Resenha- Paraíso- Deyse R. Nicoli

Está é a história de uma mulher como muitas outras. Marcada por suas tragédias pessoais, cansada, sem expectativas ou sonhos, Débora deixa sua família e parte em busca de uma nova vida. Sua fuga a levará a um lugar distante de tudo o que ela conhecia. Uma grande fazenda, localizada na pequena cidade de Vila Paraíso. O lugar a surpreende de diversas maneiras. A paisagem é de tirar o fôlego, o novo trabalho é tudo o que ela precisava, e as pessoas, a extensão de sua própria família. Tudo parecia perfeito, mas Marcos, um dos donos da fazenda, vai macular a perfeição desse Paraíso. Ele fará de tudo para afastar Débora de sua fazenda, transformando a tranquilidade de sua nova vida numa sucessão de acontecimentos surpreendentes e angustiantes. Os dois irão travar uma batalha visando proteger suas feridas e esconder as cicatrizes que carregam dentro de si. Porém, um poderoso sentimento surgirá entre eles, fazendo-os abandonar seus princípios e questionar sua própria sanidade. Poderá esse sentimento apagar todas as cicatrizes que eles carregam?

Classificação:


Ficha Técnica
ISBN-10: 8576798484
Ano: 2012
Páginas: 397
Idioma: português 
Editora: Novo Século

Notas
Capa: 05/10
Conteúdo: 09/10
Diagramação: 10/10
Conceito Geral: 95/100

A ternura de Paraíso
Por Paloma Viricio
Visão Geral
Paraíso não é somente uma vila, mas um lugar especial com papel importante na vida de Débora.  Marcada por acontecimentos do passado, tudo o que ela deseja é se livrar das duras lembranças. A oportunidade do novo trabalho em Paraíso vem como uma grande oportunidade  para mudar de vida. Sem contar que o lugar regrado por belas paisagens é tido como o sonho de consumo de qualquer pessoa. Débora era incapaz de acreditar em tamanha sorte. Mas tudo muda quando Marcos, um dos donos da fazenda, começa a perturbar a tranquilidade da moça, fazendo de tudo para que ela vá embora. No final das contas um transformará a vida do outro em um inferno, fazendo surgir um sentimento contrário ao ódio.

Vejo Marcos como um homem que acabou se blindando com uma carapaça por, assim como Débora, ter passado por muita situações difíceis. Ele é como um Petit gâteau: durão por fora, mole por dentro e uma verdadeira tentação. Sim! Porque a descrição de Deyse nos transporta para os braços de um homem maravilhoso. Aquela forma “rude” pode até assustar, mas no final das contas não tem como não se apaixonar por ele e torcer para que o romance (muito bem construído por sinal) dê certo. Achei interessante da parte da autora, passar esse trauma causado por amor, através da visão de um homem. Porque geralmente é sempre a mulher que sofre e os homens são sempre os canalhas incorrigíveis. Por que não construir um personagem masculino, sensível, capaz de sofrer muito por uma mágoa em relacionamento passado? Adorei!

Débora é um amor de pessoa. Uma professorinha super fofa, responsável pela narração (em primeira pessoa) e muitas pitadinhas de humor. Vejo essa personagem como uma grande amiga, sabe? Aquela mulher guerreira, que deseja ser amada, feliz de forma simples mas realizada. Ela é como a representação de muitas outras mulheres, sendo impossível não se identificar. Achei interessante como a paixão entre os dois foi acontecendo. Sabe aquele orgulho feminino de não querer se apaixonar por um homem como Marcos? Rude... chatinho! É totalmente derrubado pelo sentimento que surge entre eles. É o alimento daquele típico pensamento de que... tô lascada, mas não tem como parar de amar esse homem! (Risos) Ôh sofrência.

Outro ponto que muito me agradou foi a família calorosa que Débora encontra quando chega em paraíso. Não vou dar muitos detalhes para não acabar soltando spoiler. Mas enfim...as personagens criadas pela autora são de tirar o chapéu, muito bem construídas. O cenário, é esplêndido, bem descrito. Além disso, a trama em si também foi muito bem elaborada. Sinceramente não gostar de Paraíso é sinônimo de um péssimo gosto literário. O livro é apaixonante, a escrita de Deyse também. Um livro que indico do fundo do meu coração Parasiense (Risos).

Design e diagramação
A letras, espaçamentos estão bem colocados, não tive problema quanto a isso. O miolo foi impresso em papel pólen, agradável para a visão. Encontrei apenas alguns errinhos, que uma outra revisão pode garimpar sem problemas.  A capa não é muito chamativa, mas é o de menos na minha concepção em comparação ao livro maravilhoso que Paraíso é.

Sobre a autora

Deyse Ramos Nicoli é professora há dezessete anos, pós-graduada em história e educação infantil. Sempre foi apaixonada por livros, especialmente pelos romances. Escrever era um sonho que ficou guardado por longos anos e que só agora se tornou real. Paraíso é seu primeiro livro. Uma história que tem um pouco de seu próprio ser e de suas fantasias. Tem pouco tempo para escrever, pois, além do trabalho, compartilha sua vida com os três filhos e o marido. Apesar disso, sempre que tem um tempo livre, rabisca resumos de histórias que imagina, às vezes, no meio da noite. Fonte: Skoob.

Licença Creative Commons
O trabalho A ternura de paraíso dPaloma Viricio foi licenciado com uma Licença Creative Commons - Atribuição - NãoComercial - SemDerivados 3.0 Brasil.
Obs.: Todos os textos produzidos neste blog são da minha autoria e estão registrados. Se utilizá-los, por favor lembre-se dos créditos.  

8 comentários:

  1. Oie...
    Fiquei super curiosa a respeito desse livro... Sua resenha me despertou muito interesse, menina!
    Adoro livros com personagens bem construídos e fiquei aqui louca pra conhecer essa familia de paraíso ;)
    Beijos

    http://coisasdediane.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  2. Amei a resenha, parece ser aqueles livros que a gente é transportado pro ambiente e não quer sair
    beijos
    lolamantovani.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  3. Legal saber que a obra foi tão bem escrita e que o cenário prende o leitor. Adoro narrativas com pitadas bem humoradas.
    Resenha show, livro deve ser lindo.
    http://revelandosentimentos.blogspot.com.br - Top Comentarista de Maio. 2 livros para o vencedor

    ResponderExcluir
  4. Gosto de livros e locais um pouco diferentes da nossa realidade. Esse parece ser desses. Que cria um ambiente novo pra gente se transporar

    beijo
    beinghellz.blogspot.com

    ResponderExcluir
  5. Oi Paloma,
    Adoro suas resenhas, você escreve de uma maneira que aumenta muito o interesse pelo livro e essa história parece ser viciante com uma trama bem elaborada.
    Bjs❤
    Abrir Janela

    ResponderExcluir
  6. Não conhecia o livro e achei a premissa bem interessante, gostei da sua resenha, me deixou curiosa pela leitura, parece ser daquelas histórias que te fazem viajar no tempo, adoro!

    Obrigada pelo carinho. Beijos :*
    Claris - Plasticodelic

    ResponderExcluir
  7. Não é meu tipo de leitura preferido, mas parece ser muito bom!

    Beijo!

    ResponderExcluir
  8. Que linda sua resenha Paloma! Acho que quero ler esse livro, rsrs... Obrigada!!! Mil beijos!!!

    ResponderExcluir

Tecnologia do Blogger.