Resenha- Minha vez de Brilhar- Erin E. Moulton

Moulton, Erin E. Minha vez de brilhar/ Erin E. Moulton; tradução Bianca Bold.- Ribeirão Preto, SP: Novo Conceito Editora, 2014.
Em uma noite, Indie faz um pedido para uma estrela. Ela quer muito reencontrar a sua lagosta de estimação, e também quer que sua irmã Bibi volte a gostar dela. Mas ter os seus desejos realizados pode exigir dedicação integral! Indie trabalha no teatro durante o dia, mostrando a Bibi e seus amigos o quanto ela pode ser útil. À noite, ela procura sua lagosta perdida, e para isso conta com a ajuda de seu novo grande amigo, Owen. Tudo vai bem até que Bibi e sua turma começam a pegar no pé de Owen, o maior exemplo de nerd e futuro loser. Será que Indie vai conseguir manter em segredo sua amizade com Owen? Será que, para ser uma pessoa melhor, Indie precisa mesmo ser diferente? * Cortesia: Editora Novo Conceito.

Ficha Técnica
I.S.B.N.:9788581635033
Selo:#Irado
Altura:21 cm.
Largura:14 cm.
Profundidade:2,5 cm.
Acabamento:Encadernado
Edição:1/2014
Idioma:Português
Número de Paginas:288

Notas 
Capa: 10/10
Conteúdo:05/10
Diagramação: 10/10
Conceito Geral:70/100


Brilho de Esperança 
Por Paloma Viricio
Visão Geral
Uma estrela pode significar apenas um corpo celeste, mas para alguns é muito mais. Pode ser o fio de esperança que une a realização de um pedido almejado. Para Indie, o universo é um grande véu de sonhos. “(...) se a vida está péssima, não espere que fique ótima só porque você fez um pedido a uma estrela cadente. Não passa de um meteoro entrando na atmosfera terrestre. Ele queima ao tocar a atmosfera, o que cria aquele rastro. Não há nada de mágico nisso. E ciência”, p.123.

Ao ir à escola, Indie, leva por engano a lagosta de estimação dentro da mochila. Por um descuido o bichinho foge deixando um grande vazio no coração da jovem. Em meio ao trabalho no teatro, os estudos e a integração na vida social da irmã mais velha, Indie, irá tentar encontrar o animal de estimação e garantir a sobrevivência da amizade dela com o nerd Owen. “Eu sento à minha escrivaninha e observo o tanque de água salgada, pensando no sorriso de Bibi e no sinal de legal que ela me deu. Pensando na mamãe percebendo como Bibi e eu estamos nos dando bem. (...) Eu inspiro, e a cebola e o alho cozinhando no fogão me dão uma sensação quentinha na barriga, como o mar em um dia ensolarado. Tudo está se encaixando”, p.117.

Minha vez de Brilhar é um livro bastante interessante porque traz reflexões sobre aceitação na sociedade, laços entre amigos, irmãos e fé. Uma história simples que consegue emocionar o leitor, trazendo personagens contagiantes. O enredo criado por Moulton é leve e a descrição da autora é exemplar. “O vento sopra do oceano e faz mais nós no meu cabelo, mas também parece empurrar um pouco da energia de dentro de mim e enviá-la para longe, para que deixe de saltitar sob a minha pele. Agora só sinto como se tivesse um raio dentro de mim”, p. 28. Entretanto, a trama não traz nenhum ponto surpreendente ou inovador. Achei estranho que a família comesse somente peixes ou frutos do mar. (risos) Está certo que a ambientação da história é voltada para uma cidadezinha onde o pai da principal vive da pesca, mas a autora poderia ter diversificado um pouco o cardápio da família, ficou forçado. Fora isso é um bom livro, fofinho, com uma leitura leve voltada para o público infanto juvenil. “As redes de pesca armadas nas laterais dão a sensação de que estamos em uma rede de descanso. As árvores balançam, enquanto a brisa do mar sopra suavemente por nós. As estrelas piscam e desfocam lá no céu”, p.227.
Design e Diagramação
A capa é muito fofa. Azul...minha cor preferida e ainda hardcover. As letras são bem grandinhas, com espaçamentos agradáveis e com ilustrações de peixinhos nas partes inferiores das páginas.

Sobre a autora


ERIN E. MOULTON nasceu na noite do Halloween. Ela cresceu nas montanhas em Vermont, nos Estados Unidos, com suas três irmãs. Amava ler e brincar com amigos imaginários, o que a fez desejar trabalhar em bibliotecas, escolas e teatros. Quando não está escrevendo, ela está planejando eventos para a Associação de Escritores Kinship. Erin é autora do livro A JORNADA, escolhido pelo PNBE de 2012. Formada em Escrita para Crianças, ela mora em New Hampshire com seu marido e gosta de ler, pescar, caminhar, tomar chá e sonhar.Fonte: Editora Novo Conceito.

