Resenha- Simplesmente amor- Helena Andrade

Andrade, Helena. Simplesmente amor- 1 ed. Rio de Janeiro: Ler Editorial, 2016.
Um amor que nem mesmo a perda da memória foi capaz de apagar.Imagine encontrar o amor verdadeiro, vivenciá-lo em sua plenitude e depois perdê-lo nas entranhas da mente. Ao realizar uma viagem de férias à Europa, Alicia vive momentos que não só podem mudar seu futuro, mas também lhe trazem revelações do passado. Quando retorna ao Brasil, um acidente a coloca entre a vida e a morte, tendo como consequência a perda das lembranças. Sem consciência de suas experiências, ela retoma sua vida, casa com o antigo namorado e deixa o acaso conduzi-la. Porém, seu corpo começa a mostrar-lhe que existem mistérios por trás da amnésia, algo tão profundo que nem mesmo a perda da memória foi capaz de apagar.
Classificação: 








Ficha Técnica
ISBN-10: 8568925340
Ano: 2016
Páginas: 210
Idioma: português 
Editora: Ler Editorial

Notas
Capa: 10/10
Conteúdo: 06/10
Diagramação: 08/10
Conceito Geral: 60/100

Somente amor
Por Paloma Viricio

Visão Geral
“O tempo pareceu congelar a minha volta. O estranho continuava a me encarar. A energia perturbadora que emanava dele me fez dar um passo para trás. Queria fugir, ou talvez, que o chão se abrisse sob meus pés”, p.75. As lembranças não são as mesmas. Mesmo se Alicia quisesse recordar os maravilhosos momentos que passou em Londres ela não poderia. Tudo em sua cabeça sobre determinado período estava cinza como um céu sem vida.

Simplesmente amor é um livro doce, suave e gostoso de ler. A trama é envolvente. Com o passar das páginas o leitor vai moldando uma simpatia sem igual pelas personagens e acaba envolvido até o pescoço. Um bom romance! Fazia tempo que não lia algo tão leve como esse livro. As cenas românticas entre o casal principal são tão realistas que parecem cenas de filme. Gostei do modo com a autora narrava essas cenas mais quentes. Ficou sexy sem ser vulgar. “O desconforto por ter ficado na poltrona poderia ter sido suficiente para me livrar dos pensamentos incômodos. Até tentei deitar, só que não consegui. Era como se estivesse no paraíso, vivendo a mais fascinante experiência, o sonho inimaginável, e num instante sendo tirada da perfeição e destruída na essência”, p.09.

Simplesmente amor oferece aos leitores personagens sólidas, bem construídas e encantadoras. Alicia é uma boa moça. No começo achei que fosse mais uma personagem chata e insegura, mas essa insegurança dela é um espelho de todos nós. Quem nunca esteve encurralado pelas incertezas da vida que atire a primeira pedra. O que muito gostei na personagem é que ela é consciente. Por exemplo, ela pode ficar zangada com algo, mas depois no cantinho dela tem capacidade de refletir, encarar a situação. Muitos personagens não fazem o mesmo, geralmente ficam se martirizando e enchendo linguiça... o que torna-se algo que me irrita em alguns livros.



O que falar de Miguel? Um amorzinho. Um crush literário que mais me encantou. Ele é simples, doce, prático. Quase perfeito... achei tão doce o  romance entre o jovem e Alicia. Outro ponto bastante positivo é a maturidade dele. Que homem! “Minha família se encantou por ele, em especial meu pai, que lhe dedicou boa parte do tempo. As crianças o rodearam como abelhas em busca do pólen e Miguel retribuiu com doçura, dando atenção a todos. Este moço abalava minha estrutura. Seu olhar me aquecia”, p.95.

