[Resenha] Quando as Estrelas Caem- Meagan Spooner - Amie Kaufman

quando-as-estrelas-caem-capa-alta
Kaufman, Amie. Quando as estrelas caem/ Amie Kaufman e Meagan Spooner; tradução Ana Death Duarte – Ribeirão Preto, SP: Novo Conceito Editora, 2018Tarver só tem 18 anos, mas já ocupa o posto de Major e foi condecorado como herói. Lilac é mimada e arrogante, e acha que o mundo existe somente para servi-la. A menina mais rica da galáxia e o guerreiro misterioso. Perdidos em um planeta abandonado, os únicos sobreviventes de um desastre que matou milhares de pessoas sabem que precisam aprender a conviver e não estão certos de que conseguirão voltar para casa um dia. Juntos, eles enfrentam aparições, vozes fantasmagóricas, coisas que desaparecem e a presença cada vez mais próxima da força desconhecida que ejetou do espaço a nave Icarus.
Criando um vínculo que supera o clichê os opostos se atraem , Lilac e Tarver provam que a coragem e a lealdade podem ser muito maiores que o instinto de sobrevivência. Personagens que, de tão imperfeitos, nos fazem torcer por eles.
Suspense arrebatador, amadurecimento e um desfecho eletrizante daquelas fantasias que nos cativam e fazem querer compartilhar a história com todo mundo... Quando as estrelas caem é apaixonante.

Classificação: 



Por Paloma Viricio

O homem desvenda o espaço


Na escuridão crescente, eu quase posso sentir que estamos confortáveis um com o outro, como se ele gostasse da minha companhia, em vez de meramente a tolerar, como se estivesse se voluntariando a contar essas histórias porque quer me fazer rir, e não apenas para que eu continue seguindo em frente”.

Lilac e Tarver nunca imaginariam que suas vidas poderiam ser entrelaçadas como foram. Cada um vivia em caminho completamente diferente que por  acaso, ou destino, se tornou um só. Na vastidão do universo a imponente Icarus flutuava levando milhares de pessoas inocentes que tiveram as vidas ceifadas por um grande desastre. Menos LiLac. Menos Tarver. Um Major e a filha rica do homem mais poderoso da galáxia. Em meio derradeira catástrofe os dois precisaram lidar com a vastidão e o desconhecido do universo.

Um lançamento aguardado por tempos

Acredito que Quando as Estrelas Caem era um livro demasiadamente esperado por diversas pessoas. Eu, aguardava ansiosa também, por isso fiquei muito feliz ao ter o livro em mãos para conferir trama tão falada. Apesar de ver diversas pessoas comentando bastante sobre o livro, procurei não ler muitas resenhas nem assistir vídeos relacionados porque precisava me manter neutra para formar opinião própria.

Quando as Estrelas Caem é parte da trilogia Starbound

Quando as Estrelas Caem é o primeiro livro de uma trilogia. Achei interessante saber disso porque apesar de se complementarem cada livro posterior, embala a trama de um casal diferente. Confesso que fiquei ainda mais curiosa para saber o que virá por ai, mas ainda não temos previsão de lançamento das continuações. Sem criar alvoroço e ansiedade porque isso faz mal ao coração (Risos) é preciso analisar essa  obra primeiro e o que ela nos ofereceu.

Eu me viro para ficar com as costas no chão e me deparo com ela bloqueando a visão de estrelas que não me são familiares, parada acima de mim, como um fantasma na noite. Algo deve ter feito com que ela tivesse se prontificado a vir fica ao meu lado da fogueira, pois ela ainda está insistindo na distância entre nós, e estico a mão, em direção à minha Gleidel, enquanto ergo o olhar, piscando para ela”.

Drama e Ficção científica com um toque de distopia

Gostei muito da trama. Achei criativa, bem escrita e costurada por um modo de escrever que produz leitura fluída. O livro é classificado como drama, mas diria que pode se encaixar como distopia ou obra de ficção científica, se não for muita pretensão da minha parte, claro. Até porque a ambientação e a realidade que nossas personagens vivem é bem diferente da que vivemos. Por isso, digo que as autora tiveram uma ótima sacada em pensar no enredo, cenários e etc.

Inicialmente, Quando as Estrelas Caem, é um livro que promove mistério e não libera muita informação do que podemos encontrar com o romance. Mas, acredito que seja assim mesmo por ser uma obra introdutória. Entretanto, o final ficou bem claro e gostei do desfecho. Ao iniciar a brochura nunca imaginaria que as trama iria tomar o caminho que tomou e acabar como o fez. Mas, isso foi um dos pontos positivos porque gosto de enredos interessantes e surpreendentes.

 É noite lá fora, mas aqui é como se eu estivesse sob a luz do sol. O ar nunca teve um aroma tão doce, o céu nunca pareceu tão cheio de estrelas. As nuvens se dispersam e a lua-espelho lança o seu brilho, banhando o mundo com sua pálida luminescência azul. Caio de joelhos, como se pudesse apagar as lembranças do que me espera dentro da nave com bastante oxigênio fresco. Não consigo voltar para lá. Como poderia? Eu não consigo. Aquilo é um túmulo”.