Licença Creative Commons
O trabalho Brilho de Esperança de Paloma Viricio foi licenciado com uma Licença Creative Commons - Atribuição - NãoComercial - SemDerivados 3.0 Brasil.

Obs.: Todos os textos produzidos neste blog são da minha autoria e estão registrados. Se utilizá-los, por favor lembre-se dos créditos.  



Encontre  Monólogo de Julieta  também no:

15 comentários:

  1. Oi Paloma, tudo bem?

    Achei muito interessante sua resenha. Você explorou o livro de uma maneira diferente, saiu do convencional. Parabéns! Não tenho vontade de lê-lo, ele não me atrai. Beijos!

    http://euvivolendo.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  2. Capa linda. *--*
    Nunca tinha ouvido falar da escritora, mas vou dar uma procurada aqui, quero ler o livro. ♥♥

    Bjs
    > Sentido Literário <

    ResponderExcluir
  3. Aceitação! Acho que essa é A PALAVRA. Tanto a auto-aceitação como a aceitação do próximo são características extremamente importantes.
    Gostei do formato da resenha.

    Beijos,
    Nina & Suas Letras

    ResponderExcluir
  4. Olá,
    Se a resenha já é interessante, imagino ler o livro todo.
    Abç
    Lua Singular

    ResponderExcluir
  5. Paloma, parece ser um livro lindo e muito sensível! Gostei do enredo, vou comprar pra minha sobrinha adolescente de aniversário!

    Bjs, Michele

    O que tem na nossa estante

    ResponderExcluir
  6. Adooorei essa capa!!

    Beijos

    Jéssica
    Fashion Jacket – www.fashionjacket.com.br

    ResponderExcluir
  7. A capa dele é tão linda que dá até vontade de ler *-*

    ResponderExcluir
  8. Muito bom a divulgação que faz dum livro e da sua autora.
    Um livro continua a ser das coisas mais importantes da vida.
    Obrigada pela partilha.
    Bj.
    Irene Alves

    ResponderExcluir
  9. Parece ser uma história bonitinha, talvez seria uma boa opção de livro para dar de presente a uma criança ou pré-adolescente.

    Tem uma tag para você lá no meu blog.

    thoughts-little-princess.blogspot.com

    ResponderExcluir
  10. Ainda não li o livro mas é uma das próximas leituras. Eu havia lido um livro anterior da autora e gostado espero gostar desse também! E sobre os peixes, achei normal, afinal tem pessoas que comem só certos alimentos mesmo. Talvez (infelizmente) ela não tenha explicado direito.

    Beijos
    http://www.partesdeumdiario.com/

    ResponderExcluir
  11. Já tinha visto esse livro antes, mas agora estou com mais vontade de ler *-* adorei sua resenha, e com certeza a capa merece 10/10 SHUASHUSHU
    Hey, você sabia que eu escrevi um livro? Chama-se "O homem que odiava o mundo" e vai ser lançado em novembro e eu adoraria vê-lo resenhado no seu blog *-* se tiver interesse em fazer parceria comigo (enquanto autora), é só visitar o blog do livro e visitar as páginas para saber como. Após o lançamento responderei à todos que desejam fazer parceria comigo. Abraços!
    Link do blog: http://ohomemqueodiavaomundo.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  12. Infelizmente não gostei desse livro. Acabou sendo uma leitura muito cansativa. :( A verdade é que eu esperava muito por ele, após ter gostado de "A Jornada", mas não vi toda a magia anterior. Que bom que você aproveitou, apesar de também achar que não tem nada inovador.

    Beijos,
    Ricardo - www.overshockblog.com.br

    ResponderExcluir
  13. Oi, Paloma!
    Apesar de ter amado "A Jornada", da mesma autora, meu interesse em "Minha Vez de Brilhar" ainda é muito pouco, não sei ao certo o motivo. Mas já o vi na livraria e a edição está linda <3

    Beijo

    ResponderExcluir
  14. Que delicado, história fofa e a autora é muito simpática, parece uma menininha.
    Bjs, Loma

    ResponderExcluir
  15. Oi Paloma. Adorei a resenha, é a primeira que leio sobre esse livro. Mas tenho que confessar que a história não me prendeu. Quem sabe um dia dê uma chance a ele! :D Bjoks da Gica.

    umaleitoraaquariana.blogspot.com

    ResponderExcluir

Tecnologia do Blogger.