Resenha- Para Continuar- Felipe Colbert

editora novo conceito
Envolver-se com a jovem Ayako é a oportunidade perfeita para Leonardo César esquecer a sua vida tediosa e perigosamente limitada, tudo por culpa do seu coração defeituoso. Enquanto isso, com a ajuda de seu avô, Ayako tem a difícil missão de manter inacessível um porão de dimensões que vão além da loja de luminárias que ela gerencia, repleto de milhares de lanternas orientais, cujo mistério envolve os habitantes do bairro da Liberdade. A partir dos crescentes encontros entre Leonardo e Ayako, uma nova lanterna surgirá para os dois. Eles terão que protegê-la com afinco, ou tudo que construíram juntos poderá desaparecer a qualquer momento. O que ninguém conseguiria prever é que Ho, um jovem chinês também apaixonado por Ayako, colocaria em risco o futuro desse objeto. E com ele, o sentimento mais importante que dois seres humanos já experimentaram.
Classificação:

Ficha Técnica
Autores: FELIPE COLBERT
Título: Para Continuar
ISBN: 9788581637952
Selo: NOVO CONCEITO | NOVO CONCEITO / NOVAS PÁGINAS
Ano: 2015
Edição: 1
Número de páginas: 224
Formato/Acabamento: 16x23x1,4
Peso: 0.32 kg
Preço Sugerido: R$ 29.90
Área Principal: FICÇÃO
Assuntos: LITERATURA NACIONAL

Notas
Capa: 10/10
Conteúdo: 08/10
Diagramação: 10/10
Conceito Geral: 85/100

Sobre as lanternas do amor
Por Paloma Viricio
comprar lanterna oriental barata
Visão Geral
Ayako já está dando atenção a elas. Eu me despeço com um tchau simples, de longe. Antes de sair, desvio para perto do balcão e pego um cartão de visitas da loja sem que ela perceba. Depois fico do lado de fora um minuto, vendo Ayako trabalhar através da vitrine, seus olhos brilhando como o reflexo das luzes.  Como disse antes, quero muito abraçá-la. E fujo antes de perder a cabeça”, p.72. Não há amor na escuridão. Não há luz sem amor. O sentimento quando é reciproco e verdadeiro pode fazer com que o impossível aconteça. Duas culturas totalmente diferentes, duas pessoas com vidas distintas, duas almas destinadas a se conhecerem.

Leonardo César é um jovem que sofre doença cardíaca rara. Seu coração pode parar a qualquer momento. Mas o miocárdio do moço mostra-se forte quando encontra a jovem oriental Ayako. O metrô de São Paulo é repleto de pessoas de diversas etnias e foi nesse meio de transporte que o destino fez os dois se encontrarem. No meio do peito, Leonardo sentiu algo forte bater, mas ainda não era hora de falhar, ele resistiria pelos olhos encantadores da jovem do outro lado do vagão. “Eu poderia dizer que a nossa existência é curta demais para perdermos um minuto que seja, mas todo mundo fala isso uma vez na vida e soaria normal demais. Se bem que, de todas as pessoas que conheço, sou o único que tem razão para tratar isso como lema”, p.95. A curiosidade sobre ela, fez com que o jovem quisesse fazer parte da vida alheia. Era questão de honra saber onde a figura feminina morava. Foi esse pensamento que o fez a seguir assim que desceram na estação da Liberdade.

Para Continuar é a primeira obra de Felipe Colbert que leio. Sinceramente não sabia o que esperar, nem fazia ideia de como era a forma de escrita do autor. De uma questão tinha absoluta certeza: Não poderia deixar de conferir mais uma obra de autor nacional. Viva os nacionais \o/ O livro é narrado pelo ponto de vista de Leonardo, mas alguns trechos apresentam-se em terceira pessoa. Particularmente gosto de obras com esse tipo de narrativa. Assim podemos ver a visão particular da personagem principal e a que mostra de forma geral o que acontece com outras personagens. “De repente, não há mais nenhuma outra lanterna à sua volta (elas continuam lá, mas perdem a importância), e a que está sobre a sua cabeça a enfeitiça  como a lua cheia que se impõe na noite mais escura de todas, tão serena e promissora que ela daria tudo para tocá-la uma única vez, mesmo sabendo que nunca acontecerá”, p. 118.

Confesso que nunca fui muito chegada na cultura japonesa, por isso, fiquei com um pouco de receio em solicitar a obra, mas como sou mente aberta, arrisquei. Fico feliz que tenha tomado essa decisão, já que não me arrependi em nenhum momento. A trama é leve, instigante, envolvedora. As personagens são muito bem construídas, cada qual com sua mania, gosto, defeitos e qualidades. A descrição de Colbert é um dos pontos altos da obra. Ele sabe como transformar muito bem uma simples cena em algo ‘totalmente visual’ que faz o leitor viajar por um mundo encantador. O cunho cultural e histórico que esse livro apresenta é maravilhoso, ponto fortíssimo que chama atenção do receptor.

