Perseguido

 
Como poderei lembrar-me de algo assim? Como posso sentir saudades do que nunca vivi? Me sinto perdido, perseguido por tantas ilusões, estou abatido pelas paixões inexistente, que existiram rapidamente em minhas devassidões. Tal qual louco doente, ausente de quais quer lucidez; assim que o sol nasce outra vez, me vejo em perigo, perseguido por minhas escolhas.

Se eu sou livre pra decidir, será que escolhi nascer? Será que escolhi ter uma desventura tão grande? Será que por algum instante, escolhi quem eu iria amar; quem iria, por fim, desejar que não nascesse? Talvez eu nem exista, e viva na imaginação de um inconsequente, que desenvolveu em sua mente a habilidade de inventar histórias.

Minha vida assim vira poesia, tendo em mim a empatia de não saber quem eu sou. E eu sei de algo? Algo inútil sequer. Tenho apenas especulações, em tantas ilusões me vejo perdido, perseguido por minhas escolhas, enquanto ainda não escolhi. 

[Por J. L. Ribeiro]

Se procura definições, desculpe, não tenho nenhuma, carrego comigo apenas algumas especulações: divertido, engraçado, criativo, desleixado, alguns dizem até metido, mas sempre adorável. Meu nome é Jadson, tenho 18 anos, e me tornei o Senhor das noites para levar a cada um que queira pensar sobre a vida e suas desventuras, um ótimo conteúdo.
   

Encontre  Monólogo de Julieta  também no:

5 comentários:

  1. Excelente, Jadson (como sempre) :D Gostei especialmente desta citação: "Em tantas ilusões me vejo perdido, perseguido por minhas escolhas, enquanto ainda não escolhi". <3

    Beijo

    ResponderExcluir
  2. Gostei bastante da postagem

    Beijos
    http://pocketlibro.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  3. Bom dia minha querida.. muito bem escrito pelo Jadson.. é uma busca para entender quem somos.. o pq estamos aqui.. mas algo no guia sempre... beijão minha linda e parabens a ele..

    ResponderExcluir
  4. Lindo texto. Parabéns!
    Ser perseguido por escolhas é a pior forma de perseguição que existe. Fato!
    Abraço!

    http://ymaia.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  5. Ola, tudo bem?
    Que texto lindo! A minha parte favorita foi esta: "Talvez eu nem exista, e viva e viva na imaginação de um inconsequente, que desenvolveu em sua mente a habilidade de inventar histórias".
    Abraços,
    Você é o que lê

    ResponderExcluir

Tecnologia do Blogger.