Resenha- De novo: Dois segundos para o amor- Jadson Ribeiro

Como um dia horrível, pode se tornar tão adorável? Como seria possível alguém que sequer acredita no amor, ver-se contrariado em apenas dois segundos? E em apenas dois segundos, decidir que seria capaz de fazer tudo para encontrar quem causara esse sentimento.Leonardo Vieira é um professor de Biologia, e vive uma vida extremamente tediosa, até que um dia azarento lhe mostra uma mulher no fim, e sem saber como vê-la de novo, Leonardo resolve atender ao pedido da moça e repetir todo o dia e todos os azares por qual passou.De novo é uma comédia romântica com uma escrita irreverente, engraçada e descontraída. A história se passa na cidade de Feira de Santana, em meio a confusões impensáveis e que instigam a imaginação do leitor. Léo conta como tudo aconteceu do seu ponto de vista. E junto com seus amigos, nada poderá impedi-lo de repetir os feitos loucos que o levou a experimentar o gosto viciante do amor.
Classificação:


Ficha técnica
Título: De novo: dois segundos para o amor
Autor: Jadson L. Ribeiro
Categoria: Literatura brasileira, Comédia romântica
ISBN:  9788566701000
Número de páginas: 168
Editora: Selo Jovem

Notas
Capa: 8/10
Conteúdo: 9/10
Diagramação: 10/10
Geral: 90/100

Não perca jamais a oportunidade de fazer piada
Por Isabelle Rocha
Assim que vi a capa do livro, pensei que se tratava de um romance adolescente com um pouco de drama e música para salpicar a relação. Então, li a sinopse e pensei “Ok, é um romance adulto com um pouco de drama e música para agitar o cotidiano monótono do casal”. Foi uma surpresa incrível descobrir que o livro supera todas as expectativas e suposições que eu tinha dele.

“De novo: dois segundos para o amor” narra a improvável história do dia mais azarento que um ser humano, nesse caso o Leonardo, poderia pensar em ter na sua vida. Ele é perseguido por torcedores fanáticos, jogado no esgoto, humilhado pelos seus colegas de trabalho e pelos seus alunos, atropelado por uma ambulância e... Ufa! Espera! Você acha que acabou? A história dele mal começou. Junto com seus amigos, Leonardo vive uma série de situações bizarras, loucas e muito, muito divertidas. No final desse dia, depois de atropelar um ônibus (Estranho, eu sei...), ele encontra-se com Lua. Neste momento, ele experimenta um sentimento peculiar, algo que nunca antes havia sentindo; ele sente-se atraído por ela, mas não de qualquer maneira, ele sente-se eufórico, encantado por aquela estranha. Ele quer saber tudo sobre ela. Porém, a parada dela é a próxima, e eles precisam se despedir. Antes de ir embora, ela o diz que, se ele repetisse aquele dia desastroso, eles poderiam se encontrar de novo.

“Era como se meu coração nunca tivesse batido, nunca houvesse bombeado sequer uma gota de sangue. E pela primeira vez, ele se moveu, e bateu com uma velocidade instigante, com uma vibração assustadora.”

Dessa forma, Leonardo começa a sua missão para repetir o dia mais azarado, sofrido e louco da sua vida. Novas surpresas aparecem, assim como casos que fogem completamente do seu controle e que possuem um desfecho inesperado.

Eu dificilmente rio enquanto estou lendo; no entanto, neste livro em especial, eu mal tinha chegado na terceira página e já estava rindo. Gostei bastante que o autor não se focou tanto no romance, mas nas aventuras do protagonista e dos seus amigos no percurso para encontrar esse grande amor. Outra coisa que me agradou foi que ele não leva a história tão a sério. Seus personagens são cômicos exatamente por serem esdrúxulos, a forma como se metem em enrascadas até faz bastante sentido, porém a forma como escapam dessas é muito pouco provável de que funcionasse de verdade. Essa é exatamente a beleza da narrativa, ela é leve, simples e divertida. Perde-se a lógica fria da realidade, mas não se perde jamais a piada.

Design e diagramação
A diagramação é cuidadosa, de forma que os espaçamentos das bordas e o tamanho das letras tornam a leitura muito agradável, mesmo quando se está dentro de um carro, sendo chacoalhada de um lado para o outro. Quem costuma ler dentro de automóveis sabe o quanto é difícil manter a concentração nesses momentos... 

