Resenha- Festa no céu (The book of life - movie)


Um grupo de crianças bagunceiras é encaminhado a uma visita guiada ao museu, como “punição” pelo mau comportamento. Lá, uma guia diferente resolve percorrer um caminho alternativo e os apresenta ao "Livro da Vida", que contém todas as histórias. A mais simbólica delas, baseada nas tradições mexicanas, envolve três mundos. Catrina/ La Muerte é uma adorada deusa ancestral, que governa a Terra dos Lembrados. Ela é ex-mulher de Xibalba, o governante da Terra dos Esquecidos, um trapaceiro. Em uma visita à Terra dos Vivos, eles fazem uma aposta. Se a jovem e bela Maria, filha da maior autoridade da cidade de San Angel, escolher se casar com o emotivo violinista Manolo, Catrina ganha, e Xibalba não poderá mais interferir no Mundo dos Vivos, como gosta de fazer; se o preferido for o valente Joaquim, Xibalba passa a governar, também, o Mundo dos Lembrados.

 A festa dos mundos
Por Paloma Viricio

Festa no céu é uma animação produzida pelo mexicano Guillermo del Toro. Ele é o mesmo que dirigiu A Colina Escarlate. O estilo dele é melancólico, sombrio como o de Tim Burton, mas cada um tem seu próprio jeito peculiar de produzir filmes, por isso, me nego a comparar os dois como muitos fazem por ai.

Cores, músicas e caveiras. Uma ótima pedida para o Halloween sem nenhum melodrama, sangue ou cabeças rolando.  Um filme que pode ser visto por toda a família. Vemos o bem e o mal, mas  de forma sutil, equilibrada. Festa no céu fala sobre a comemoração do dia dos mortos no México.  Para eles, esse dia é sinônimo de festa, diferente aqui do Brasil que lembramos com tristeza daquelas que já foram.  O roteiro é bem inteligente, simples e divertido. Através da animação é possível conhecer bastante sobre a cultura mexicana. Costumes, vestuários, comida, música e etc.

Catrina- El muerte- Super elegante e poderosa.
As personagens são sensacionais. Até mesmo os vilões são agradáveis, já que cumprem bem o papel para eles escolhido.  Assim como os protagonistas. Catrina (La muerte) é sensual, engraçada, justa, governa a terra dos Lembrados. Ela vive em pé de guerra com o ex marido Xibalta que é o governante da terra dos esquecidos... ele vive jogando sujo e não é nem um pouco confiável. Maria é a doce donzela que sabe muito bem usar uma espada, ama livros e jamais seria uma simples dona de casa como as tradições esperavam. Joaquim é o guerreiro invencível da Terra dos vivos. Ele é forte, grande ...muito bobo. Comédia pura. Manolo é um fofo, segue o coração, sentimentos sempre. No começo achei o pai dele um chato, mas com o passar do filme entendemos que assim como os nossos pais ele só queria o bem do filho.

Reencontro de Manolo e a mãe s2
A trilha sonora foi outro ponto que muito me agradou. Composta pelo argentino Gustavo Santaolalla, vencedor do Oscar com através das músicas de O Segredo de Brokeback Mountain e Babel. Peso pesado... As canções mais fofinhas são as tocadas pelo Manolo. Ele é tão sentimental e sempre entoa melodias com o coração. É apaixonante. Inclusive achei muito emocionante a cena em que Manolo reencontra a mãe no mundo dos Lembrados. Festa no céu é rica em ensinamentos, possui um final muito gratificante. Além disso, é uma boa pedida para dar muitas gargalhadas. Se tivesse que definir essa animação, falaria que é doce, emocionante, macabra e divertida. O longa tem uma hora, 37 minutos e foi distribuído pela Fox film do Brasil. 
O trio espetacular! Joaquim, Manolo e Maria.


Licença Creative Commons
O trabalho A festa dos mundos é uma obra de Paloma Viricio foi licenciado com uma Licença Creative Commons - Atribuição - NãoComercial - SemDerivados 3.0 Brasil.
Obs.: Todos os textos produzidos neste blog são da minha autoria e estão registrados. Se utilizá-los, por favor lembre-se dos créditos.  

11 comentários:

  1. que bonitinho. eu adoro uma animação, aliás, acho que é uma das coisas que mais assisto! hahaha não conhecia esse.


    Beijinhos
    n. // www.fashionjacket.com.br

    ResponderExcluir
  2. Ótima resenha amei, tenha uma semana abençoada. obrigado pela visita.
    Blog: https://arrasandonobatomvermelho.blogspot.com.br/
    Canal:https://www.youtube.com/watch?v=DmO8csZDARM

    ResponderExcluir
  3. Oii Paloma

    Como eu ainda não conhecia esse filme? Uma ótima dica para assistir com as crianças, e ainda por cima nos ensina outra cultura tao rica como a do México. Ótima dica. Amo Del Toro, amo os filmes do Tim Burton, acho que não dá pra comparar mesmo os dois, exceto o fato de são dois gênios com estilo próprio.

    Beijos

    unbloglitteraire.blogspot.com.ar

    ResponderExcluir
  4. Oi, Paloma!
    Esse filme deve ser lindo de tão colorido que é. Fiquei super com vontade de assistir.
    Beijos
    Balaio de Babados

    ResponderExcluir
  5. Já gostei de cara pela caracterização dos personagens. *_* Valeu pela dica!

    Beijos,
    Postando Trechos

    ResponderExcluir
  6. ah eu ja assisti essa animação e achei uma graçaaaaaaaaaaa, mt legal vc indicar por aqui pra quem ainda nao conhecia

    www.tofucolorido.com.br
    www.facebook.com/blogotofucolorido

    ResponderExcluir
  7. Que gracinha! Amei essa estética mexicana do filme.
    Já quero assistir.
    Beijos
    www.infinitafeminice.com.br

    ResponderExcluir
  8. Olá, Paloma.
    Eu fiquei com muita vontade de assistir. Não sou muito fã de animações, mas adorei as cores e gosto do Del Toro.

    Blog Prefácio

    ResponderExcluir
  9. Olá,
    Vi que esse filme estava passando no Telecine, quando o sinal estava aberto, mas nem deu para ver. Me senti meio arrependida agora haha
    Adorei os traços, bem estilo do diretor e a proposta é interessante.
    Espero gostar.

    tenha uma ótima quinta =D
    Nana - Obsession Valley

    ResponderExcluir
  10. Oi Paloma!
    Desculpa voltar para uma postagem tão antiga, mas a real é que eu não cheguei a assistir esse filme, um fato que cá entre nós é bem raro hoje em dia, então vim aqui ver os pareceres dele.
    Eu sempre achei a Guilhermo um pouco mais agressivo, mais voltado para o Terror puro, vide o que ele fez em Blade II.
    Costumeiramente eu não perco nenhum filme, seja animação ou o que for, mas não sei, eu não tive muito feeling com esse em particular, mas de repente o ócio não me faz assisti-lo e eu mudo de opinião, né?
    bjos LP
    quatroselos.blogspot.com

    ResponderExcluir

Tecnologia do Blogger.