Entrevista com escritora Laritza Oliveira

O Garoto ao Lado, primeiro livro da autora Laritza Oliveira, está levantando a poeira da blogosfera literária. Por isso, nós do Monólogo de Julieta, convidamos a autora para um bate-papo super animado que você confere agora.



Apesar de seu nome, Alice não tem nenhum "País das Maravilhas" à sua volta. Não há nenhum Chapeleiro Maluco, muito menos um gato sorridente por perto. Acontecimentos do passado atormentam sua mente. Ela não pensa duas vezes em se mudar após a separação dos pais, e, em uma nova cidade, em uma nova turma, Alice encontra-se sozinha em seu último ano do Ensino Médio.Mesmo tendo parte de sua família por perto, ela se sente isolada em meio à multidão, e ninguém parece notá-la. Seus únicos companheiros são seus livros e seus escritos. Apenas as palavras acompanham Alice, pelo menos até o dia em que ela percebe que um garoto da sua turma a está observando. Fechada a qualquer tipo de relacionamento, Alice tenta fugir do interesse de qualquer um, mas vê-se intrigada pela presença do "garoto ao lado".

ISBN-10: 8542807243
Ano: 2015
Páginas: 160
Idioma: português 
Editora: Novo Século


Monólogo de Julieta-Defina Laritza Oliveira em uma frase.
Laritza Oliveira- Apaixonada pela beleza da vida, seja nos livros, cinema ou na real.

Monólogo de Julieta-Como iniciou o desejo de ser escritora? Há quanto tempo escreve?
Laritza Oliveira- Eu comecei a escrever desde nova, mas nada que resultou em algum livro. Foi só lá pela terceira série, depois de um projeto de contos de mistério que surgiu a vontade de transformar o conto em algo mais. Desde então eu escrevi vários esboços, metade de livros que nunca levaram em nada. Então digamos que escrevo desde uns doze anos, pois foi quando tomei consciência de que não estava produzindo apenas rabiscos.

Monólogo de Julieta-O garoto ao lado é seu primeiro livro publicado, certo? Nos conte um pouco sobre ele.
Laritza Oliveira-  Como Laritza Oliveira é meu primeiro livro. Publiquei um livro com um pseudônimo, mas o escrevi muito nova e não falo muito nele, pois acredito que minha escrita hoje não pode ser comparada a daquela época – da mesma forma que daqui uns anos não poderia comparar minha escrita com a atual. O Garoto Ao Lado era apenas um conto, mas algumas colegas de sala leram e pediram para continuar. Daí o meu conto se tornou um livro.

Monólogo de Julieta-Quanto tempo levou para escrever O garoto ao lado?
Laritza Oliveira- Entre escrever o manuscrito e digitar tudo, foram cerca de três meses.

Monólogo de Julieta-Como escolheu o título do livro?
Laritza Oliveira- Eu tinha acabado de ler Lola e o Garoto da Casa Ao Lado quando comecei a escrever o conto. O nome pareceu bom no dia – já que falava a princípio de um garoto que se sentava ao lado da garota – e cada vez pareceu mais certo.

Monólogo de Julieta-Qual personagem de Garoto ao Lado você seria? Por quê?
Laritza Oliveira- Eu tenho muitas coisas em comum com cada um deles, mas acho que seria a Alice – sem ter o Nicholas rsrsrs. Ela ama ler, como eu, mas ainda assim agiria diferente dela em algumas situações.

Monólogo de Julieta-Tem algum trabalho em andamento? Se sim, nos conte um pouco sobre ele.
Laritza Oliveira- Tenho vários. Estou trabalhando na continuação de O Garoto Ao Lado – a pedido de algumas leitoras – e tenho dois manuscritos prontos para serem digitados. O que tenho certeza que está mais próximo de poder ser publicado é Um Amor Real. Conta a história do príncipe de um pequeno país insular chamado Hybéria que vem para o Brasil procurar uma esposa, pois ele corre risco de perder seu lugar na linha de sucessão se não se casar. Fora as continuações de OGL e esses dois livros, quero escrever uma distopia.