Muito me agrada o gênero fantasia. Todo o segredo que gira em torno de Para Continuar é muito genial, mas poderia ter sido melhor elaborado. O leitor fica alimentando altas expectativas, quando descobre é meio que de uma vez só, como um balde de água fria. Colbert poderia ter construído um argumento mais convincente. “(...)Não consigo resistir ao desejo de beijá-la. Então me aproximo dela e limpo seu rosto com o meu. Nossas respirações se multiplicam . E cumpro meu destino com o beijo esperado, tal qual imaginei, sem que ela lute contra. É difícil  para de provar da sua boca, mas em algum momento da eternidade isso acontece”,p.169. Outro ponto que me incomodou um pouco foi o fato de encontrar diversas expressões, palavras que fazem parte da cultura oriental sem explicações. Não conheço praticamente nada de lá. Ficava um pouco perdida quando isso acontecia, estranho, mas no final das contas soube me virar bem. Acredito que seria uma boa saída ele colocar pequenas explicações através de diálogos entre os personagens. Enfim... é apenas minha humilde observação. Uma obra sensacional, emocionante que indico para todos os tipos de pessoas.

Design e diagramação
A capa do livro é encantadora. Quando a vi pela primeira vez fiquei apaixonada. Quando peguei o livro em minhas mãos quase enlouqueci. (Risos) Brincadeirinha! Mas a capa realmente mostra o ótimo trabalho da Novo Conceito.  Parabéns! O miolo foi impresso em papel pólen. Possui letras e espaçamento confortáveis para leitura. No começo de cada capítulo somos presenteados com lanterninhas no topo das páginas... fofura eterna. 

Sobre o autor


Felipe Colbert nasceu no Rio de Janeiro. Além de escritor, é editor e palestrante. Possui trabalhos publicados no Brasil e na Europa. Lançou em 2014, pela Editora Novo Conceito, o romance Belleville, um dos mais vendidos do ano. Para Continuar é seu quinto livro publicado. Atualmente, o autor mora na cidade de São Paulo. Fonte: Editora Novo Conceito.

Licença Creative Commons
O trabalho Sobre as lanternas do amor como ele é de Paloma Viricio foi licenciado com uma Licença Creative Commons - Atribuição - NãoComercial - SemDerivados 3.0 Brasil.
Obs.: Todos os textos produzidos neste blog são da minha autoria e estão registrados. Se utilizá-los, por favor lembre-se dos créditos.  



Encontre  Monólogo de Julieta  também no:
                                                     FacebookGoogle+TwitterInstagramYoutubePinterest 

8 comentários:

  1. Já vi tanta gente falar bem desse livro que a cada resenha me sinto mais curiosa, sem falar que a capa do livro é linda. Aliás, gostei bastante de sua resenha, pois quando leio uma resenha gosto de ver o lado crítico também :D
    Estante de uma Fangirl

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Aiii é para ficar mesmo. kkkk É um livro muito fofo, emocionante e bem construído. A capa é maravilhosa e o marcador que veio com ele uma fofura. É uma lanterninha!
      Obrigada, fico feliz que tenha gostado da resenha.
      Se ler, passa aqui e me diz o que achou!
      Beijos,
      Monólogo de Julieta

      Excluir
  2. Oi Paloma,
    Eu também nunca me empolguei muito pela cultura japonesa, e exatamente por isso, não senti vontade de ler esse livro. Mas gostei bastante da resenha!
    Beijos
    http://estante-da-ale.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Pois é! kkkk Mas vale ler... é um livro emocionante e fofo. Passei a ter admiração por esse povo depois que li o livro.
      Beijos,
      Monólogo de Julieta

      Excluir
  3. Respostas
    1. Obrigada! Fico feliz que tenha gostado!
      Beijos,
      Monólogo de Julieta

      Excluir
  4. Oi, Paloma! Tudo bem? Menina, eu quero muito ler esse livro! Só vejo o pessoal o elogiando e eu simplesmente amo a premissa dele! :) Espero lê-lo logo. Adorei a resenha!

    Abraço

    http://tonylucasblog.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oiee Tudo certinho e com você:? Leia, vai amar. Eu que não sou muito chegada na cultura Japonesa, amei, imagine você que gosta.
      Depois me fala o que achou da obra de Felipe Colbert.
      Beijos,
      Monólogo de Julieta

      Excluir

Tecnologia do Blogger.