Mas nem tudo são flores. Achei o começo do livro muito apressado. Algumas cenas que se passaram artificialmente e não me deram oportunidade de se envolver com aqueles acontecimentos da vida da personagem. Senti muito falta disso. Acho que a autora poderia ter dissecado melhor os acontecimentos, sem pressa, sem medo. Outro ponto que me causou um pouco de irritação foram acontecimentos desnecessários durante a trama. Um monte de coisa que se não estivesse ali não sentiria falta nenhuma. Por exemplo, aquele segredo sobre a personagem principal me deixou com uma interrogação na mente. Para que? No último minuto do campeonato a autora ter jogado essa bomba no colo dos leitores. Se ela tivesse continuado a sequência dos acontecimentos do romance já estaria de bom tamanho. Faltou dosagem. Apesar disso é um bom livro. 

Design e diagramação

A capa desse livro é bem fofa. Ficou linda de morrer, um grande atrativo. O miolo está bem organizado, delicado assim como a parte externa do livro. Cada começo de capítulo bem embalado por letra de caligrafia fina e uma imagem de rosa em marca d’água, o que ficou muito charmoso.  O miolo foi impresso em papel pólen, agradável para a visão. A letra é um pouco pequena, mas o que salva é o espaçamento que está na medida certa. Além disso, aconselho que seja feita outra revisão porque encontrei muitos erros durante a leitura.


Sobre a autora
Apaixonada pela expressão através das palavras e estudiosa das técnicas de escrita, Helena adora romances, em especial aqueles que emocionam e fazem o leitor devorar a história da primeira a última página. Por amar tanto o gênero, ela se dedica a escrevê-los buscando provocar em seu leitor estas sensações. Fonte: Skoob.
Licença Creative Commons
O trabalho Somente amor de Paloma Viricio foi licenciado com uma Licença Creative Commons - Atribuição-NãoComercial-SemDerivados 3.0 Não Adaptada.

Obs.: Todos os textos produzidos neste blog são da minha autoria e estão registrados. Se utilizá-los, por favor lembre-se dos créditos.

7 comentários:

  1. OOOOOOOI

    primeiramente quero dizer que tô aqui babando nesse photoshoot felino com o livro *-* HAHAHAHA duas coisas que mais amo reunidas num só lugar, DOREI!
    segundo... achei a proposta do livro bem legal. Deve ser daqueles romances que levam a gente a viajar pra um mundo paralelo só dele.... QUERO

    beijo
    beinghellz.com

    ResponderExcluir
  2. fiquei curiosa com a história
    http://retromaggie.blogspot.pt/

    ResponderExcluir
  3. Oi Paloma,
    Primeira resenha que leio desse livro e gostei bastante.
    Eu adoro um romance e essa capa... AI MEU CORAÇÃO!
    Adorei!
    Beijos
    http://estante-da-ale.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  4. Adoro esse seu gatinho modelo hahaha. Esse é um livro que pela capa parece ser um romance bem clichê, e fico feliz por a protagonista ser o fator a mudar isso. Acho que lá no fundo, todos nós somos inseguros, temos medo de falhar e se decepcionar, mas a protagonista refletir sobre os acontecimentos depois e não ficar se queixando a toa torna a história toda mais crente. Uma pena que a autora tenha iniciado a obra com pressa, talvez algo mais elaborado chamaria mais a atenção, mas de qualquer forma, pelo jeito a história te conquistou assim mesmo!

    xx Carol
    http://caverna-literaria.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  5. A história pareceu-me muito apelativa :)
    Kiss, Mariana Dezolt
    Messy Hair, Don’t Care

    ResponderExcluir
  6. Amei a resenha, fiquei com vontade de ler quero saber o segredo da personagem rs
    Beijos
    http://lolamantovani.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  7. Que resenha interessante,amiga!!!!!!
    Achei super legal vc postar a resenha e incluir na foto seu gatinho.....
    amo animais tbm!
    Amo esse tipo de livro, que fala de amor seja da forma que for...apelativa ou n...o que é interessa é amar!
    http://www.elianedelacerda.com

    ResponderExcluir

Tecnologia do Blogger.