A capa é linda e combinou bem com o estilo do livro. Só não gostei de como as informações (título, subtítulo e nome do autor) estão arranjadas.

Sobre o autor
Jadson Lucas Ribeiro nasceu em Feira de Santana, no ano de 1995. Quando tinha 17 anos foi tomado por uma paixão súbita por livros e café, além de uma vontade incontrolável de escrever. Ele já publicou numa antologia de contos chamada Amores (Im)Possíveis, e também publicou vários livros na internet de forma independente. Aos 19 anos, lançou seu primeiro romance pela Editora Selo Jovem.

Postagem feita por:

Isabelle, pseudo-escritora, sonhadora, tento fazer poesia, mas acabo aglutinando demais minhas palavras e tudo vira prosa com toque de melancolia. Deixe-me, que ainda estou aprendendo o ofício. Tenho 18 anos vividos como um sopro e aquela sensação ruim de que tudo está acontecendo rápido demais. Fora isso, gosto de música, de livros, de filmes e de todos os clichês de sempre.

Facebook PessoalSkoob - TwitterGoogle +-Tumblr



Encontre  Monólogo de Julieta  também no:

13 comentários:

  1. Bem interessante a leitura e adorei também saber dos autores da história.

    Beijos
    http://pimentasdeacucar.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  2. Oi Paloma e Isabelle!
    Eu amo uma comédia romântica, é MUITO difícil eu não gostar de alguma, HAHAHAHA.
    Já anotei para ler, me empolgo! HAHAHA
    Beijos
    http://estante-da-ale.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  3. Bacana! Gosto de leituras leves e divertidas!
    Parabéns ao jovem autor e a você pela resenha Isabelle!

    Um abraço a vocês e a Paloma.

    Blog || FanPage

    ResponderExcluir
  4. Que graça a história desse livro!
    Não o conhecia e gostei muito de ser apresentada a obra.
    Vou procura-lo para ler.

    http://blogquerida.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  5. Adoro livros que puxam mais para esse lado romantico (comédia romantica) sempre me imagino no lugar dela ou dele hahaha
    http://geoaraujoand.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  6. Oi, Isabelle!
    A sinopse não havia me chamado muita atenção, mas saber que o livro têm um "quê" de humor me animou bastante. Boa dica.

    Beijo

    ResponderExcluir
  7. Oláá!
    Assim que vi o título pensei uma coisa, ao ler sua resenha achei outra completamente diferente (Pra melhor, haha).
    Fiquei com vontade de ler, parece ótimo!!
    beijos,
    http://masenstale.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  8. Muito boa a resenha e tenho que dizer que fiquei curiosa a respeito desse livro por dois motivos: 1) estou precisando ler algum livro mais engraçado e penso que esse viria bem a calhar. e 2) parece ser uma história um tanto quanto irreverente. Enfim, penso que deve realmente ser uma boa leitura.

    aguardandoocamaleao.blogspot.com

    ResponderExcluir
  9. Paloma! Eu geralmente riu para tudo, e adoro livros divertidos, fiquei imaginando se ia começar a rir na terceira página também! Adorei a proposta do livro e ótima resenha! Beijos
    Paula Juliana
    http://overdoselite.blogspot.com.br/2015/07/resenha-renascida-saga-acampamento.html

    ResponderExcluir
  10. Oie Isabelle =)

    Não conhecia o livro, mas a premissa é bem interessante. Parece ser um livro bem leve e divertido.
    Ótima resenha!

    Beijos;***

    Ane Reis.
    mydearlibrary | Livros, divagações e outras histórias...
    @mydearlibrary


    ResponderExcluir
  11. Fiquei bastante curiosa na leitura desse livro :)
    Sua resenha ficou maravilhosa !!!
    Beijos

    http://coisasdediane.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  12. Olá!
    Fiquei com vontade de ler esse livro. Acho que eu daria boas risadas também. A gente precisa encarar as coisas assim, de vez em quando. Não se levar tão a sério. Beijos!

    http://ymaia.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  13. Eu sempre achei que era meio azarada, mas o personagem do livro é sim, o azarado por essa e outras vidas!rs
    Gosto disso, quando o autor ou autora, não deixa somente um foco na história, mas pequenos espaços abertos para que tudo ao redor, continue fluindo!!!
    Como a romântica incurável que sou, claro que lerei essa obra!!!
    Quero suspirar também e rir, por que não?
    Beijo

    ResponderExcluir

Tecnologia do Blogger.