Resenha- O lado bom da vida- Matthew Quick

O lado bom de um livro

O Best-seller, de Matthew Quick, aclamado pelos críticos e por milhões de leitores já não é uma novidade há muito tempo. Todos os apaixonados por literatura no mundo inteiro já conhece o pesado título O Lado Bom da Vida. Porém, outros tantos ainda não conhecem essa estória. E é justamente para realçar os pontos bons e ruins, que lhes trouxe essa resenha crítica.

Com todo o engenho profissional, e toda a hegemonia da editora Intrínseca, não é cabível simples avaliações de design ou diagramação. Por tanto, sobra a análise da intelectualidade da obra, e da criatividade deste escritor. Visto que sem nenhuma dúvida, é um livro no mínimo instigante, pois tanto o título quanto a ideia da estória já convidam o leitor para um drama fascinante.


A estória trata-se principalmente da mente de Pat Peoples. Com um personalidade original, Pat traduz em muitos sentidos o empenho de uma pessoa que gostaria de ser melhor, de uma pessoa que quer rever suas atitudes como homem, filho, marido, amigo, enfim, como uma pessoa gentil. Pat tem problemas mentais relacionados a ira. Ele não conseguia controlar sua raiva.

Inicialmente, a estória nos mostra como Pat sai de uma instituição psiquiátrica, denominada pelo personagem de “lugar ruim”. E mostra-o tentando refazer a sua vida e reencontrar o seu grande amor, que na verdade é possível apenas para a mente dele. Já que fica quase óbvio durante a narração reencontrar o seu grande amor, Nikki, seria impossível.
Com relação a narração, é visto no livro que existem muitas descrições exageradas e sem nenhuma importância para o decorrer da estória, e talvez seja por isso que muitos não gostem do livro, tendo em vista que, se tratando de um romance em primeira pessoa, descrições exageradas se tornam muito cansativas e desanimadoras.

É fato, também, que o escritor consegue nos mostrar a mente do seu personagem com clareza, tornando-o um amigo intimo, o que já é um grande ponto positivo para quem gosta desse tipo de romance. Pat, também, é um personagem divertido, e a sua amiga Tifanny, é uma das melhores personagens femininas que eu já vi nesses tipos de livros.

Como eu não costumo dar muitas explicações do que acontece na estória, não irei lhes contar sobre acontecimentos importantes e cenas as quais você deva prestar mais atenção. Todavia, aqui está uma análise do que é essa grande estória, que apesar de ter pontos negativos, tem lá seu lado bom.

[Por J. L. Ribeiro]
Se procura definições, desculpe, não tenho nenhuma, carrego comigo apenas algumas especulações: divertido, engraçado, criativo, desleixado, alguns dizem até metido, mas sempre adorável. Meu nome é Jadson, tenho 18 anos, e me tornei o Senhor das noites para levar a cada um que queira pensar sobre a vida e suas desventuras, um ótimo conteúdo.
   

Encontre  Monólogo de Julieta  também no:

16 comentários:

  1. Oi!
    Eu tenho esse livro e ainda não o li. Parece ser um bom livro e só. O que me desanima é o fato de ser enfadonho em alguns momentos. Estou correndo de leituras assim. Ainda assim pretendo lê-lo em breve e espero gostar também.
    Abraço!

    "Palavras ao Vento..."
    www.leandro-de-lira.com

    ResponderExcluir
  2. Oi,
    Já ouvi falar desse livro,mais não tive a oportunidade de ler.

    Páginas em Preto

    Beijos

    ResponderExcluir
  3. Eu quero muito ler este livro, pois vi o filme e gostei muito! :)


    Beijão!

    Piece of My Heart

    ResponderExcluir
  4. Concordo muito com você, é um livro realmente muito bom, o protagonista é engraçado ao mesmo tempo que melancólico, nos faz refletir sobre tudo que se passa na vida dele, associar com a nossa própria. Até mais. http://realidadecaotica.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  5. Eu estou louca para ler esse livro, peguei o final do filme uma vez e me encantei!

    www.vestindoideias.com

    ResponderExcluir
  6. Olá, Paloma
    Não li o livro, apenas assisti o filme e gostei muito.
    Big beijos

    Lulu on the Sky

    ResponderExcluir
  7. Esse foi o primeiro livro que li no ano, eu gostei da história, mais não achei nenhuma grande história como muitos acharam, mais o livro foi interessante.7

    momentocrivelli.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  8. Parece ser sem interessante esse livro, fiquei super curiosa para ler!
    Beijos!
    islary34.blogspot.com

    ResponderExcluir
  9. Oii,
    Eu comprei esse livro por esses dias. Apesar de não ter amadooo o filme como muitos, ainda tive vontade de ler.

    bjs
    Nana - Obsession Valley

    ResponderExcluir
  10. Oi! ^^
    Ainda não assisti esse filme nem li o livro. A história parece ser interessante, mas não é o tipo de história que eu gosto. Prefiro mais terror, fantasia, aventura...
    Mas talvez um dia eu assista o filme. :)

    Beijusss;
    http://hipercriativa.blogspot.com.br/
    https://www.facebook.com/BlogMenteHipercriativa

    ResponderExcluir
  11. Desejo (absurdamente) ler esse livro. Espero fazê-lo em breve.

    Beijos,
    Nina & Suas Letras

    ResponderExcluir
  12. Desse autor li perdão, leonard peacock e achei fantástico. estou com mta vontade de ler o lado bom da vida e até já tenho o livro, mas o q falta é tempo.
    Abraço,
    Alê
    www.alemdacontracapa.blogspot.com

    ResponderExcluir
  13. Olá!

    Eu me interessei por "O lado bom da vida" desde a primeira vez em que o vi. Li ele muito rápido e gostei muito! O Pat (como você disse) acaba se tornando um amigo de quem lê o livro! Eu adorei o personagem e sua relação com a Tiffany (que é uma personagem fantástica também). Na verdade, eu adorei tudo no romance do Matthew Quick! haha Muito boa a resenha! :)

    Abraço

    http://tonylucasblog.blogspot.com

    ResponderExcluir
  14. Eu acho que vou direto assistir ao filme, rs. To taõ sem tempo pra ler e sem money $ para comprar os livros.. rs :( parece ser muito bom!! beijos

    ResponderExcluir
  15. Oi Jadson e Paloma!
    Eu não li o livro, mas gostei bastante do filme. Quem sabe um dia eu leio também, parece ser interessante!

    Beijos,
    Sora - Meu Jardim de Livros

    ResponderExcluir
  16. Oi Jadson, oi Paloma!
    Adorei a resenha crítica. Desde o bum do livro e do filme, ele não me interessou nem um pouquinho, para ser bem sincera. Sua resenha e outras que li me deixaram bem curiosa sobre a história, mas não ao ponto de correr para ler. Acho que esse livro não faz bem o meu tipo, apesar de gostar de personagens um tanto problemáticos.

    Um abraço!
    http://obsessivejerk.blogspot.com.br

    ResponderExcluir

Tecnologia do Blogger.