Resenha- Divagaísmo- Cláudio Furtado

Furtado, Claudio de Souza. Divagaísmo/ Cláudio de SouzaFurtado- 1ª. Ed.- Rio de Janeiro: Jaguatirica, 2016.
'Divagaísmo' é essa arte de sair só e lentamente da realidade. Se antes os poetas flanavam para encontrar inspirações nos ares das ruas, hoje eles divagam através do éter, através desse grande espaço mágico, único e interminável que é a existência. Os poemas de Cláudio Furtado vão revelando surpresa, dúvida, deslumbramento, espanto, encontrando um mundo que não precisa ser real e concreto, mas que pode ser ideal e criado com as palavras. 



Classificação:

Ficha Técnica
ISBN-10: 8556620051
Ano: 2016
Páginas: 190
Idioma: português 
Editora: Jaguatirica
Onde Comprar? Site da Editora Jaguatirica

Notas
Capa: 10/10
Conteúdo: 09/10
Diagramação: 10/10
Conceito Geral: 95/100

A poesia como arte
Por Paloma Viricio
Visão Geral
Poesias encantam muitas mentes. São capazes de nos fazer refletir sobre a vida, dentre outras questões. Poesia é uma arte pessoal e intransponível. È a desmaterialização sendo ao mesmo tempo a materialização do ser. Ela não se faz entender. Torna-se apenas combustível para se sentir.

“Abro os olhos
E a areia na ampulheta não para
E a lareira apagada
Exala perfumes aromáticos
No quarto os porta-retratos vazios
Na sala os quadros no chão
E você deitada entre eles”

Divagaísmo  é um livro doce, forte e imponente. Cláudio Furtado bombardeia o leitor com textos reflexivos repletos de sentimentos. Que falam sobre a vida, sobre ele, além de tantos outros. As lembranças lembram wicca, paganismo, mitologia, era medieval além de fatos contemporâneos. A arte de divagar pertence á todos, mas somente aqueles que possuem sensibilidade para descrever através das palavras conseguem compor versos como os encontrados em Divagaísmo.

“Nuvens, sonhos acordados
Exposição de fantasias
Toda tarde nuviosa
O encontro se realiza
As nuvens
E ela”

Divagaísmo é o primeiro livro de poesias escrito por Furtado. Os textos foram reunidos entre dos 18 aos 22 anos de idade do autor. Um misto de reflexão, espiritualidade. O leitor vira cada página sendo regado pelo desejo de conhecer cada vez mais a essência das poesias apresentadas. Uma obra de arte em formato de brochura.  Incrível... essencial para ver o mundo com outros olhos.

Percepção
Nem sempre o que se vê
Voando na floresta é uma borboleta.
Nem sempre um rabo de peixe
Penetrando na água é um peixe.
Nem sempre o canto ouvido na mata
É de um pássaro.
Nem sempre a sombra que voa sobre a lua
É de um morcego.
São coisas visíveis ao mundo
Mas poucos as vêem
Pois muitos enxergam
Mas poucos percebem.

Design e diagramação

A capa é simples, banhada por um azul límpido como o do céu. O miolo foi impresso em papel pólen, agradável para a visão. As letras e espaçamentos também são bem apresentados. Muito bom!

Sobre o autor
Cláudio Furtado, 46, é carioca, nascido e criado em Piedade, bairro do subúrbio do Rio. Trabalha como engenheiro de telecomunicações, mas dedicou quase sua vida inteira à escrita. Divagaísmo é o seu primeiro livro a ser publicado e o autor já se prepara para lançar outros cinco, todos de poesia. Cláudio também já escreveu livros ligados a assuntos espirituais e esotéricos, tema pelo qual tem grande interesse. Fonte: Cerejeira Comunicação.

Licença Creative Commons
O trabalho A poesia como arte dPaloma Viricio foi licenciado com uma Licença Creative Commons - Atribuição - NãoComercial - SemDerivados 3.0 Brasil.
Obs.: Todos os textos produzidos neste blog são da minha autoria e estão registrados. Se utilizá-los, por favor lembre-se dos créditos.  

11 comentários:

  1. Que fofo, gente. *_* Adorei.

    Ps. Eu não estava seguindo, mas já chegueeeei! hahaha

    Beijos,
    Postando Trechos

    ResponderExcluir
  2. Arrazou! Eu também recebi esse livro em parceria com a editora, e é impressionante o quão simples e significativo ele é. Também amei conhecer mais sobre o escritor!

    ResponderExcluir
  3. Gostei da resenha Paloma. Geralmente, não sou lá muito fã de poesia, mas teve algo neste livro que me cativou. Talvez seja essa vertente wicca/paganismo. Beijo!

    www.newsnessa.com

    ResponderExcluir
  4. Nossa amei o post Paloma ..... Adoro poemas ... Percepção é um poema tão suave , tão meigo e ao mesmo tempo tão profundo. .. Adorei ....
    Um beijo e faça mais posta assim ....
    http://girlssweeet.blogspot.com.br/2016/06/resenha-segredos-que-vidaoculta.html?m=1

    ResponderExcluir
  5. Oi Paloma,
    Achei muito bacana o livro, confesso que não sou tão fã do gênero, mas fiquei muito feliz por ter conhecido ele.
    Bjs e uma ótima noite!
    Diário dos Livros
    Siga o Twitter

    ResponderExcluir
  6. Adorei a resenha, e olha que não sou chegada a poemas, mas só de ler sua verdadeira opinião sobre o livro, me deixou com vontade de ler.
    Beijos. ♥

    Diário da Lady

    ResponderExcluir
  7. Oi Paloma,
    Gostei muito de conhecer um pouco sobre o autor e sua obra.
    Bjs❤
    Abrir Janela

    ResponderExcluir
  8. Oi Paloma!!!

    É sempre bom conhecer novos autores, principalmente nacionais e adoro uma boa poesia <3!!!

    Bjs, Mi

    Pop Notas

    ResponderExcluir
  9. Não conhecia. Poesias são sempre gostosas de serem lidas. :)

    Beijo!

    ResponderExcluir
  10. Gostei de conhecer um pouco mais do livro, eu amo poesia, na verdade cresci em meio a ela. Eu escrevia muitas, desde nos meus cadernos de escola até ter os próprios para deixa-las. Fui bastante incentivada a escrever pela minha professora e colegas. Na época existia correio do amor, e advinha quem a galera pedia para escrever? rs. Adorei a resenha, beijão.
    Charme-se

    ResponderExcluir
  11. Oi Paloma, tudo bem?
    Adorei a poesia Percepção!
    Não sou muito fã de poesia, mas essa em especial achei muito bonita!
    Beijos,

    Priscilla
    Infinitas Vidas

    ResponderExcluir

Tecnologia do Blogger.