecnologia do Blogger.