Personagens que despertam curiosidade

Além do casal Lilac e Tarver, as outras personagens são mostradas de forma bem vaga. As autoras citam pessoas relacionadas com os dois, mas não se aprofunda nessas personagens. Com o passar do livro é que vamos conhecendo melhor cada uma das personagens principais e os mistérios que o planeta novo que estão habitando desperta. Lilac é uma personagem prepotente, imatura, até mesmo irritante inicialmente, mas que vai se moldando e amadurecendo diante das situações que se apresentam. O interessante é que Tarver, sendo totalmente diferente dela, também aprende a lidar e respeitar as diferenças. É quando começam trabalhar em equipe que as coisas ficam boas porque eles vão desenvolvendo uma espécie de laço que acolhe o leitor.

Perspectivas positivas

Apesar do início um pouco lento, gostei bastante do livro. As autoras fizeram um bom trabalho. Mesmo gostando muito do casal, acredito que provavelmente não irei encontrá-lo nos futuros livros da trilogia, quero muito ler os livros e tentar descobrir mais sobre a formação dos novos planetas e o rumo que a relação do homem no espaço pode causar.  Além das consequências da ganância humana. Acredito que ainda tenha muito babado para ser revelado por ai.

Design e diagramação

A capa é sensacional. Bem bonita e acredito que chame bastante atenção de quem veja logo de cara. Há pessoas que não gostam de capas com pessoas eu já não tenho esse problema. Mas os indivíduos da capa são bem parecidos com a descrição das personagens. Os capítulos são corretamente divididos. Há capítulos grandes e outros mais curtos, mas nada que me incomodou. Achei que foi bem dosado. Aliás, a fonte e espaçamento estão bem agradáveis e o miolo foi impresso em papel pólen.

Sobre as autoras

Amie Kaufman e Meagan Spooner

Amie Kaufman e Meagan Spooner são amigas de longa data e já dividiram o quarto de hotel em algumas viagens pelo mundo (por enquanto não viajaram pela galáxia), percorrendo os continentes que as separam. Elas têm certeza de que conhecer o espaço sideral é questão de tempo. Meagan, que é autora da trilogia Skylark, mora nos arredores de Washington, nos Estados Unidos, enquanto Amie vive em Melbourne, na Austrália. Embora distantes uma da outra, elas estão unidas pelo amor às viagens de carro. Ambas também adoram Space Opera, um subgênero da ficção científica que contém aventuras românticas, cenários exóticos e personagens fantásticos. Fonte: Editora Novo Conceito.

11 comentários:

  1. Olá Paloma
    Eu preciso ler esse livro e ainda mais depois da sua resenha vai para o topo da wishlist.
    Adoro suspense espacial, viagens intergalácticas e personagens imperfeitos porque eles criam identificação com pessoas "reais".
    E ainda tem final eletrizante?
    Querooooo já!
    Bjs Luli
    https://cafecomleituranarede.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  2. Oi, Paloma!

    A capa desse livro é muito linda. Fico feliz de saber que a história também encanta fácil o leitor. Já tinha marcado o livro no Skoob, mas agora quero lê-lo mais ainda!

    xx Carol
    http://caverna-literaria.blogspot.com

    ResponderExcluir
  3. nossa que capa mais linda, com certeza já chama atençao, achei interessante esse tema que nos chama atenção para ganancia

    www.tofucolorido.com.br
    www.facebook.com/blogtofucolorido

    ResponderExcluir
  4. Ainda não conhecia esse livro, mas pela história pode ganhar uma adaptação para o cinema.
    Big Beijos,
    Lulu on the sky

    ResponderExcluir
  5. Gostei da resenha Paloma. Não é o tipo de temática que me chama a atenção, mas achei a dica bem interessante. Beijo!

    www.newsnessa.com

    ResponderExcluir
  6. Paloma, esse livro parece bem bacana! Me deixou bem curiosa!
    Achei a capa linda!

    Beijo!
    Cores do Vício

    ResponderExcluir
  7. Queria tanto que a editora trouxesse o segundo volume dessa trilogia pra cá.
    Esse livro me surpreendeu positivamente! Gostei do romance clichê, dos elementos scifi...

    Sai da Minha Lente

    ResponderExcluir
  8. Inícios lentos as vezes desanimam, mas que bom que depois a história melhorou. Essa capa sempre me chamou muito a atenção..

    www.vivendosentimentos.com.br

    ResponderExcluir
  9. E essa capa, meodeus! Simplesmente maravilhosa. Amo suspenses que prendem nossa atenção. Tenha um ótimo dia, beijos!

    Blog Paisagem de Janela
    www.paisagemdejanela.com

    ResponderExcluir
  10. Não conheço as autoras nem o livro, mas pelo que li aqui faz o meu género de leitura! :) Beijinhos
    --
    O diário da Inês | Facebook | Instagram

    ResponderExcluir

Tecnologia do Blogger.