Monólogo de Julieta-Como seria seu paraíso literário?
Laritza Oliveira- Acredito que uma biblioteca enorme onde meus personagens pudessem interagir comigo.

Monólogo de Julieta-Qual a maior dificuldade que enfrentou para publicar seu livro? Como superou essa situação?
Laritza Oliveira- A maior dificuldade é a demora de aceitação do original e na produção do livro. A resposta sempre é paciência.

Monólogo de Julieta-Com sente-se com a receptividade das pessoas que leram sua obra?
Laritza Oliveira- Eu estou esperançosa. Até agora as críticas foram boas e muitos leitores me pediram por continuação. Ter as pessoas gostando do meu livro foi um alívio, pois o maior medo de um autor é que as pessoas odeiem seu livro.

Monólogo de Julieta-De que forma as parcerias literárias com blogs/sites ajudam um escritor?
Laritza Oliveira- As parcerias ajudam muito. Acredito que grande parte dos escritores nacionais ganham notoriedade a partir de divulgações em blogs. Também deve se levar em conta que a opinião de uma terceira pessoa é bem mais creditada que o próprio autor falando sobre seu livro.

Monólogo de Julieta-Diga um autor preferido no Brasil? Por quê?
Laritza Oliveira- Carina Rissi. Ela consegue me fazer rir, chorar e querer mais mesmo depois de mais de 400 páginas. Além disso, a Carina nunca perdeu sua essência de escrita, mesmo depois da fama.

Monólogo de Julieta-Diga um autor estrangeiro preferido? Por quê?
Laritza Oliveira- Eu amo muitos autores, mas tenho que ficar com Jane Austen, pois Orgulho e Preconceito foi o livro que me fez querer ler os clássicos ingleses.

Monólogo de Julieta-Qual a dica que você daria para futuros escritores?
Laritza Oliveira- Acreditar em si mesmo, pois mesmo que você receba um não a confiança em si mesmo vai te fazer continuar.

Monólogo de Julieta-Para encerrar gostaria de fazer um bate e volta com você.
Laritza Oliveira-

Uma pessoa: Ainda não encontrei.
Um desejo: Viver de livros.
Um livro: A Culpa é das Estrelas – John Green.
Uma música: Someone You Like – The Girl and The Dreamcatcher.
Uma comida: Sorvete (é comida para mim).
Uma bebida: Café.
Uma frase: “A reflexão deve ser reservada para momentos solitários; assim que fico sozinha eu volto a refletir; e não passo um dia sem meus passeios solitários, durante os quais posso me permitir toda a delícia das recordações desagradáveis.” (Jane Austen)
Animal de estimação: Gatos.
Filhos: Talvez.
Dinheiro: Superestimado.
Felicidade: Alcançável.
Fama: Enganosa.
Religião: Deus não precisa de religião para ser Ele mesmo.
Blogueiros: Amo.
Falsidade: Odeio.


LARITZA OLIVEIRA nasceu em Guaxupé, MG. Começou a ler aos seis anos e descobriu que queria ser escritora aos doze, quando escreveu seu primeiro livro, publicado dois anos mais tarde. Desde então, vem apurando a escrita e buscando novas inspirações. O garoto ao lado é sua quarta obra. Atualmente, reside em Palmas, TO, e divide o tempo entre a escola, a família, os livros e o blog e canal no YouTube “Ler & Maquiar”. >> Facebook da Autora

È autor ou tem um blog e quer ser entrevistado pelo Monólogo de Julieta? Basta enviar um mensagem pela página Contato através do formulário. 

2 comentários:

  1. Gostei da entrevista, realmente, parece que é bem comum os autores descobrirem o gosto pela escrita desde novos, não é? E o livro dela parece ser uma boa leitura, penso que leria.

    aguardandoocamaleao.blogspot.com

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Vale muito a pena ler! Logo mais sai a resenha dele aqui no blog.

      Excluir

Tecnologia do Blogger.