Resenha- Na escuridão dos dias- Cristina Deutsch

Depois de sobreviver a uma guerra e viver apaticamente seus vertígios, Milla se vê na oportunidade de se casar com um milionário sheik. Ainda que sua intuição anuncie um mau presságio, ela aceita, mas tenta se proteger de todas as formas. Em total tom de mistério vamos descobrindo o que esse casório fará na vida de Milla.
Classificação:


Ficha técnica
ISBN-10: 1326190199
Ano: 2015
Páginas: 207
Idioma: português 
Editora: Independente

Notas
Capa: 8/10
Conteúdo: 7/10
Diagramação: 9/10
Conceito Geral: 70/100

Guerra e escuridão
Por Nattita Lima

Deparar-nos com histórias de pessoas que vivenciaram um período de guerra é sempre muito marcante e a narrativa do livro “Na escuridão dos dias” traz personagens que tiveram essa experiência e mostra como foram suas vidas após essa brutal experiência. Além disso, a obra é rodeada por um mistério que prenuncia um período desolador à personagem principal Milla e que revela a cultura machista de muitas culturas orientais. É um livro que revela o drama que muitas mulheres passam, por isso vale à pena ser lido, principalmente por mulheres.

Milla presenciou a guerra da Bósnia e nessa experiência perdeu seus pais e viu muito da sua capacidade de assimilação e aprendizagem, além de visão de mundo, afetada pela brutalidade que se vivencia durante uma guerra. A personagem sobrevive, vive com seus tios e suas primas e não tem perspectiva nenhuma da vida. No entanto, sua vida tem uma reviravolta quando ela conhece um sheik que pretende casar-se com ela. Desde o início ela pressente que essa pode não ser uma boa estrada a seguir, porém, a proposta é irresistível. O que vai se seguir é sempre um mistério. 

E dentro dele vamos descobrindo o contexto machista o qual muitas mulheres ainda são inseridas, a primeira vista parece-nos normal a situação na qual vivemos no Brasil, como mulheres somos livres para tomar nossas decisões, mas infelizmente não é assim que acontece em muitas culturas orientais. Porém, é interessante aproveitarmos a leitura para reavaliarmos também nossa cultura e quem sabe perceber quais os vestígios que ainda sobram do machismo em nossa sociedade.

O livro é um depoimento que deve fortalecer a classe feminina. E com tudo isso, é uma mensagem de esperança a qualquer pessoa que passa por dias brutais e sombrios. Seja qual for a guerra que vivenciamos, é possível superar e encontrar dias felizes.

Sobre o autor

Cristina Deutsch nasceu em Petrópolis/RJ, mora na Alemanha desde 1995, autora de 12 livros, 6 romances e 6 infantis, e já participou de várias coletâneas com contos e crônicas. Também participou do 3º Prêmio SFX de Literatura 2015 e recebeu prêmio pelo seu conto "Desatino". Fará parte da Antologia que tem o mesmo título do concurso. Escreve também roteiros para audiovisuais.

Postagem feita por:
Natitta Lima. Formada em Tradutor e Intérprete em Espanhol. Reviso, traduzo e produzo textos na Língua Portuguesa e Espanhola, tanto Textos Técnicos e Comerciais como Jornalísticos, Publicitários e Literários. 
Com noções de Jornalismo, sendo Estudante de Teatro, trabalhei em editora como revisora de texto e coordenadora editorial e dei Aulas Particulares de Espanhol, no que se referir à Comunicação Escrita e Verbal, Arte e Criatividade, estarei mais que habilitada a fazer. Como ler é minha profissão e meu maior prazer e por estar muito engajada na linguagem artística contribuir como resenhista de obras literárias será mais que um prazer.

Facebook PessoalPágina no FacebookTumblr


Encontre  Monólogo de Julieta  também no:

7 comentários:

  1. Acho olhando pra capa desse livro jamais pensaria num conteúdo mais profundo assim, foi bom ser surpreendida.

    ResponderExcluir
  2. Não sei se seria um livro muito do meu agrado, mas sua resenha foi ótima !!
    Beijos, tem post novo lá no blog :)
    http://bhulago.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  3. Bom dia querida!
    Amei a resenha, muito feliz em saber que tenha gostado do livro. Espero que os seguidores deste blog, leiam e gostem tbm. Bjs e tudo de bom! ♥

    ResponderExcluir
  4. Oi Natitta, tudo bem?
    Esses livros sempre são marcantes. Não conhecia e já adicionei na lista.
    Abraços,
    Amanda Almeida
    http://amanda-almeida.com.br

    ResponderExcluir
  5. Oi Natitta e Paloma!
    Não conhecia esse livro, mas parece interessante.
    Gostaria de ler esse livro mais feminista.
    Além da capa ser lindíssima!
    Beijos
    http://estante-da-ale.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  6. Opa, a sinopse não me despertou muito interesse, mas aí li sua resenha e fiquei bastante interessada. Gostei muito!

    Beijinhos
    n. // www.fashionjacket.com.br

    ResponderExcluir
  7. Adorei a resenha, por ser feminista acho que vou adorar.
    A capa me lembrou muito "Tormenta", vocês já leram?

    A resenha ficou ótima, parabéns.

    Abraços.

    ResponderExcluir

Tecnologia do Blogger.